A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
148 pág.
SUPERVISÃO ESCOLAR

Pré-visualização | Página 11 de 36

– Na elaboração e implementação do projeto político pedagógico, ou a 
O planejamento 
serve para 
Confirmar a 
sua autonomia, 
Possibilidades.
Possibilitar a 
participação de 
todos os membros 
da escola e 
comunidade;
Orientar o 
desenvolvimento 
dos valores e 
princípios do 
projeto;
Avaliar a própria 
instituição.
45
O Planejamento Escolar e os Desafios da 
Supervisão para uma Escola Atual e IdealCapítulo 2
concretização da identidade, das racionalidades interna e externa e da 
autonomia da escola. 
 – Na relevância de tal projeto para a comunidade, ou, levando-se em 
consideração a realidade do educando, sua cultura e condição e dando 
a	 ele	 ou	 ela	 uma	 visão	 amplificada	 do	mundo	 e	 na	 construção	 de	 sua	
influência	na	comunidade.
 – Para a sociedade como um todo, ou a preparação do educando para atuar 
como cidadãos conscientes na realidade globalizada e moderna além do 
aprendizado constante.
 – A que serve a dimensão deste plano, ou a constante avaliação da 
importância da escola na construção social ou no professorado como 
agentes de transformação social, econômica e cultural.
• Possibilitar a participação de todos os membros da escola e comunidade 
envolvidos na intenção da boa educação.
• Orientar o desenvolvimento dos valores e princípios do projeto, baseados na 
legislação,	e	do	currículo	oficial,	dentro	das	divisões	e	modalidades	do	ensino	
e da escola.
• Avaliar a própria instituição como avaliação de todo o processo de ensino-
aprendizagem (didática, metodologia, espaços físicos, tecnologia, etc.), além 
do currículo e formação continuada dos professores. 
No Planejamento de Ensino temos alguns elementos essenciais: 
conhecimento	da	realidade;	dados	de	identificação;	ementa;	finalidade;	conteúdos	
(o quê?) factuais, conceituais, procedimentais e atitudinais; metodologia (como?); 
atividades	discentes;	cronograma;	recursos	(quais?);	avaliação	(para	verificar	se	
os	objetivos	estão	sendo	alcançados);	bibliografia.
Na construção de um plano de aula devemos indicar o que fazer no dia a 
dia da sala de aula propondo o bom emprego do plano de ensino. Os elementos 
de um plano de aula são: tema/assunto; público-alvo; objetivo(s), cronograma; 
conteúdos; atividades/estratégias; recursos; avaliação; registro das atividades.
Como se pode perceber, planejamento deve contribuir para uma educação 
e para uma escola realista. Deve considerar aspectos sociais da comunidade, 
problemas e necessidades locais, ainda, a diversidade multicultural em que a 
própria escola está inserida.
A seguir você verá as características de um bom planejamento. Nesta parte, a 
intenção é perceber aspectos extremamente válidos e que devem ser analisados 
durante a elaboração do planejamento escolar. 
46
Supervisão escolar
TÓPICO CARACTERÍSTICA
Ensino-Aprendizagem Ter o foco na aprendizagem de todos, operacionalizando os conteú-
dos fundamentais para a escola.
Gestão Democrática Ser o produto de uma discussão que envolva toda a comunidade 
escolar. 
Acompanhamento e 
avaliação do planejamento
Ter o desempenho constantemente monitorado, com abertura para 
redirecionamentos
Currículo Conter princípios pedagógicos que correspondam ao contexto e à 
prática da sala de aula dos professores
Formação Continuada Prever tempo para a formação docente e para reuniões pedagógicas.
Quadro 2: Características de um bom planejamento
Fonte: Adaptado de Takada (2009).
Níveis	de	Planejamento
No contexto escolar podem ser realizados diferentes níveis de abrangências 
de planejamento. Segundo Vasconcellos (2000, p. 95), são estes os diferentes 
níveis do planejamento:
O planejamento da escola trata-se do que chamamos de 
projeto político-pedagógico ou projeto educativo, sendo 
esse plano integral da instituição, o mesmo é composto de 
marco referencial, diagnóstico e programação. Este nível 
envolve tanto a dimensão pedagógica quanto a comunitária e 
administrativa da escola.
Partindo para o nível de abrangência seguinte, Vasconcellos 
(2000,	p.	95)	define	o	planejamento	curricular	como	sendo:
A proposta geral das experiências de aprendizagem 
que serão oferecidas pelas Escolas incorporados nos 
diversos componentes curriculares, sendo que a proposta 
curricular pode ter como referência os seguintes elementos: 
fundamentos	 da	 disciplina,	 área	 de	 estudo,	 desafios	
pedagógicos, encaminhamento, proposta de conteúdos, 
processos de avaliação.
Esse nível de abrangência das escolas é realizado sempre com base nos 
PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) que foram elaborados procurando, de 
um lado, respeitar diversidades regionais, culturais e políticas existentes no país e, 
de outro lado, considerar a necessidade de construir referências nacionais comuns 
ao processo educativo em todas as regiões brasileiras. Com isso pretende-se criar 
condições, nas escolas, que permitam aos nossos jovens ter acesso ao conjunto 
O planejamento 
da escola trata-se 
do que chamamos 
de projeto político-
pedagógico ou 
projeto educativo, 
sendo esse 
plano integral 
da instituição, 
o mesmo é 
composto de 
marco referencial, 
diagnóstico e 
programação.
47
O Planejamento Escolar e os Desafios da 
Supervisão para uma Escola Atual e IdealCapítulo 2
de conhecimentos socialmente elaborados e reconhecidos como necessários 
ao exercício da cidadania. Os PCNs vêm com o intuito de fortalecer a Escola 
como unidade do sistema escolar, credenciá-la para a elaboração de um projeto 
educacional (GAMA, FIGUEIREDO, 2009).
Existem etapas diferenciadas na elaboração e implementação do 
planejamento escolar. Para resumir esse processo, o planejamento consiste em:
• A preparação - consiste em se formular objetivos claros e a previsão de todos 
os passos necessários para alcançá-los;
• O acompanhamento - visa à forma de atuação do professor e o aprendizado 
do aluno;
• O aprimoramento - busca a avaliação do alcance dos objetivos traçados.
O	que	é	Planejamento,	Plano,	
Projeto	e	Programa?
Como vimos até agora, o planejamento está inserido na importância 
da atividade escolar. O objetivo desta parte do caderno é procurar explicitar o 
significado	básico	de	termos,	tais	como	planejamento,	plano,	programa,	projeto,	
plano estratégico plano operacional, e outros, visando a dar espaço para que 
você possa estabelecer as relações entre eles, a partir de experiências pessoais e 
profissionais.	Veremos	agora	definições	desses	termos	presentes	no	contexto	do	
planejamento	escolar,	conforme	artigo	escrito	por	Maria	Adelia	Teixeira	Baffi.	
 
