A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Anamnese Geriatrica

Pré-visualização | Página 1 de 2

Lídia Negrão – med 3 
 
 
 
SENÊSCENCIA E SENILIDADE: 
• Senescência: processo 
natural do envelhecimento – 
de maneira saudável. 
• Senilidade: processo de 
envelhecimento patológico – 
comorbidades, entre outros. 
QUEDAS E TONTURAS 
à A tontura causa queda, mas o que 
causa as tonturas? As tonturas têm 
várias causas, como falha nos 
sistemas sensoriais (visual, somato-
sensitivo e vestibular) o que pode 
causar muitos acidentes por queda. 
Medo de cair e depressão – basofobia 
SARCOPENIA 
é o processo natural e progressivo de 
perda de massa muscular, 
característico do envelhecimento. 
Há vários testes para verificar se o 
idoso é sarcopênico. 
Causas de alteração nutricional: 
9D’s 
Dentição (inadequada/próteses), 
Disgeusia (distorção ou diminuição do 
paladar), Disfunção (xerostomia, 
declínio na secreção ácida, diminuição 
da absorção; atraso do esvaziamento 
gástrico, Disfagia, Drogas, Depressão, 
Demência, Diarreia, Doenças 
(neoplasia, distúrbios neurológicos...) 
AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS 
NUTRICIONAIS 
• Anamnese 
 
• Antropometria: 
• P.A, imc, cp, ca, cb, pregas 
cutâneas, estimar altura dos 
idosos acamados (calcanhar até 
a rótula do joelho) 
• Teste da AGA: mini avaliação 
nutricional 
• Exames laboratoriais 
PREDITORES DA SARCOPENIA NA MINI 
AVALIAÇÃO NUTRICIONAL: 
Anamnese, Índice de massa corporal e 
circunferência da panturrilha. 
COMPOSIÇÃO E FORMA DO CORPO 
Com o tempo, o idoso tem uma 
redução da sua com posição e forma 
de corpo; 
• Desgaste ósseo, aumento de 
gordura corporal, diminuição de 
músculos e água 
PELE E FÂNEROS 
• Actinosenescência cutânea 
• Diminuição de pelos 
• Rarefação capilar 
• Alteração das unhas 
Manchas aparecem na pele, como 
as hipercrômicas e as hipocrômicas 
que ocorre pela alteração dos 
melanócitos. 
 geriatria 
 
Lídia Negrão – med 3 
 
 
Também se dá nos idosos à purpura 
senil e a ceratose actinica (geralmente 
confundida com a lesão 
carcinomatosa) 
 
 
 
 
Purpura senil 
 
Ceratose actinica 
É necessário observar todos as lesões 
na pele, orelha, nariz, lábios para 
diferenciar lesões benignas e 
malignas. 
 
 
 
 
Carcinoma espinocelular 
 
 
Carcinoma 
basocelular 
TIPOS DE HÉRNIA 
Durante a inspeção da pele, aonde 
vamos ver alguns abaulamentos 
causados por hérnias. 
ORGÃOS DOS SENTIDOS; 
Lídia Negrão – med 3 
 
à Visão; presbiopia 
• Catarata: ocorre devido ao 
envelhecimento do cristalino, 
causando visão turva 
(opacificação) 
• Halo senil: Deposito de células 
gordurosas, que ocorre ao redor 
do olho 
• Pterígeo: ocorre por conta de 
uma membrana acrescida por 
exposição solar, ao vento e etc. 
(benigna) 
• Glaucoma: perda periférica de 
visão 
• Degeneração macular: dificulta a 
visão central 
à Audição; 
• Otosclerose/presbiacusia 
(dificuldade na audição) 
• Rolha de cerume 
• Zumbido 
• Tontura 
à Paladar; 
• Diminuição das pupilas 
gustativas 
à Olfato; 
• Hiposmia/anosmia 
(diminuição do olfato) 
à Tato; 
• Alteração de sensibilidade 
SISTEMA ÓSSEO 
àTecido ósseo; 
• Diminuição dos osteoblastos 
(formação) 
• Aumento dos osteoclastos 
(reabsorção) 
• 30 a 40 = ‘’pico de massa óssea’’ 
– Diminuição da estatura (1cm a 
cada década a partir dos 4º 
anos) 
• Osteoporose, doença silenciosa 
deixando o osso poroso e 
enfraquecido. 
SISTEMA ARTICULAR; 
• Perda de liquido 
• Rigidez das articulaçōes 
• Aumento do atrito 
à Artrite reumatoide, hanseníase 
à Degeneração articulares + 
achatamentos das vertebras + perdas 
de massas ósseas e muscular faz com 
que os idosos tenham alterações na 
postura e altura com o avançar da 
idade. 
SISTEMA MUSCULAR; 
• Diminuição da força e dos 
músculos 
à Sarcopenia 
SISTEMA NERVOSO; 
O cérebro também sofre uma atrofia, 
pela diminuição da massa cerebral, 
pela diminuição de neurotransmissores 
à Alterações referentes ao SNC; 
• Declínio no controle postural 
• Declínio sensorial (5 sentidos) 
Lídia Negrão – med 3 
 
