A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
60 pág.
04_Nocoes_de_Criminalistica

Pré-visualização | Página 9 de 27

quando expostas à luz ultravioleta (lâmpada de wood). 
 
Vômitos 
 
O encontro de deposições ou manchas de conteúdo gástrico no local pode indicar a composição da 
última refeição feita pela pessoa que o expeliu e, em algumas condições, pode levar a outras importantes 
conclusões. 
 
A quantidade e constituição dessas manchas ou deposições variam muito na dependência da dieta e 
do tempo decorrido entre a alimentação e o regurgitamento. 
Caso o autor ou a vítima tenham deixado o vômito no local, é possível se fazer um estudo para 
reconhecer seus hábitos alimentares 
 
Para os casos de envenenamento, seja acidental, suicídio ou homicídio, o exame das manchas de 
vômito, facilitam na identificação da natureza responsável pelo óbito. 
 
1374611 E-book gerado especialmente para PETRUCCIO TENORIO MEDEIROS
 
. 18 
Suor 
 
O suor é um líquido aquoso, incolor, com cheiro característico e sabor salgado, que sai das glândulas 
sudoríparas. 
Quando deixado no local do crime, o suor pode ser encontrado em peças de roupas, lenços, 
constituindo, assim, uma importante prova de identificação. 
É um elemento de importância tão grande, que dependendo da quantidade de material disponível, é 
permitido identificar um grupo sanguíneo. 
 
Manchas de muco nasal 
 
As manchas de suco nasal são amarelas, brancas ou acinzentadas, parecidas às de esperma e podem 
vir acompanhadas de pós que são aspirados pelo nariz. 
 
Ao serem expostas à luz ultravioleta (lâmpada de Wood), apresentam coloração azul-claro. Por meio 
do exame microscópico revela o muco, células prismáticas da mucosa nasal, microorganismos e 
partículas de carbono. 
 
Em indivíduos secretantes, à semelhança do que ocorre com a saliva, é possível a determinação de 
grupos sanguíneos. 
 
Dependendo da quantidade encontrada é permitido se identificar o DNA. 
 
Manchas de secreções bronquiais 
 
Conhecidas como escarro, catarro ou esputo, as secreções bronquiais vêm mescladas com muco 
nasal ou saliva, dependendo da forma como ganham o exterior do organismo, podendo vir acompanhadas 
de sangue, pus e outras secreções orgânicas. 
 
O escarro pode apresentar cor e odor diferentes. A secreção tem coloração diferente, em organismos 
sadios a secreção é inodora e incolor (esbranquiçada), sendo que as manchas, em alguns casos é 
confundida com as de esperma. 
 
O odor ruim pode indicar alguma infecção pulmonar, mas dificilmente poderá servir como meio de 
diagnóstico. 
Ao exame macroscópico o catarro pode apresentar uma constituição homogênea de consistência 
mucosa, purulenta ou hemática. 
 
Marcas produzidas pelos dentes e lábios 
 
Os dentes podem produzir marcas com compressão ou escoriação, tanto sobre o corpo humano como 
em alguns alimentos. 
 
Essas marcas são mais encontradas em crimes sexuais, de preferência sobre os braços, genitais, 
nádegas e seios. Também são encontradas no autor, quando este vem a se debater com a vítima, nesses 
casos essas marcas são comumente encontradas nos braços, mãos e pernas. 
 
Muitas vezes os dentes são encontrados no local do crime, como podem ser encontradas as mordidas 
em alimentos sólidos e, dependendo da parte da arcada podem produzir lesões contusas ou corcontusas. 
 
Para servir como meio de pesquisa, usa-se a fotografia e sempre que der certo, a modelagem. 
Dependendo do suporte, o perito deve providenciar a preservação e o recolhimento da amostra com maior 
celeridade possível. 
Após a tiragem de fotos, será feita a modelagem com silicone ou outros materiais indicados para 
moldes dentários. 
 
Nesses casos, além das marcas dentais podem ser encontradas impressões labiais, deixadas em 
batom. Vale ressaltar que esse tipo de impressão é muito complexa. 
 
