A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
DECISAO JUDICIAL - LEGITIMA DEFESA

Pré-visualização | Página 5 de 5

do réu, nos termos do 
artigo 33, § 2°, “c” do Código Penal.
Como bem se observa aqui, somada à 
reincidência (artigo 44, II, do Código Penal), a natureza dos 
delitos de lesão corporal e ameaça, cometidos com 
violência real e moral contra a pessoa, e consolidado 
entendimento pretoriano na matéria Súmula n° 588 do 
C. Superior Tribunal de Justiça obstam a substituição 
da pena corporal por restritivas de direitos, incompatíveis 
também por não serem socialmente recomendáveis, o 
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Apelação Criminal nº 1500581-69.2019.8.26.0326 -Voto nº 20024 27
que se estendeu ao indeferimento do “sursis” das penas, 
nos termos do artigo 77 do Codex. 
Inaplicável, por derradeiro, o disposto 
no artigo 387, § 2°, do Código de Processo Penal, a 
despeito do período de segregação cautelar, porque 
irrelevante o período de encarceramento provisório, 
estipulado com finalidade cautelar, à fixação do regime 
inicial, neste caso, o qual, ademais, já foi imposto na 
modalidade mais branda, apesar da reincidência do 
acusado, reservando-se eventuais incidentes ao 
competente Juízo das Execuções.
NOTIFIQUE-SE a vítima Luzia Alves da 
Silva, a única de gênero feminino, acerca da decisão 
encartada no v. acórdão, nos termos do artigo 21, caput, 
da Lei n° 11.340/2006, sem prejuízo da intimação do d. 
Advogado do apelante.
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Apelação Criminal nº 1500581-69.2019.8.26.0326 -Voto nº 20024 28
Ante o exposto, por meu voto, rejeitada 
a preliminar, NEGO PROVIMENTO ao apelo.
 Alcides Malossi Junior
DESEMBARGADOR RELATOR
		2021-03-08T17:12:42-0300
	Not specified