A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
Psicologia Social I - Aulas EAD

Pré-visualização | Página 1 de 21

PSICOLOGIA SOCIAL I
Apresentação da Disciplina
· Através desta disciplina, destacaremos o estudo dos processos psicológicos que passam a ser comuns a todas as pessoas vivendo em sociedade, para poder compreender de forma clara como as mesmas pensam, influenciam-se mutuamente e relacionam-se dentro de um grupo social. 
· No estudo de como as pessoas são influenciadas pelo seu mundo social e de como elas interagem entre si, os psicólogos sociais acreditam ser mais importante entender como elas percebem, compreendem e interpretam este mundo do que as propriedades objetivas em si. Por tanto, faz parte desta disciplina a explicitarão de todos estes processos e das teorias que subjazem aos mesmos.
· AULA 01:  Introdução à Psicologia Social: Conceito, Método, Características e Aplicações.
· Nesta aula, será explicitado em que consiste a Psicologia Social, o seu principal objeto de estudo e as características básicas (individualismo, experimentalismo, microteorização, etnocentrismo, utilitarismo, cognitivismo e a-historicismo). Por fim, você poderá entender melhor as diversas aplicações desta ciência.
· AULA 02: Percepção social e comportamento social.
· Nesta aula, veremos como se desenvolvem a percepção social, o comportamento social interpessoal, o comportamento pró-social e antissocial e o poder social. Abordaremos aqui os fatores típicos que constituem o processo perceptivo do ambiente social e sua subjetividade.
· 
· AULA 03: A formação do ser social.
· Nesta aula, trataremos o processo de socialização e aprendizagem social assim como o desenvolvimento da moralidade, da necessidade de realização e as diversas influências da sociedade e da cultura no comportamento humano.
· AULA 04:  Processos grupais.
· Nesta aula, serão abordados os fenômenos de afiliação, liderança e coesão grupal que fazem parte da dinâmica social de grupos psicológicos. Desta forma, trabalharemos com a ideia de formação de normas sociais, status, cooperação, competição e conflito.
· 
· AULA 05: Atitudes, preconceitos, valores e crenças.
· Nesta aula, examinaremos em que consiste o conceito de atitudes e como as mesmas determinam o comportamento e como podemos mudá-las. Trataremos também o conceito de valores, do sistema de crenças, as diferenças entre valores, crenças e atitudes; assim como a forma de medir essas atitudes enraizando nossa fundamentação teórica no cognitivismo.
· AULA 06: Dissonância Cognitiva.
· Nesta aula, estudaremos aspectos relativos à teoria de Dissonância Cognitiva como conceitos básicos, causas e formas de redução e distorção cognitiva. Serão apresentados exemplos a partir dos experimentos de Festinger.. Trabalharemos também com os correlatos psicológicos do processo de tomada de decisão, fases psicológicas do processo decisório e decisão individual versus decisão em grupo.;
· 
· AULA 07: Atribuição de Causalidade.
· Nesta aula, explicaremos as noções de causalidade pessoal e impessoal, o erro de atribuição e fatores associados como perspectiva e percepção situacional, diferenças culturais e tendenciosidade.
· AULA 08: Atração interpessoal.
· Nesta aula, serão consideradas as teorias da atração interpessoal, troca social e equidade; assim como os pontos principais relativos às causas do amor, amizade e apego. Serão revisados a teoria da equidade, os conceitos relativos à proximidade e os fatores associados.
· 
· AULA 09: Preconceito, estereótipos e discriminação.
· Nesta aula, trataremos os conceitos e os processos básicos, relativos aos fenômenos de preconceito, estereótipo e discriminação, apontando a natureza e principais fontes (sociais, emocionais e cognitivas) nos permitindo explicar cada um deles.
· AULA 10: Conformidade e Persuasão.
· Nesta aula, estudaremos os processos básicos de conformidade, conformismo e persuasão. Faremos referência a estudos clássicos sobre estes conceitos e explicaremos os fatores e elementos básicos relativos a cada um.
· 
· BIBLIOGRAFIA
· RONSON, E.; WILSON, T.D. - AKERT, R.M. Psicologia Social. LTC, 2002. Rio de Janeiro – Capítulos 1 e 2.