1374611 E-book gerado especialmente para PETRUCCIO TENORIO MEDEIROS
 
. 19 
Fibras e pelos 
 
Os pelos e fibras que forem encontrados no corpo da vítima devem ser guardados, porém para que 
não perca nenhuma impressão neles depositado é recomendável que se utilize uma pinça e se estes se 
encontrarem na mão da vítima, que o bordo superior das unhas seja recortado para pesquisas de 
resquícios de sangue e de pele. 
 
Marcas de pegadas e de pneus e exame do solo 
 
As marcas de pneus (pneumáticas) exercem as seguintes finalidades: 
 
- identificar a espécie de veículo utilizado; 
- determinar a direção tomada pelo mesmo; e 
- identificar, especificamente, o veículo que esteve no local. 
 
Para saber sobre os rastros deixados pelos pneus, prefere-se a estrada de estrada e lama, por serem 
mais duradouros e precisos do que as marcas de pneus deixadas em solo asfáltico. 
 
Além disso, quando o veículo se desloca em trajetória retilínea para frente, as impressões das rodas 
traseiras se sobrepõem às marcas das rodas dianteiras, acontecendo o contrário quando o deslocamento 
ocorre em marcha ré. 
 
A espessura e o tipo dos pneus, o número de rodas e o afastamento entre os eixos podem conduzir à 
espécie de veículo que estava sendo conduzido, que pode ser motocicleta, automóvel, caminhonete, 
caminhão, utilitário agrícola ou outro. 
A determinação da direção tomada pelo veículo nem sempre é possível. Apenas em alguns casos isso 
será verificado: 
 
Apenas em casos particulares é permitida a identificação individual do veículo, pois a impressão dos 
pneus foi deixada sobre um terreno que permite a formação em baixo relevo dos desenhos da banda de 
rodagem. 
Quando isso ocorrer, é permitida a fotografação e modelagem das impressões deixadas, com as 
técnicas que são usadas para levantamento das pegadas. 
 
Para uma identificação precisa de um veículo em particular é preciso procurar por marcas que possam 
significar desgastes ou defeitos e que permitam uma comparação com o original. 
Em alguns atropelamentos, marcas de pneus podem ser encontradas sobre o corpo da vítima, mas, 
além do tipo de veículo, dificilmente permitirão uma identificação mais precisa. 
 
Pegadas 
 
O gesso é um grande colaborador para reconhecer as marcas de pegadas que são deixadas, mas 
precisamente no barro, areia, pois o gesso traz os mínimos detalhes sobre o calçado do autor e vítima. 
Não apenas isso, o gesso serve para descobrir o momento em que o indivíduo passou pelo local. 
 
Quando se está descalço não podemos confundir a pegada com a impressão plantar. Ao se analisar 
as pegadas de uma pessoa que está descalça referem-se à forma externa dos pés, permitindo avaliar 
defeitos físicos ou costumes no andar. 
 
O tipo e a inclinação do terreno interferem, pois nos locais planos as pegadas produzem de modo 
semelhante o tamanho do pé, enquanto na subida, os artelhos se contraem, e não dão com exatidão o 
tamanho correto. 
 
As regras que devem ser observadas para o estudo das marcas e impressões são: 
: 
- reproduzir a pegada por meio de desenho, fotografia ou modelagem, mostrando suas medidas 
principais. 
- utilizar os mesmos modos para colher a pegada testemunha do suspeito; 
1374611 E-book gerado especialmente para PETRUCCIO TENORIO MEDEIROS
 
. 20 
- realizar o estudo comparativo das pegadas colhidas do local do fato com aquelas obtidas da pessoa 
suspeita; 
- Moldes para serem mais seguros devem ser comparados com moldes, fotografias com fotografias e 
assim por diante. 
 
Marcas de ferramentas 
 
As marcas de ferramentas e outros objetos utilizados são encontrados com grande frequência nos 
locais submetidos a exames periciais, principalmente com delitos patrimoniais. 
As ferramentas utilizadas e que deixam marcas são: talhadeiras, machados, canivetes, alicates, 
tesouras, chaves de fenda, pés-de-cabra e similares, podem ser encontradas sobre diversos suportes, 
como madeira, metal. 
 
Pelo suporte é possível identificar as irregularidades e defeitos das ferramentas. Embora seja difícil 
identificar a pessoa por meio dela, é permitido que se inclua ou exclua ferramentas como suspeitas do 
Entretanto, alguns suportes como os cabos e objetos de borracha não são tão hábeis para se produzir 
uma impressão.