O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: 
REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR 
CONCEPÇÕES E PRÁTICAS
 
[...]
1. PLANEJAMENTO:
Planejamento Educacional é o “processo contínuo que se 
preocupa com o ‘para onde ir’ e ‘quais as maneiras adequadas 
para chegar lá’, tendo em vista a situação presente e possibilidades 
futuras, para que o desenvolvimento da educação atenda tanto as 
necessidades da sociedade, quanto as do indivíduo” (PARRA apud 
SANT’ANNA et al., 1995, p. 14). 
48
Supervisão escolar
Para Vasconcellos (1995, p. 53), “o planejamento do 
Sistema de Educação é o de maior abrangência (entre os níveis 
do planejamento na educação escolar), correspondendo ao 
planejamento que é feito em nível nacional, estadual e municipal”, 
incorporando as políticas educacionais. 
Planejamento Curricular é o “processo de tomada 
de decisões sobre a dinâmica da ação escolar. É previsão 
sistemática e ordenada de toda a vida escolar do aluno”. 
Portanto, essa modalidade de planejar constitui um instrumento 
que orienta a ação educativa na escola, pois a preocupação é 
com a proposta geral das experiências de aprendizagem que 
a escola deve oferecer ao estudante, através dos diversos 
componentes curriculares (VASCONCELLOS, 1995, p. 56). 
Planejamento de Ensino é o processo de decisão sobre 
atuação concreta dos professores, no cotidiano de seu trabalho 
pedagógico, envolvendo as ações e situações, em constantes 
interações entre professor e alunos e entre os próprios alunos 
(PADILHA, 2001, p. 33).

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.