A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Cimentos de ionômero de Vidro - CIV

Pré-visualização | Página 8 de 8

não forme fio, e que todo material 
venha na espátula 
Estado do material brilhante: inserção na cavidade = adesão 
do material 
Inserção com espátula n°1 – de forma que todos fiquem 
aderidos a paredes das cavidades 
limpar a espátula e colocar bonding para auxiliar a fazer a 
adaptação do material na cavidade 
passar bonding na superfície = proteção da umidade 
pedir para o paciente fechar a boca para marcar na cúspide 
do antagonista 
conclusão com a fotopolimerização do material por 5 
segundos 
CIV: restauração definitiva – classe V 
Inserido na cavidade através do sistema centrix 
 Ponta mais grossa: material em consistência mais 
espessa, consistência própria restauração definitiva 
(cinza) 
 Ponta mais fina: fluidos, base forramento em 
cavidades profundas (preto) 
 Ponta ainda mais fundas: cavidades ainda mais 
profundas (verde) 
Prenchimento: introduzir o civ na centrix, usando o embulo 
cinza 
Inserção: iniciar sempre pelo fundo da cavidade, sem 
levantar a ponta da seringa fazer com que todas as paredes 
sejam molhadas, retirar a seringa da forma lateal para não 
puxar o material para fora 
Com a espátula de inserção molhada no boding, conclui-se a 
escultura sem que o material se adira a espátula 
Bonding na superficie + fotopolimerização 5s 
CIV: forramento (inserido com aplicador e com Centrix) 
Consistência para base 
3 colheres de pó: dividi-lo para justes de consistência e 3 
gotas 
Teste de consistência: fio que não quebra 
Aplicador de hidróxido de cálcio: porção generosa 
 Inserção do material sem encostar nas paredes 
laterais 
 Boding parar ajustes: o material não deve se aderir 
ao aplicador caso de aderência (molhar novamente 
no boding) 
 Por fim fotopolimerização dos requicios de bonding 
5s 
Seringa de centrix: consistência de fio que não quebra 
Teste com espátula por baixo 
Embulo preto 
Não necessita da ajuda do bonding para regularização 
CIV: apresentação em cápsulas - Restauração definitiva – 
cavidade de classe V molar superior 
Capsulas pré-dosadas 
Ativar a capsula comprimindo o embulo ate sentir a 
membrana da entrada do pó e liquido 
Colocar no aparelho = trituração 10s 
Capsula no aplicador e inserção na cavidade 
 Preenchimento pelo fundo 
Finalizar com boding utilizando a espátula n°1 = adaptando 
o material 
Materiado deixado com um pouquinho de excesso para 
realizar o acabamento 
Proteção com bonding e fotopolimerização 10s