A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
ESTUDO DIRIGIDO COM RESPOSTAS - Sondagem Nasogástrica e Nasoenteral

Pré-visualização | Página 2 de 2

SOLUÇÃO GLICERINADA EM BANHO MARIA. 
5. ADAPTAR A SONDA RETAL, PROTEGENDO-A NA EMBALAGEM. 
6. RETIRAR O AR DA EXTENSÃO, LEVAR ATÉ O PACIENTE, COLOCAR A SOLUÇÃO 
NO SUPORTE DE SORO. 
7. ISOLAR O LEITO COM BIOMBO, ABRIR AS JANELAS, COLOCAR O PACIENTE ME 
POSIÇÃO DE SIMS, AJUSTAR A FRALDA / DISPONIBILIZAR COMADRE. 
8. CALÇAR AS LUVAS DE PROCEDIMENTO 
9. COLOCAR LUBRIFICANTE ANESTÉSICO NA GAZE, LUBRIFICAR A SONDA COM 
LIDOCAÍNA GEL, APROXIMADAMENTE 10 CM. 
10. AFASTAR OS GLÚTEOS, INTRODUZIR A SONDA APROXIMADAMENTE 10 CM. 
OBSERVAR PRESENÇA DE FISSURAS ANAIS, HEMORROIDAS, RESISTÊNCIA À 
PASSAGEM. 
11. ABRIR A PINÇA DO EQUIPO, CONTROLAR O GOTEJAMENTO PARA A 
VELOCIDADE DESEJADA. 
12. SOLICITAR AO PACIENTE QUE SINALIZE SENSAÇÕES DE ALGIA, CÓLICA 
ABDOMINAL, MAL –ESTAR, FRAQUEZA. 
13. FIXAR A SONDA COM MICROPORE NA REGIÃO GLÚTEA EM CRIANÇAS. 
SOLICITAR QUE O PACIENTE SEGURE O LÍQUIDO PELO MÁXIMO TEMPO 
POSSÍVEL. 
14. AO TÉRMINO DA SOLUÇÃO, OU MEDIANTE SOLICITAÇÃO DO PACIENTE, 
FECHAR O CLAMP (PINÇA DO EQUIPO), UTILIZAR GAZE PARA RETIRAR A 
SONDA RETAL. DESPREZAR SONDA, EQUIPO E FRASCO DE GLICERINA NO LIXO 
BRANCO. 
15. SOLICITAR PARA QUE O MESMO COMUNIQUE APÓS A EVACUAÇÃO E NÃO DÊ 
DESCARGA. EM CASO DE USO DE FRALDAS, OBSERVAR O EFEITO DO 
PROCEDIMENTO, OFERECER PAPEL PARA HIGIENE INTIMA OU EXECUTÁ-LA. 
16. DEIXAR A UNIDADE EM ORDEM, LAVAR AS MÃOS, REGISTRAR O 
PROCEDIMENTO. 
 
 
EXEMPLO DE ANOTAÇÃO 
 
05/09/2019 – 14H – REALIZADO SONDAGEM RETAL, SONDA Nº 16, COM SUCESSO. 
APRESENTOU FEZES SEMILÍQUIDAS EM GRANDE QUANTIDADE. 
 
17. Explique os cuidados durante a passagem da sonda retal. 
1. ORIENTAR O PACIENTE SOBRE O PROCEDIMENTO MANTENDO POSTURA 
ÉTICA 
2. OBSERVAR REGIÃO ANAL SE HÁ FISSURAS, HEMORROÍDAS OU LESÕES 
3. AVISAR O PACIENTE NO MOMENTO DA INTRODUÇÃO DA SONDA 
4. NÃO FORÇAR A PASSAGEM DA SONDA, 
5. OBSERVAR SINAIS DE MAL ESTAR, PALIDEZ, NÁUSEAS E DESCONFORTO 
GÁSTRICO DURANTE A INFUSÃO DA SOLUÇÃO 
6. ORIENTAR AO PACIENTE QUE SEGURE A SOLUÇÃO O MÁXIMO POSSÍVEL 
7. PREPARAR O LEITO COM LENÇOL MÓVEL E UMA FRALDA SE POSSIVEL 
8. RESPEITAR A PRIVACIDADE DO PACIENTE, MANTÊ-LO COBERTO O MÁXIMO E 
SEMPRE QUE POSSÍVEL. 
 
9. Pontos de Atenção; registro das eliminações – investigação de sangue 
oculto – higiene intima. 
• eliminações intestinais devem ser confirmadas pelo profissional 
de enfermagem a fim de realizar anotação precisa 
• Devem constar quantidade (pouca, média, grande), aspecto 
(amolecidas, endurecidas, cor esverdeada, amarelada, presença 
de muco, sangue) e odor. 
• O odor das fezes é característico, anotamos somente se há 
alteração, como odor fétido. 
• Para confirmar a presença de sangue oculto (digerido pelo 
estomago e intestino) utilizamos água oxigenada, o contato da 
água com as fezes fará uma reação borbulhante confirmando a 
presença de sangue. 
• Fezes com sangue – melena 
• Fezes com sangue proveniente do intestino – enterorragia. 
• Na dúvida da origem do sangue anote sempre fezes com 
presença de sangue vivo, escurecido, cor de coca cola e etc. Não 
anote uma terminologia que não tenha certeza. 
 
Higiene íntima – Quando o paciente é capaz de realizar a higiene íntima, 
providenciar papel higiênico ou se houver, lenços higiênicos 
umedecidos para que o paciente possa efetuar a limpeza após a 
retirada da comadre. Em caso de paciente acamado, realizar a retirada 
da comadre, desprezar o conteúdo, fazer a higiene íntima com água e 
sabão, secar e realizar a troca da fralda. Anotar quando a higiene íntima 
foi realizada pela enfermagem. 
 
EXEMPLO DE ANOTAÇÃO 
 
05/09/2019 – 14H – REALIZADO SONDAGEM RETAL, SONDA Nº 16, COM SUCESSO. 
APRESENTOU FEZES SEMILÍQUIDAS EM GRANDE QUANTIDADE EM FRALDA, 
REALIZADO HIGIENE ÍNTIMA, TROCA DE FRALDA E TROCA DE ROUPA DE CAMA.