• Diminuição da propriocepção 
• Dificuldade de adaptação em 
ambientes diferentes (risco de 
delirium e quedas 
• Alterações do ciclo sono-vigília 
• Distúrbios cognitivos 
SISTEMA IMUNE 
à Imunossenêscencia 
• Aumenta a suscetibilidade; 
- Infecções 
- Autoanticorpos 
- Imunoglobulina monoclonal 
- tumorigênese 
SISTEMA HEMATOLÓGICO 
• Queda progressiva das reservas 
hematopoiéticas 
• Aumento da suscetibilidade à 
anemia no stress fisiológico 
• Perfil de doenças hematológicos 
Por exemplo, a anemia é tratada 
com valores diferentes, tem uma 
tolerância maior para a pessoa 
idosa, visto que ela já tem uma 
reserva diminuída. 
SISTEMA CARDIOCIRCULÁTORIO 
à Vasos sanguíneos: calcificação e 
enrijecimento 
à Coração; 
• Aumento de tamanho 
• Diminuição da força de 
contração 
• Deposito de placas 
ateroscleróticas 
• Reserva funcional diminui 50% 
à Pressão arterial 
• A verificação do idoso é 
diferente, deve se ter uma 
atenção redobrada por conta das 
comorbidades de cada um 
(artéria enrijecida...) 
• Os valores também se alteram 
(valores pressóricos x faixa 
etária) 
• Idosos hígidos (ate 79 anos) < 
140 x 90mmHg 
• Idosos octogenários <150 x 
90mmHg 
Deve ser medido em duas posições, 
sentado e deitado, nos dois braços, 
para que não ocorra uma hipotensão 
brusca; 
à Hipotensão postural/ ortostática 
Ø 20mmHg na PAS e 10mmHg na 
PAD 
SISTEMA RESPIRATÓRIO 
• Diminuição da 
mobilidade/expansibilidade 
• Diminuição dos alvéolos 
pulmonares 
• Diminuição da capacidade 
respiratória 
• Diminuição do numero e 
funcionamento dos cílios – 
diminui reflexo da tosse 
• Retenção de secreção brônquica 
à aumenta as infecções como 
pneumonia 
• Aumento do diâmetro 
anteroposterior dificultando a 
ausculta 
Lídia Negrão – med 3 
 
SISTEMA DIGESTÓRIO; 
à Cavidade oral; 
• Mucosa fina e seca; 
• Língua lisa pela perda das 
papilas 
• Varizes 
• Dentes e próteses 
à Esôfago 
• Motilidade pode ser anormal; 
• Incompetência esfincteriana gera 
(DRGE) Doença de refluxo 
gastresofágico 
à Estômago 
• Redução do acido clorídrico e 
pepsina; 
• Redução da motilidade; 
à Intestino Delgado; 
• Redução da altura das 
vilosidades; 
• Reduz absorção; 
• Diminuição da absorção de 
cálcio que gera queda da 1,25 
hidroxicolecalciferol; 
• Diminuição da sensibilidade da 
mucosa a proteínas ligadoras de 
cálcio 
à Intestino grosso 
• 40%: 50 anos tem divertículo 
(diverticulite) – inflamação na 
parede interna do intestino 
à Pâncreas; 
• Redução de tamanho; 
• Fibrose; 
• Redução da produção de lipase 
e tripsina sem expressão clínica 
à Presbifagia – dificuldade na 
deglutição e digestão (disfagia) 
à Fígado; 
• Metabolizaça6o de 
medicamentos/ predisposição a 
doenças 
à Vesícula; 
• Colelitiase; tumores 
à Reto/ anús 
• Obstipação intestinal/ 
hemorroidas 
RINS E VIAS URINÁRIAS 
• Decréscimo de 50% da reserva 
funcional entre 30 e 70 anos; 
• Diminui fluxo sanguíneo e 
filtração – diminui mecanismo 
compensatório/ aumenta risco de 
toxicidade e insuficiência 
• Bexiga; cistocele 
• Próstata: HPB ou Ca 
• Incontinências urinarias – 
impacto social 
SISTEMA REPRODUTOR 
à Senescência sexual; 
Andropausa (hipogonadismo) e 
menopausa – alterações hormonais; 
à Reprodutor feminino; 
• Ressecamento vaginal, alteração 
do parênquima mamário, 
Lídia Negrão – med 3 
 
ausência de óvulos e diminuição 
de pelos pubianos 
à Reprodutor masculino; 
• Diminuição dos 
espermatozoides, dificuldade de 
ereção e ejaculação 
• Disfunções/ Sexualidade – 
investigar, pois idosos também 
podem ser ativos. 
SISTEMA ENDÓCRINO 
• Alteração da composição 
corpórea 
• Alterações dos hormônios 
sexuais 
• Alteração tireoidiana 
• Diabetes 
• Diminuição do metabolismo 
• Deficiência vitamínica 
à Síndrome plurimetabólica 
(dislipidemia, aumento da 
circunferência abdominal, HA, DM) 
à Síndrome da fragilidade; 
Causada pelo sedentarismo, 
sarcopenia, inanição ou um AVC 
grave, por exemplo. 
AVALIAÇÃO GERIÁTRICA AMPLA (AGA) 
• Objetivos;