A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
ADAPTAÇÃO-NEUROMUSCULAR-1

Pré-visualização | Página 1 de 6

0 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1 
 
SUMÁRIO 
1 ATIVIDADE FÍSICA .................................................................................... 2 
2 SEDENTARISMO ....................................................................................... 3 
3 Por que a preocupação com o sedentarismo? ............................................ 4 
4 OBESIDADE ............................................................................................... 5 
4.1 Epidemiologia ....................................................................................... 5 
5 O que é? ..................................................................................................... 5 
5.1 Fatores de risco associados ................................................................. 7 
5.2 Complicações ....................................................................................... 8 
5.3 Tratamento Nutricional ......................................................................... 9 
6 QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA? ......................... 10 
7 COMO É FEITA A ESCOLHA DA ATIVIDADE FÍSICA ADEQUADA? ..... 12 
7.1 Atividade física em crianças e jovens ................................................. 12 
7.2 Atividade física em idosos .................................................................. 13 
7.3 Atividade física durante a gestação .................................................... 14 
8 QUALIDADE DE VIDA E BEM ESTAR PSICOLÓGICO ........................... 15 
9 POSTURA ................................................................................................. 18 
10 O ENVELHECIMENTO .......................................................................... 21 
11 IMPACTO DO ENVELHECIMENTO NO ORGANISMO HUMANO ....... 22 
12 A COEDUCAÇÃO ENTRE GERAÇÕES. O QUE PODE UMA GERAÇÃO 
ENSINAR À OUTRA? ............................................................................................... 24 
13 BENEFÍCIOS RELACIONADOS À SAÚDE DO IDOSO ........................ 26 
14 COMO O IDOSO DEVE-SE PREPARAR PARA UMA ATIVIDADE 
FÍSICA? 27 
15 COMO DEVEM SER REALIZADAS AS ATIVIDADES FÍSICAS NO 
IDOSO? 28 
BIBLIOGRAFIA ............................................................................................... 29 
 
 
2 
 
 
1 ATIVIDADE FÍSICA 
 
Fonte: www.dicasdetreino.com.br 
A prática regular de atividade física sempre esteve ligada à imagem de pessoas 
saudáveis. Antigamente, existiam duas ideias que tentavam explicar a associação 
entre o exercício e a saúde: a primeira defendia que alguns indivíduos apresentavam 
uma predisposição genética à prática de exercício físico, já que possuíam boa saúde, 
vigor físico e disposição mental; a outra proposta dizia que a atividade física, na 
verdade, representava um estímulo ambiental responsável pela ausência de doenças, 
saúde mental e boa aptidão física. Hoje em dia sabe-se que os dois conceitos são 
importantes e se relacionam. 
Mas o que é atividade física? De acordo com Marcello Montti, atividade física é 
definida como um conjunto de ações que um indivíduo ou grupo de pessoas pratica 
envolvendo gasto de energia e alterações do organismo, por meio de exercícios que 
envolvam movimentos corporais, com aplicação de uma ou mais aptidões físicas, 
além de atividades mentais e sociais, de modo que terá como resultados os benefícios 
à saúde. 
No Brasil, o sedentarismo é um problema que vem assumindo grande 
importância. As pesquisas mostram que a população atual gasta bem menos calorias 
por dia, do que gastava há 100 anos, o que explica porque o sedentarismo afetaria 
aproximadamente 70% da população brasileira, mais do que a obesidade, a 
 