· KRÜGER, H. Introdução a Psicologia Social. Vozes. Petrópolis, 1985.
· PEREIRA, M. (org.) Estereótipos, preconceitos e discriminação: perspectivas teóricas e metodológicas. Salvador: EDUFBa, 2004. vol. 1.
· RODRIGUES, A., et. al. Psicologia social. Vozes, 2000, Petrópolis.
· RODRIGUES, A. Psicologia Social para principiantes. 10ª ed. São Paulo: Vozes, 2005.
· AVALIAÇÃO
· A avaliação é contínua, integradora, com ênfase nos aspectos colaborativos, incluindo tarefas coletivas, e contempla o diagnóstico, o processo e os resultados alcançados por intermédio de avaliações diagnósticas, formativas e somativas, considerando os aspectos da autoavaliação.
· A avaliação somativa da aprendizagem é realizada presencialmente pelo aluno no Polo de EaD da IES e segue a normativa da Universidade. A(s) prova(s) presencial (is) segue (m) o calendário acadêmico divulgado para o aluno.
· Durante o curso, os alunos realizam atividades propostas, compostas de questões objetivas e discursivas referentes ao conteúdo estudado, podendo ser elas de autodiagnóstico ou de discussão.
· Ao final deste curso você terá uma noção mais clara da forma que a Psicologia Social estuda cientificamente a maneira como as pessoas interagem e se influenciam mutuamente e dos processos cognitivos gerados a partir destas interações.
· Para poder explicar estas interações o psicólogo social se mune de diversas teorias permitindo-lhe entender o que acontece na mente do indivíduo e como o mesmo interpreta as diversas realidades sociais nas quais se encontra inserido.
· Ressaltaremos assim, ao longo desta disciplina, a importância da natureza da situação social para poder explicar e compreender, através de conceitos básicos, como as pessoas se comportam.
Aula 1 – Introdução à Psicologia Social: Conceito, Métodos, Características e Aplicações 
Conceito
· A Psicologia Social é a ciência que estuda a forma como as pessoas se influenciam e se relacionam entre si. Em outras palavras, é uma ciência empírica procurando explicar o comportamento social do ser humano. De tal forma, a Psicologia Social, em contraste com a Sociologia, tem um foco de estudo mais individualista e uma metodologia mais experimentalista.
Influência
· Todos nós somos influenciados por outras pessoas. Muitas vezes nossos comportamentos, pensamentos e sentimentos são influenciados pela simples presença de alguém. Mesmo que a pessoa não se encontre fisicamente presente, ainda assim, podemos ser influenciados por ela. 
· É surpreendente como a expectativa em relação ao comportamento do outro (ou seus pensamentos ou sentimentos) pode igualmente modificar nossas ações.
· Não podemos negar que todos nós contamos, nas nossas vidas, com a influencia de pessoas importantes e significativas, como os nossos pais e amigos. Assim, por exemplo, quando tentamos tomar decisões que, de alguma forma, os fariam sentir orgulho de nós, estamos sendo fortemente influenciados por eles.
· “A maior parte da nossa vida é passada em contato com outras pessoas, seja por escolha, seja por imposição das circunstâncias. Relacionamo-nos com nossos familiares, com nossos amigos, com nossos colegas na escola e no trabalho, com as pessoas que nos prestam ou a quem prestamos serviços e, quando não podemos de todo evitar, com pessoas de quem não gostamos, e até com inimigos.” (Rodrigues, 2005, p. 9)
Fenômenos Psicológicos
· A partir dos relacionamentos com os outros, que vimos anteriormente, podemos observar uma grande variedade de fenômenos psicológicos, tais como:
· 
· Cooperação
· Altruísmo
· Agressão
· Competição
· 
· Todos estes fenômenos são objeto de estudo da Psicologia Social, principalmente o indivíduo em sociedade e não a sociedade propriamente dita.
· O fato de sermos animais sociais que precisamos do relacionamento com o outro, faz com que nosso pensamento e comportamento sejam afetados por esta realidade.
· Cabe à Psicologia Social estudar como este convívio acontece e quais são as leis gerais que o dirigem, assim como quais são