A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
picornaviridae

Pré-visualização | Página 1 de 1

Família Picornaviridae
- Vírus-RNA de fita simples
- Polaridade positiva
- Não-envelopados
- Simetria icosaédrica
Os vírions tem 30nm de diâmetro.
O capsídeo é composto de 60 subunidades idênticas, cada uma contendo quatro
proteínas principais: VP1, VP2, VP3 e VP4. A proteína VP4 está localizada na superfície
interna do capsídeo.
Resistentes a: Éter, clorofórmio e álcool.
Sensíveis a: Fenol e formaldeído
- infeccioso quando introduzido artificialmente em células permissivas.
Codifica tanto para proteínas estruturais como para não estruturais.
Não-estruturais -> envolvidas na replicação e processamento das proteínas virais.
Replicação viral
A replicação dos picornavírus ocorre no citoplasma das células-alvo. A partícula liga-se
ao receptor celular, o RNA viral é
então exposto, através de um processo que envolve mudanças estruturais no
capsídeo. Dentro do citoplasma, a fita positiva de RNA viral é transcrita em proteínas
essenciais para a replicação e produção de novas partículas.
As proteínas virais são sintetizadas a partir de uma poliproteína precursora,
posteriormente é clivada logo no início da replicação. O primeiro passo para a
replicação do genoma é copiar a fita positiva de RNA em fita negativa intermediária,
esta etapa é seguida pela produção de novas fitas positivas. Este evento ocorre em
pequenas vesículas que se acumulam no citoplasma da célula hospedeira, sendo estas
vesículas o local de síntese de RNAm. Quando há um número suficiente de proteínas
estruturais já sintetizadas, inicia-se a montagem do capsídeo. A proteína de superfície
precursora da P1 é clivada para formar um promotor imaturo, o qual se organiza em
pentâmeros. Esta organização somada à síntese de fitas positivas de RNA, leva a
formação da partícula infecciosa. Muitos picornavírus são liberados das células através
da lise celular levando-as à morte. Outros, como o vírus da hepatite A, são liberados sem
visualização de efeito citopático.
Transmissão: rota oral-fecal, mas também pode ocorrer por fômites ou por aerossóis.