A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Sistema Respiratório

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sistema Respiratório
 Definição 
O sistema respiratório é o conjunto de órgãos responsáveis 
pelas trocas gasosas entre o organismo dos animais e o 
meio ambiente, ou seja, a hematose pulmonar, possibilitando 
a respiração celular. 
 
 Funções 
- Troca gasosa: hematose pulmonar (troca do dióxido de 
carbono pelo oxigênio); 
- Equilíbrio ácido-base: remoção do excesso de CO2 do 
organismo; 
- Produção de sons: ação conjunta do sistema nervoso e 
dos músculos que trabalham na respiração. São eles que 
permitem o fluxo do ar das cordas vocais e da boca. 
- Defesa pulmonar: para evitar problemas de saúde, o 
sistema respiratório apresenta mecanismos de defesa, que 
por sua vez, são realizados a partir da atuação dos 
diferentes órgãos. 
 Processos da respiração 
- Ventilação Pulmonar: entrada e saída de ar dos pulmões 
 
- Respiração Pulmonar ou Externa: troca de gases entre os 
pulmões e o sangue 
 
- Respiração Tecidual ou Interna: troca de gases entre o 
sangue e a célula 
 
 Porção Condutora 
→ Vias Aéreas Superiores: 
- Nariz: órgão externo revestido 
por pele e sustentado por ossos 
e cartilagem. Possui uma raiz, um 
ápice, o dorso, as narinas e o 
septo nasal que as divide. 
No interior das cavidades 
nasais, existem pelos que 
atuam como filtro, 
retendo impurezas e 
germes, garantindo que o 
ar chegue limpo aos 
pulmões. A membrana 
que reveste essas cavidades contém células produtoras de 
muco que umidificam o ar. Ela é rica em vasos sanguíneos 
que aquecem o ar que entra no nariz. 
As cavidades nasais 
possuem regiões 
chamadas de seios 
paranasais, preenchidas 
por ar encontradas em 
alguns ossos do crânio. 
- Faringe: canal muscular membranoso que serve de 
passagem tanto para os alimentos quanto para o ar, 
portanto, faz parte do sistema respiratório e do sistema 
digestório. A faringe humana é dividida em nasofaringe (faz 
comunicação com a cavidade nasal), orofaringe (com a 
cavidade bucal) e 
laringofaringe (parte 
inferior, que se 
comunica com a 
laringe e o esôfago). 
A faringe possui um 
mecanismo de 
fechamento que não 
deixa alimento ir para 
vias aéreas e vice 
versa (caso não feche, ocorre a tosse ou o engasgo). 
 
- Laringe: órgão que liga a faringe à traqueia (localizada logo 
à frente da 4ª, 5ª e 6ª 
vertebras cervicais). Na 
parte superior da 
laringe está a epiglote, 
a válvula que se fecha 
durante a deglutição. 
Este é também o 
principal órgão da fala. Nela estão localizadas as cordas vocais. 
 
→ Vias Aéreas Inferiores: 
- Traqueia: órgão tubular constituído por anéis de cartilagens 
(cerca de quinze a vinte anéis), abertos para a parte 
posterior do tubo. A traqueia está situada abaixo da laringe 
Ela é revestida por uma membrana mucosa, e nela o ar é 
aquecido, umidificado e filtrado. 
 
- Brônquios: são duas ramificações da traqueia formadas 
também por anéis cartilaginosos. Cada brônquio penetra em 
um dos pulmões e divide-se em diversos ramos menores, 
que se distribuem por todo o órgão formando os 
bronquíolos. Os brônquios se ramificam e subdividem-se 
várias vezes, formando a árvore brônquica. 
- Bronquíolos: sub-ramificação de menor calibre da árvore 
brônquica, que penetra nos alvéolos pulmonares, que por 
sua vez realizam as trocas gasosas. Nos bronquíolos não 
existem anéis 
cartilaginosos, nas 
paredes deles só 
existem fibras 
musculares lisas. 
São responsáveis 
pelo transporte de ar da traqueia para os alvéolos. Os 
bronquíolos ramificam-se em diversos bronquíolos terminais 
menores, compondo a última porção condutora do sistema 
respiratório. 
- Os pulmões também fazem parte da porção condutora. 
 Porção Respiratória 
- Ductos Alveolares: Quando a árvore brônquica se prolonga 
no parênquima pulmonar, a parede passa a ser constituída 
apenas de alvéolos, e o tubo passa a ser chamado de ducto 
alveolar. Os ductos alveolares são revestidos por epitélio 
simples plano cujas células são extremamente delgadas 
- Alvéolos Pulmonares: são minúsculos sacos aéreos, 
presentes nos pulmões, envolvidos por capilares sanguíneos 
e uma fina membrana. Situam-se onde terminam as finas 
ramificações dos brônquios. Os alvéolos podem se apresentar 
isolados ou em grupos, formando os chamados sacos 
alveolares. 
 
