A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
46 pág.
Administração do Frete

Pré-visualização | Página 1 de 5

Administração 
do Frete
SEST – Serviço Social do Transporte
SENAT – Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte
ead.sestsenat.org.br 
CDU 656.053.432:005
46 p. :il. – (EaD)
Curso on-line – Administração do Frete – Brasília: 
SEST/SENAT, 2016.
1. Frete - administração. 2. Empresa de transporte. I. 
Serviço Social do Transporte. II. Serviço Nacional de 
Aprendizagem do Transporte. III. Título.
3
Sumário
Apresentação 4
Unidade 1 | Por Que Administrar o Frete? 5
1 Administração do Frete e Conceito de Lucro 7
2 Preços e Custos Médios e Conceito de Demanda 10
Atividades 11
Referências 12
Unidade 2 | Metodologias de Defi nição de Preços 13
1 Metodologias para o Cálculo do Preço do Frete 15
1.1 Preço a Partir da Concorrência 15
1.2 Preço a Partir dos Custos 16
1.3 Preço a Partir do Valor Percebido pelo Consumidor 18
Atividades 20
Referências 22
Unidade 3 | Classifi cação de Custos e seus Componentes 23
1 Classifi cação dos Custos 25
1.1 Custos Diretos e Indiretos 25
1.2 Custos fi xos e variáveis 27
1.2.1 Componentes dos Custos Fixos 28
1.2.2 Componentes dos Custos Variáveis 29
Atividades 32
Referências 33
Unidade 4 | Exemplo de Formação do Valor do Frete 34
1 Exemplo de formação de preços a partir dos custos, com o uso da planilha Excel. 36
Atividades 43
Referências 44
Gabarito 45
4
Apresentação
Prezado(a) aluno(a),
Seja bem-vindo(a) ao curso Administração do Frete! 
Neste curso, você encontrará conceitos, situações extraídas do cotidiano e, ao fi nal de 
cada unidade, atividades para a fi xação do conteúdo. No decorrer dos seus estudos, 
você verá ícones que tem a fi nalidade de orientar seus estudos, estruturar o texto e 
ajudar na compreensão do conteúdo. 
O curso possui carga horária total de 30 horas e foi organizado em 4 unidades, conforme 
a tabela a seguir.
Fique atento! Para concluir o curso, você precisa:
a) navegar por todos os conteúdos e realizar todas as atividades previstas nas 
“Aulas Interativas”;
b) responder à “Avaliação fi nal” e obter nota mínima igual ou superior a 60; 
c) responder à “Avaliação de Reação”; e
d) acessar o “Ambiente do Aluno” e emitir o seu certifi cado.
Este curso é autoinstrucional, ou seja, sem acompanhamento de tutor. Em caso de 
dúvidas, entre em contato por e-mail no endereço eletrônico suporteead@sestsenat.
org.br.
Bons estudos!
Unidades Carga Horária
Unidade 1 | Por Que Administrar o Frete? 8 h
Unidade 2 | Metodologias de Defi nição de Preços 7 h
Unidade 3 | Classifi cação de Custos e seus Componentes 8 h
Unidade 4 | Exemplo de Formação do Valor do Frete 7 h
5
UNIDADE 1 | POR QUE 
ADMINISTRAR O FRETE?
6
Unidade 1 | Por Que Administrar o Frete?
 f
Você compreende a importância econômica do transportador 
administrar o frete? Conhece os conceitos de lucro e custo 
médio? Entende a definição de demanda? 
A empresa transportadora de cargas que não estipula com precisão e cuidado o valor do 
frete tende a sofrer prejuízos constantes, a perder mercado e a fugir do foco de acumulação 
do capital. Na pior das hipóteses, a empresa pode ser levada à falência. Conscientes disto, 
perceberemos a importância de saber administrar o frete e de como calculá-lo. É o que 
começaremos a estudar nesta unidade.
7
1 Administração do Frete e Conceito de Lucro 
O mundo atual dos negócios tem demonstrado que os modelos de formação de preços 
(frete) são imprescindíveis para orientar as empresas de transporte em sua busca por 
sucesso. A administração do frete é essencial para lidar com a concorrência.
Todas as empresas, pequenas, médias ou grandes, devem praticar preços que cubram 
seus custos totais médios, além de propiciarem lucro. É o que os especialistas 
recomendam e o que vamos demonstrar.
Você sabe como o lucro é definido? O lucro é igual à diferença 
entre receita total (RT) com a venda de bens/serviços e o custo 
total (CT ) de produção de bens/serviços.
