A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
MDD 2 - 3-Progressão tumoral

Pré-visualização | Página 2 de 2

rápido e possui uma alta taxa de replicação, 
podendo ser mais agressivos, porque ao se replicar mais pode desenvolver mais variantes e 
características que gerem muitos danos. 
Nomenclatura 
• Benignos 
Ligação do sufixo “oma” ao nome da célula de origem. 
Ex: lipoma, adenoma, fibroma, meningioma, leiomioma. 
• Malignos 
Tecido mesenquimal (tecido de suporte associado ao órgão): Sarcomas. 
Tecido epitelial (é primordial para o órgão): Carcinomas. 
Ex: Fibrosarcoma, lipossarcoma, adenocarcinoma, carcinoma 
hepatocelular. 
Exceções: 
• Melanoma (tumor de células epiteliais, era pra ser carcinoma 
porque é maligno, mas pelo nome parece ser benigno). 
• Seminoma (células seminais malignas que foram nominadas 
erradas, também deveria ser carcinoma). 
 
 
Eduarda Gonzalez 
6 Mdd 2 –3- Progressão tumoral 
• Hepatoma (Carcinoma hepatocelular maligno). 
• Linfoma (tumor maligno de células linfoides e deveria ser linfossarcoma). 
 
❖ Harmatomas: Massas desorganizadas, mas de aspecto benigno, composto por células nativas de 
um sítio em particular. Tem aspecto de nódulo, feito de cartilagem, parecendo ser benigno, mas 
quando analisado profundamente, se percebe que não possui características neoplásicas 
malignas nem benignas. 
❖ Coristoma: Anomalia congênita, mais bem descrita como restos heterotópicos de células. Ex: 
nódulos de células pancreáticas que aparecem na submucosa do estomago, que é uma anomalia 
que se origina no período embrionário. 
 
 
 
BENIGNO MALIGNO 
LEIOMIOMA LEIOMIOSARCOMA 
 
 
Eduarda Gonzalez 
7 Mdd 2 –3- Progressão tumoral 
 
 
FIBROADENOMA: É um tumor benigno de tecido fibroblastico glandular, muito comum nas mamas. 
 
 
SUSPEITO DE 
SER MALIGNO