 Hematose 
A hematose é o processo de trocas gasosas que ocorre nos 
capilares sangüíneos dos alvéolos pulmonares através da 
difusão de gases: oxigênio e dióxido de carbono. 
 
 Pulmão 
O pulmão é um órgão que faz parte do aparelho 
respiratório, tem forma piramidal, consistência esponjosa, e 
está localizado na caixa torácica.. O corpo humano possui dois 
pulmões, divididos em segmentos chamados de lobos: 
 Pulmão direito: 3 lobos (superior, médio e inferior) 
 Pulmão esquerdo: 2 lobos (superior e inferior) 
O direito é mais espesso e mais largo que o esquerdo e 
também um pouco mais curto. 
Os lobos são divididos por fendas, chamadas de fissuras: 
 Pulmão direito: 2 fissuras (oblíqua e horizontal) 
 Pulmão esquerdo: 1 fissura (oblíqua) 
 
Os pulmões são recobertos por uma membrana protetora 
chamada pleura e compostos de brônquios que se dividem 
em bronquíolos e alvéolos pulmonares. 
O Hilo Pulmonar são orifícios localizados nas porções internas 
dos pulmões. A região do hilo localiza-se na face mediastinal 
de cada pulmão sendo formado pelas estruturas que 
chegam e saem dele, onde temos: os brônquios principais, 
artérias pulmonares, veias pulmonares, artérias e veias 
bronquiais e vasos linfáticos. 
 
A pleura é uma membrana fina e transparente composta 
por duas camadas que reveste os pulmões e o interior da 
parede torácica. A camada da membrana que reveste os 
pulmões fica em contato direto com a camada que reveste 
a parede torácica. 
 
O diafragma, músculo envolvido na respiração, separa os 
pulmões da cavidade abdominal.. 
Para realizar a troca gasosa, o pulmão é composto de uma 
membrana muito fina, a membrana alveolar, que separa 
aproximadamente 1 litro de sangue de 5 litros de ar. Se essa 
membrana fosse estendida como um tapete, atingiria o 
tamanho de uma quadra de tênis. 
 Capacidades Pulmonares 
- Volume Corrente: volume de ar que move durante uma 
única inspiração ou expiração = 500 ml. 
- Volume Reserva Inspiratório: volume de uma inspiração 
forçada e profunda = 3000 ml. 
- Volume Reserva Expiratório: volume de expiração de uma 
forma forçada = 1100 ml. 
- Volume Residual: volume após expiração profunda; é o 
que resta de ar nos pulmões = 1200 ml. 
- Volume Reserva + Volume Corrente = Capacidade 
Inspiratória 3500 ml 
- Volume Corrente + Volume Reserva Inspiratório + Volume 
de Reserva Expiratório + Volume Residual = Capacidade 
Pulmonar Total 5800 ml. 
 Curiosidade 
Nenhum Sistema do nosso organismo atua sozinho. Em 
situações de perigo, por exemplo, o Sistema Respiratório e o 
Sistema Nervoso atuam em conjunto. 
Em situações de perigo, nosso corpo reage de diferentes 
formas, uma delas é a respiração acelerada. Isso acontece 
porque o organismo tem necessidade de captar mais 
oxigênio. 
O sistema nervoso simpático libera adrenalina e noradrenalina 
e, em paralelo, acontece a produção de hormônios pela 
hipófise, causando essas sensações e reações no corpo.