A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Arte

Pré-visualização | Página 1 de 8

Arte
Volume 5
Sumário
09
10
A arte renasce ........................................... 4
Movimento humanista: o homem no centro do mundo ................................. 6
Renascimento: o adeus definitivo à Idade Média ........................................... 8
Recriar é criar. ............................................. 21
Teatro elisabetano: o mundo todo é um palco! .............................................. 22
Um teatro para ver e ser visto ........................................................................ 23
“Há mais coisas entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia” ........... 24
Ser ou não ser original: eis a questão ............................................................. 25
A música renasce cheia de dissonâncias ......................................................... 27
Música instrumental ...................................................................................... 28
Pavanas e galhardas: dança e música ............................................................ 31
Acesse o livro digital e 
conheça os objetos digitais 
e slides deste volume.
A arte renasce
09
Ponto de partida 
Com os colegas, observe as obras de Ghirlandaio e Botticelli e responda às questões propostas.
1. Em que período as obras foram produzidas?
2. Quais são os temas retratados pelos artistas?
3. Essas obras apresentam temas similares? Por quê?
BOTTICELLI, Sandro. O nascimento de Vênus. [ca. 1480]. 
1 têmpera sobre tela, 172,5 cm x 278,5 cm. Galleria 
degli Uffizi, Florença. 
GHIRLANDAIO, Domênico. São Jerônimo em 
seus estudos. 1480. 1 afresco, 184 cm x 119 cm. 
Igreja do Espírito Santo, Florença.
Igreja do Espírito Santo, Florença. Galleria degli Uffizi, Florença.
4
Objetivos da unidade:
 obter uma visão geral sobre as artes visuais durante o Renascimento;
 entender a arte como uma parte integrante dos conhecimentos humanistas;
 compreender como a função da arte está relacionada à valorização dos seres humanos 
e de suas produções;
 reconhecer o aspecto simbólico da arte no movimento renascentista europeu;
 estabelecer relações entre os conteúdos históricos e a contemporaneidade;
 situar historicamente as manifestações artísticas do Período Renascentista;
 aplicar conhecimentos técnicos em produções artísticas.
isuais durante o Renascimento;
Na Europa Ocidental, o período da Idade Média foi considerado, durante muitos séculos, como a “Idade das Tre-
vas”, em razão da soberania da Igreja Católica, que insistia em valorizar apenas o plano espiritual, deixando de lado 
as necessidades materiais da humanidade. A existência do Tribunal da Santa 
Inquisição e as perseguições mantidas pelos seus membros aos considerados 
hereges também contribuíram para que essa época histórica fosse considerada 
um período de atraso e retrocesso em relação à Antiguidade Clássica. 
Entretanto, é importante salientar que foi durante os últimos séculos da Ida-
de Média que ocorreram mudanças responsáveis pelo estabelecimento de uma 
nova sociedade, voltada para os seres humanos e suas realizações. 
Foi nesse período também que surgiu a burguesia – termo utilizado inicial-
mente para denominar os habitantes dos burgos, os quais passaram a promo-
ver um comércio rico e variado e, por meio dessa atividade, a obter lucros.
burgos: vocábulo de origem latina utilizado 
para denominar vilas e cidades medievais. 
Geralmente cercados por muralhas, os 
burgos surgiram nos entroncamentos das 
estradas e muitos deles desenvolveram-se 
das feiras. Em virtude do espaço restrito para 
a realização de atividades agropastoris, os 
burgueses se dedicaram às atividades ma-
nufatureiras e comerciais.
 Na obra de Quentin Massys, há a 
representação de um casal cuja ocupação 
era o empréstimo a juros 
O comércio com o Oriente, espe-
cialmente o realizado pelos mercado-
res de Gênova e Veneza, proporcionou, 
na Europa Ocidental, o consumo de 
produtos raros – possibilitando gran-
des lucros aos comerciantes – e trocas 
culturais que acabaram, aos poucos, 
por alterar as sociedades europeias. Foi 
por meio desses viajantes que novos 
costumes e conhecimentos chegaram 
à Europa.