Em termos matemáticos, podemos usar a seguinte equação para calculá-lo:
II = RT – CT (1)
Por outro lado, a receita total é defi nida assim: 
RT = P x Q (2)
Onde P é o preço e Q é a quantidade de bens/serviços vendidos. 
 e
O custo total é dividido em custos fixos e custos variáveis (nas 
unidades 3 e 4 deste curso estudaremos tais custos em detalhes).
Para obter lucro positivo, é preciso que o preço unitário seja maior do que o custo total 
médio. Antes de continuarmos, você sabe qual é a defi nição de custo médio?
8
Custo total médio (CMe) é igual à razão entre o custo total e a 
quantidade produzida de bens/serviços. O custo total médio é 
também chamado de custo total unitário.
Vamos prosseguindo. Agora vamos igualar o lucro a zero. 
Use as equações (1) e (2) acima!
Isto é:
II = PQ – CT = 0, ou
(3)
PQ = CT 
Agora, divida os dois lados da equação (3) por Q para obter:
P = CT = CMe (4)
Q
Resultado: se o lucro é zero o preço é igual ao custo médio. Neste caso, a empresa 
cobrirá seus custos, mas não terá lucro.
h
Podemos dizer também que: 
• se o preço for menor do que o custo médio a empresa incorre
em prejuízo;
• se o preço for maior do que o custo médio obtém-se lucro.
Ou seja:
Prejuízo Quando P < CMe 
Quando P > CMe Lucro
9
Diante dessas expressões, fi ca demonstrado porque se deve preocupar com o preço 
(frete) cobrado pelos bens/serviços vendidos.
 a
Para praticar preços rentáveis é necessário apurar os custos 
precisamente. Os custos devem ser constantemente 
monitorados!
10
2 Preços e Custos Médios e Conceito de Demanda
Muitas vezes, quando têm folga de caixa, podem ser encontradas empresas praticando 
preços abaixo ou iguais aos custos totais médios. Com certeza estas empresas não 
estarão obtendo lucro!
Ainda assim, diversas empresas adotam essa estratégia mesmo sabendo que este 
comportamento é muito arriscado. Cobrando preços mais baixos, a empresa pode 
pretender aumentar sua participação no mercado. Para reduzir o risco nesta operação 
é preciso que a empresa conheça bem sua demanda, que pode ser assim defi nida:
Demanda é a relação entre a quantidade e o preço de um bem/
serviço que os consumidores desejam adquirir. 
Muita atenção, pois se a empresa continuar se comportando dessa forma por longo 
tempo, pode desencadear uma guerra de preços – o que não é bom nem para ela e nem 
para seus concorrentes. 
Resumindo 
• No ambiente de negócios de hoje, para se obter sucesso e crescimento, é 
imprescindível que a empresa administre o preço, ou o frete, nas empresas 
transportadoras de carga. 
• O desempenho econômico-financeiro da empresa está fortemente 
relacionado à cuidadosa administração do frete e aos resultados almejados 
por todos aqueles que dependem da empresa: proprietários, trabalhadores, 
fornecedores, clientes, governo etc. 
• O lucro é o resultado entre a diferença da receita e dos custos da empresa.
11
 a
1) Qual é a definição de lucro? 
a. ( ) Lucro = Receita - Despesas 
b. ( ) Lucro = Receita - Margem 
c. ( ) Lucro = Receita - Custos 
d. ( ) Todas as alternativas estão corretas. 
2) Assinale certo (C) ou errado (E). 
( ) O custo total divide-se em custo variável e fixo. 
( ) O custo médio é igual à divisão do custo total pela 
quantidade produzida de bens/serviços. 
3) Como é denominada a relação entre a quantidade de um 
bem/serviço que os consumidores desejam adquirir e seu 
preço? 
a. ( ) Receita. 
b. ( ) Oferta. 
c. ( ) Gastos. 
d. ( ) Demanda. 
4) Quando a receita for menor que os custos, temos um 
prejuízo. 
( ) Certo ( ) Errado
Atividades
12
Referências
ASSEF, R. Manual de gerência de preços. Rio de Janeiro: Campus, 2002.
BRUNI, A. L.; PAIXAO, R. B. Excel aplicado à gestão empresarial. São Paulo: Atlas, 2011.
BUARQUE, C. Avaliação econômica de projetos. Rio de Janeiro: Campus, 1994.
CASAROTTO FILHO, N.; KOPPITKE, B. H. Análise de investimentos. São Paulo: Atlas, 
2010.
DOLAN, R.; SIMON, H. O poder dos preços: as melhores estratégias para ter lucro. São 
Paulo: Futura, 1998.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.