 
3 
 
hipertensão, o tabagismo, o diabetes e o colesterol alto. O estilo de vida atual pode 
ser responsabilizado por 54% do risco de morte por infarto e por 50% do risco de 
morte por derrame cerebral, as principais causas de morte em nosso país. Assim, 
vemos como a atividade física é assunto de saúde pública. 
2 SEDENTARISMO 
O sedentarismo representa um problema de saúde pública no mundo atual, na 
medida em que está associado à prevalência de doenças crônico degenerativas, além 
de crescer tanto em países desenvolvidos quanto em países em desenvolvimento. 
Para determinar o nível de sedentarismo de uma pessoa é preciso examinar a 
quantidade de atividade física realizada em quatro segmentos distintos sendo eles: o 
trabalho, as formas de deslocamento, o lazer e as atividades domésticas. Somente 
após uma avaliação desses quatro campos podemos determinar se uma pessoa é 
realmente sedentária. Em particular tem-se dado bastante relevância ao estudo da 
participação em atividades físicas durante o lazer. Estudo realizado em Salvador 
sugere uma prevalência de 72.5% de sedentarismo no lazer. 
 
 
Fonte: www.denisereal.com.br 
Segundo dados do ministério da saúde o número de brasileiros que praticam 
atividade física regular aumentou de 15.5% em 2005 para 16.4% em 2008, porém 
cerca de 26.3% dos brasileiros são sedentários segundo o ministério. Esses dados 
 
 
4 
 
refletem que uma grande parte da população ainda não apresenta um bom nível de 
prática de atividade física. 
A organização Mundial de Saúde (OMS) sugere que para o indivíduo não ser 
considerado sedentário é preciso realizar pelo menos 30 minutos de atividade física 
diariamente. Essas atividades podem ser realizadas durante um programa de 
exercícios: aulas de ginástica, musculação, prática de esportes, corrida ou durante as 
atividades diárias como, por exemplo, caminhar mais durante o dia, lavar o carro, 
passear com o cachorro subir escadas evitando o elevador. 
É de fundamental importância que a prática regular de exercícios seja 
estimulada desde a infância para que o hábito de exercitar-se seja cultivado e mantido 
por toda a vida. A escola possui um papel importante no incentivo a estas práticas, 
bem como o poder público através da implantação de programas de atividades físicas 
para a população, em ambientes públicos como praças e parques. 
3 POR QUE A PREOCUPAÇÃO COM O SEDENTARISMO? 
Na grande maioria dos países em desenvolvimento, grupo do qual faz parte o 
Brasil, mais de 60% dos adultos que vivem em áreas urbanas não praticam um nível 
adequado de exercício físico. Esse problema fica mais claro quando levamos em 
conta os dados do censo de 2000, que mostram que 80% da população brasileira vive 
nas cidades. 
Os indivíduos mais sujeitos ao sedentarismo são: mulheres, idosos, pessoas 
de nível socioeconômico mais baixo e os indivíduos incapacitados. Observou-se que 
as pessoas reduzem, gradativamente, o nível de atividade física, a partir da 
adolescência. 
Em todo o mundo observa-se um aumento da obesidade, o que se relaciona 
pelo menos em parte à falta da prática de atividades físicas. É o famoso estilo de vida 
moderno, no qual a maior parte do tempo livre é passado assistindo televisão, usando 
computadores, jogando videogames, etc. 
 
 
5 
 
4 OBESIDADE 
4.1 Epidemiologia 
A obesidade recentemente é considerada uma das mais importantes doenças 
não transmissíveis nos países desenvolvidos. Pesquisas mostram que mais de um 
terço da população norte-americana está acima do peso desejável. Em contrapartida, 
a obesidade é ainda relativamente incomum nos países da África e da Ásia. No Brasil, 
a situação mais crítica é verificada na Região Sul. 
De acordo com os dados do inquérito nacional mais recente cerca de 1/3 (32%) 
dos adultos brasileiros têm algum grau de excesso de peso e apresenta uma 
tendência crescente nas últimas décadas, visto que em 1997 a prevalência de 
obesidade no país foi estimada em 11% da população residente nas regiões nordeste 
e sudeste, enquanto em 1989 era de 9,6% e em 1974 era de 5,7%. 
Há uma prevalência maior de obesidade entre as mulheres, inclusive nos 
idosos. Em ambos os sexos, seu pico máximo ocorre dos 45 aos 65 anos (37% entre 
homens e

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.