A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Resumo - CONTROLE DA EXPRESSÃO GÊNICA EM EUCARIOTOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

CONTROLE DA EXPRESSÃO GÊNICA EM
EUCARIOTOS
Referência: Capítulo 29 - Lehninger
DIFERENÇAS
 Promotores fortes são inativos in vivo
 Acesso aos promotores é restrito pela cromatina
 A regulação geralmente é positiva
– Os genes geralmente são ativados
 Proteínas reguladoras mais complexas
 Transcrição separada da tradução em tempo e 
em espaço
CROMATINA
• Heterocromatina: forma mais condensada
– Transcricionalmente inativa
• Eucromatina: menos condensada
– Parte da eucromatina é transcricionalmente 
ativa
• Histonas: são diferentes nas cromatinas ativas 
e inativas → Metilação e acetilação ativam a 
cromatina para transcrição alterando a interação
do RNA com as histonas.
PROMOTORES EUCARIÓTICOS
• Grande tamanho do genoma
– Maior probabilidade de uma sequência 
regulatória ocorrer ao acaso. 
– Múltiplos sítios de regulação com várias 
proteínas reguladoras
• Maior eficiência da regulação positiva
– A regulação negativa requeria reguladores 
positivos a todo momento
REMODELAÇÃO
Feita por proteínas que complementam a ação 
das histonas
MODULAÇÕES DA CROMATINA
Sequências maiores e vários modeladores evitam
a modulação ao acaso.
- Intensificadores
- Ativadores
- Coativadores (principal: mediador)
- Proteínas de modificação e remodelagem
Estes estão distantes da região promotora e 
estão presentes em alças que atraem o mediador
e os fatores de transcrição, ativando a RNApol.
São intermediários entre ativadores e o 
complexo da RNA Polimerase II.
METABOLISMO DE GALACTOSE
- Uso como fonte de energia
EXPRESSÃO MODULADA POR HORMÔNIOS
 Esteroides, tireoidianos e retinóides vão para o 
tecido alvo e interagem com os fatores de 
transcrição nas células, levando à interação 
com fatores adicionais de transcrição. 
 O intermediário desse processo é o HRE, um 
elemento de resposta a hormônios (dedos de 
zinco)
 Hormônios de resposta lenta possuem esse 
tipo de ativação nuclear, assim, produz 
alterações a longo prazo no desenvolvimento 
humano.
REPRESSÃO TRADUCIONAL DO RNAm
Se a célula possui RNAm sintetizado, mas reprimido, 
pode ser ativado para tradução rapidamente.
 Importante para genes muito longos
 Regulação dupla: transcricional e traducional
 Importante para células anucleadas
Mecanismos de ação em nível de tradução:
- Fosforilação dos fatores de iniciação da tradução
- Proteínas repressoras ligadas ao RNAm
- Proteínas de ligação
REGULAÇÃO DA EXPRESSÃO GÊNICA MEDIADA POR
RNA
RNAs não codificadores (RNAncs)
Regulam a transcrição pela interação com proteínas 
afetando a função destas, diminuindo o acesso da 
polimerase ao gene e consequentemente a 
transcrição.
Podem ser mini, longos, micro etc.
Atuação perfeita: degradação do RNA
Atuação imperfeita: inibição da tradução
☑ RNAm são codificadores
DESENVOLVIMENTO CONTROLADO POR CASCATAS
DE PROTEÍNAS REGULADORAS
o Morfógenos induzem o desenvolvimento de 
forma controlada por meio dos genes em 
lacunas.
Os genes maternos podem ser:
- Bicoid: morfógeno anterior
- Nanos: morfógeno posterior
Eles regulam os genes de segmentação.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.