A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Homeopatia - Resumo - Matéria Médica Lachesis

Pré-visualização | Página 1 de 2

Lachesis 
 
SINONÍMIA: L. muta; Lachesis trigonocephalus; Crotalus mutus; Ophiotoxicon; Scytale anomodystes; 
Trigonocephalus rhombeata 
 
ORIGEM: Veneno da cobra Surucucu que pertence à família das Viperidae, como as jararacas e as cascavéis. 
No Brasil, é encontrada nas regiões Norte e Centro-Oeste. 
 
COMPOSIÇÃO: 
Trata-se de um conjunto rico de enzimas, de tóxicos e outras proteínas e variam, dentro da espécie, com a 
idade e estado metabólico do animal 
 
 
AÇÃO Veneno: 
 
Ação Proteolítica: Diversas proteínas do veneno são capazes de lesar e mesmo necrosar os tecidos. 
Provocam uma reação inflamatória intensa, como é o caso das surucucus. Rompem a coesão das paredes 
vasculares e provocam hemorragias. Estas propriedades são responsáveis, principalmente, pelas lesões locais. 
 
Ação sobre a Coagulação do Sangue: Os venenos dos ofídios têm poder coagulante e hemorrágico, ao 
mesmo tempo. Desencadeiam a coagulação do sangue na microcirculação, bloqueando o fluxo sanguíneo e 
dificultando a oxigenação de certos tecidos, o renal por exemplo. Com o decorrer do tempo, as enzimas tóxicas 
atuam sobre a fibrina, diminuindo sua quantidade e prejudicando sua qualidade, e, portanto, começam 
impedir a coagulação do sangue que corre nos vasos do corpo. O cenário está pronto para as hemorragias, 
que podem ocorrer nas mais diversas partes do corpo através dos vasos lesados, e que continuam sem cessar. 
 
Ação Neurotóxica: Sobretudo a cascavel e a cobra coral possuem neurotoxinas potentes que provocam 
paralisias musculares. 
 
HISTÓRICO: 
• Foi o primeiro veneno de serpente estudado na Homeopatia. Experimentado por Constantine Hering. 
• Seus estudos com cobras vivas e seus venenos quase lhe custaram a vida. 
 
 
 
 
O INDIVÍDUO LACHESIS: 
• Sedutor; sensual; passional; lascivo. Ninfomania; obscenidade; homens com aversão a mulheres; 
• Memória ativa. Vivacidade. Compreensão rápida ou dificuldade concentração; distraído; confusão mental. 
Aversão ao trabalho mental. 
• Não reconhece lugares ou pessoas, mesmo seus parentes. 
• Ofende-se facilmente. Avareza; gosta que o considerem rico. Inveja. Ceticismo. Ateísmo. Egoísmo. Falsidade. 
Impaciência. Falta de generosidade. Ódio; crueldade. egocentrismo; excessivo amor próprio. 
• Traz em seu núcleo a Desconfiança: não confia em ninguém, mesmo naqueles que ama, nem mesmo em si 
próprio. Beira a insanidade: se vê duas pessoas conversando, acha que estão falando mal dele; que estão 
planejando prejudica-lo; colocá-lo num asilo; envenena-lo. 
• É o mais Ciumento da Matéria Médica, ao lado de Hyos. Seu ciúme é absurdo, insuportável: grita, briga; 
acusa; arranca os cabelos; agride de todas as formas; transtorna; delira; alucina – um companheiro gentil que 
se torna brutal quando enciumado. Pode haver ciúmes de pessoas do mesmo sexo e até de objetos. 
• A Loquacidade é outra característica marcante: não é necessário fazer-lhe perguntas, durante a consulta; 
fala de forma excitada e apressada; muda rapidamente de um tema a outro. Uma palavra leva ao meio de 
uma outra história. Fala até ficar rouco. Fala até dormindo. Mais ainda durante a febre; durante o cio e ao 
anoitecer. Fala muito e não diz nada; às vezes de forma incoerente, outras vezes lentamente ou murmurando. 
• Comunicativo; expansivo; otimista; bem-humorado; piadista; alegre; excêntrico; gosta de se divertir. 
 
Sintomas no homem ... 
• Crê estar sob um poder sobre-humano; que existem duas vontades dentro dele; que é comandado a roubar; 
a matar e não tem paz interior até que confesse algo que nunca fez. Insanidade religiosa, acha que é cheio de 
maldade; que cometeu um pecado imperdoável; que vai para o inferno; teme pela salvação de sua alma. 
• Extremamente sensível às impressões externas, principalmente aos ruídos – é capaz de ouvir uma mosca 
andando nas paredes ou um relógio distante. 
 
