A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Farmacologia do sistema digestorio

Pré-visualização | Página 1 de 1

Farmacologia 
do sistema digestório
Classificação Inibidores da bomba h+k+atp-ase
• Antiácidos
• Antieméticos
• Antidiarréicos
• Neutralizadores
• Inibidores da bomba h+k+atp-
ase
• Antagonista de receptores h2 de
histamina
1) Hidróxidos:
- de magnésio (causa diarréia)
- de alumínio (causa constipação)
Mg + Hcl  MgCl + H2O =
Acido + base  sal + agua =
neutralização
- Encontram-se associados para
evitar tais efeitos
2) NaHCO3 (bicarbonato de sódio)
- Liberação de CO2
- Pode causar alcalose sistêmica
se utilizado a longo prazo
- Estimula a produção de mais
ácido se utilizado a longo prazo
HCO3 + H+ H2CO3 CO2 + H20
Bicarbonato + acido = acido carbônico
 gás carbônico + agua
• Causa eructação = arroto
Antiácidos
Neutralizadores
• Inibem a bomba de transporte de
prótons para a luz estomacal
• Omeprazol, pantoprazol
• OBS: lembrar que esta bomba
não é exclusiva do estômago
• Omeprazol é um pró-fármaco que
deve ser ativado nos canalículos
das células parietais, em presença
de ácido (não são ativados no
fígado durante o metabolismo de
primeira passagem
Bloqueiam os receptores H2, onde se
liga a histamina, bloqueando então
o estimulo a bomba de prótons,
responsável pelo aumento da acidez
Exemplos:
- Cimetidina
- Ranitidina
Antagonista de receptores h2
Farmacologia 
do sistema digestório
Antidiarreicos Ondansetrona - Vonau
• Loperamida (Imosec)
• Mecanismo de ação:
- Aumenta o tônus da musculatura
circular do intestino
- É um derivado opioide que se liga
aos receptores opióides da parede
intestinal. Consequentemente inibe a
libertação de acetilcolina e de
prostaglandinas, e deste modo,
reduz o peristaltismo propulsivo,
aumentando o tempo de trânsito
intestinal.
• Antieméticos são fármacos para
evitar a emese (vômito)
Princípio ativo: citrato de
maropitant
Mecanismo de ação: antagonista
dos receptores de neurocinina i
(nk1) – atua bloqueando a ligação
da substância p em seus receptores
(encontrada nos núcleos existentes
do centro de êmese)
• antagonista de receptores 5HT-3
Metoclopramida (Plasil): age por
vários mecanismos
Mecanismos de ação:
1) Antagonista dos receptores D2
da dopamina (estimulatórios no
centro de êmese)
Dopamina  receptores D2 
diminui a liberação de Ach
(lembre-se que estamos
administrando um antagonista da
dopamina, então... a liberação de
Ach aumentará)
2) Agonista 5HT-4 dos receptores
de serotonina
Serotonina  receptores 5HT-4 
aumentam liberação de Ach
Em ambos os mecanismos temos
como resultado a liberação de Ach
Ach aumenta movimento
peristáltico
Cerenia
Antieméticos
Metoclopramida - Plasil