Museu do Louvre
MASSYS, Quentin. O prestamista e sua esposa. 1514. 1 óleo sobre tela, color., 
71 cm x 68 cm. Museu do Louvre, Paris.
5
antropocentrismo: a valorização do homem pro-
moveu o estímulo à racionalidade e aos prazeres oriundos dos sentidos. Dessa forma, a apreciação de uma produção artística visual passou a ser incenti-
vada e valorizada. Na Grécia Antiga, a valorização do prazer oriundo da estimulação dos sentidos era denominada hedonismo.
Movimento humanista: o homem no centro do mundo
O movimento humanista, central para o Renascimento, pode ser 
relacionado com o comércio e com os conflitos entre o Oriente e o 
Ocidente durante a Baixa Idade Média. Trata-se de um movimento 
que se caracterizou pelo retorno ao estudo da cultura clássica e foi 
fortemente marcado pelo antropocentrismo, ou seja, pela valoriza-
ção do ser humano e de todas as suas realizações. 
Os humanistas contestaram a cultura medieval e se voltaram à 
cultura da Antiguidade Clássica em busca da valorização do homem. 
ConexõesConexões
Leia o fragmento a seguir e, depois, responda às questões propostas.
O movimento intelectual mais característico do Renascimento foi o Humanismo, um programa 
educacional baseado no estudo da antiga literatura grega e romana. A atitude humanista para com a 
Antiguidade diferia dos eruditos da Idade Média. Enquanto estes buscavam adaptar o conhecimento 
clássico a uma concepção cristã do mundo, os humanistas do Renascimento valorizavam a literatura 
antiga por ela própria – por seu estilo claro e elegante e por sua percepção da natureza humana. Com 
os clássicos da Antiguidade, os humanistas esperavam apreender o muito que não lhes ensinaram os 
escritos medievais – esperavam, por exemplo, aprender a viver bem neste mundo. [...] Usavam o co-
nhecimento clássico para alimentar o seu novo interesse pela vida terrena.
PERRY, Marvin. Civilização ocidental: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes, [19--?]. p. 271.
1. Explique a diferença entre os estudos da cultura clássica promovidos pelos humanistas e os da cultura clássica pro-
movidos pelos eruditos da Idade Média.
2. O Humanismo pode ser considerado apenas um movimento de retorno à cultura clássica? Justifique sua resposta.
6 Volume 5
Aprecie
Observe, a seguir, um estudo de corpo humano produzido por Michelangelo. 
1. Observando o estudo de Michelangelo, cite os conhecimentos que o artista deveria ter, em sua 
opinião, para produzir a figura de David.
2. Como são feitas as sombras do desenho? Que técnica foi utilizada?
MICHELANGELO. Homem nu, em pé. [ca. 1505]. 1 desenho a bico de pena, 37,5 cm x 19,5 cm. 
Sala de Exposições, Museu do Louvre, Paris.
M
us
eu
 d
o 
Lo
uv
re
Arte 7
GIOTTO. Anunciação de Santa Ana. [ca. 1304]. 1 afresco, 
color., 200 cm × 185 cm. Cappella Degli Scrovegni, Pádua, 
Itália.
GIOTTO. Última ceia. [ca. 1304]. 1 afresco, color., 200 cm × 185 cm. 
Cappella Degli Scrovegni, Pádua, Itália. 
Renascimento: o adeus definitivo à Idade Média
O Renascimento foi um movimento de renovação cultural que ocorreu na Europa entre os séculos XIV e XVI e teve 
manifestações em todas as áreas do conhecimento. Esse movimento promoveu uma grande mudança na maneira de 
se observar o mundo, uma vez que os seres humanos passaram a buscar explicações não somente para a vida espiritual 
como também para a vida terrena. 
Ao colocar a figura humana como o centro de todos os estudos, interesses e produções, o Humanismo lançou as 
bases para o Renascimento. O processo de valorização da vida terrena permitiu o rompimento com as doutrinas impos-
tas pela Igreja Católica, durante a Idade Média, que consideravam Deus como o centro do mundo.
O Renascimento teve início na Península Itálica, alastrando-se por várias outras regiões da Europa. Como são várias as 
divisões propostas para esse período,