SINTOMAS MENTAIS: 
• Delírios: durante a febre; depois de insônia ou vigílias prolongadas; por perda de fluidos; por esforços 
mentais; delirium tremens. Insânia loquaz por excessos sexuais ou mentais; por ira ou mortificação. 
Megalomania. Ri tolamente. Se arrasta pelo piso. 
• Ansiedade: viajando; ao ir dormir; à noite; pelo futuro; de consciência. 
• Medos: à noite; na cama; de dormir; da cólera; das enfermidades, sobretudo as contagiosas ou incuráveis; 
de morrer; de ser envenenado; de ladrões; de dormir; viajando em um veículo; da água; das tormentas. 
• Excitação por ouvir histórias horríveis; durante a febre puerperal; na fase pré-menstrual; até o pranto. 
• Sente-se abandonado, pior pela manhã ou ao despertar. 
• Atitudes agressivas: censura; critica; é arrogante; duro com os inferiores; morde ou tem desejo de fazê-lo. 
• Vingativo (até nos sonhos); perverso; briguento, às vezes alternando risos e alegria; raivoso; furioso; 
violento; irrita-se facilmente. Por vezes, volta sua agressividade contra si mesmo; ideias suicidas, de atirar-se 
na água. 
• Sobressaltos por ruídos; dormindo; ao despertar (com sufocação). Assusta-se facilmente. Não tolera que o 
toquem. 
• Gestos ridículos. Gritos antes das convulsões. 
• Inconsciência: depois de uma emoção; durante e depois do cio; durante o parto. Está como num estado de 
transe. 
 
 
SINTOMAS GERAIS: 
• Tudo em Lach é Azul ou Púrpura ou Negro. 
• Lateralidade: Esquerda ou da esquerda para a direita. 
 
Agravação: 
• Pelo sono; os sintomas se agravam durante o sono; está pior depois de dormir; ao despertar. 
• No Outono e Primavera. 
• Pelo calor, em toda as suas formas, principalmente por calor úmido e ar quente; por temperaturas extremas 
e pelo sol. Pela mudança de temperatura. 
• Antes e durante as tormentas. 
• Por alimentos frios ou quentes; jejuando. 
 
Melhora: 
• Por descargas, habitualmente das mucosas; especialmente durante o cio. 
• Pelo ar livre e deseja estar ao ar livre. 
• Não tolera constrição: ao redor do pescoço; roupa apertada, coleira. O simples contato com a roupa é 
incômodo, principalmente no tórax e abdômen. 
• Transtornos no climatério e menopausa. Ondas de calor e suores. 
• Hemorragias por qualquer orifício do corpo; de sangue escuro, que não coagula. As feridas e 
úlceras sangram muito e demoram a cicatrizar. Sangra até pelas cicatrizes. Equimoses 
espontâneas. 
• Dores ardentes e constritivas; pulsáteis; martelantes; explosivas – na cabeça; nos ovários; nas 
hemorróidas; nas fístulas. 
• Sensação interna de nódulo – na garganta; no intestino 
 
DESEJOS: Bebidas alcoólicas, cerveja, vinho, whisky; picles; ácidos; 
leite; café; farináceos. 
AVERSÕES: Pão; alimentos quentes; vinho. 
 
SINTOMAS RAROS, ESTRANHOS E PECULIARES: 
• Pontadas como facas nos olhos, vindas da cabeça ou dos olhos para as têmporas, testa e occipício. 
• Como se um fio puxasse os olhos para trás. 
• Como se os olhos tivessem sido arrancados, esmagados e recolocados no lugar. 
• Dor de cabeça como se o lado direito tivesse sido arrancado. Como se o cérebro fosse explodir o crânio. 
• Tremores na língua – nunca para. Dificuldade para expor a língua quase enrosca nos dentes. Língua sempre 
pendendo para a esquerda. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Locais de ação marcada: 
 
GARGANTA: 
• Sufocação; se engasga; sensação de que está sendo estrangulado. Sensação de corpo estranho; migalhas de 
pão na garganta. Dor de garganta que piora engolindo em seco e melhora ao engolir sólidos. Varicosidades, 
úvula vermelho-escuro e largada. 
• Rouquidão contínua. Difteria (um dos melhores medicamentos). 
• Edema de glote; das cordas vocais. 
• Tosse contínua. Ataques de asma. Enfisema e edema pulmonar. Pneumonia com hepatização 
pulmonar. Dor escoriante e ardor no tórax, como se estivesse em carne viva. Gangrena pulmonar. 
 
CORAÇÃO: 
• Cardiopatias: endocardites (reumáticas); pericardites; infarto do miocárdio. 
• Sente como se o coração estivesse pendurado por um fio que se romperá a cada batida; como se o coração 
fosse muito grande e não coubesse no peito. 
• Pontadas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.