A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Genética da morfogênese dento facial e anomalias

Pré-visualização | Página 1 de 2

Beatriz Marques S3 
Beatriz Marques S3 
 Odontogenética 
 Genética da morfogênese dento-facial e anomalias 
Introdução 
● O que é morfogênese? 
↳ Inicio da formação 
↳ Fatores genéticos responsáveis pelo inicio da 
formação de vários tecido 
 ↪ Dentes, tecidos que compõem a face. 
 
 
 
Mecanismos que controlam o desenvolvimento da face 
● Quando são alterados isso pode repercutir na má 
formação ou na não formação de determinado tecido 
● O zigoto com células indiferenciadas 
↳ Depois cresce em volume essas estruturas 
Desenvolvimento normal: Fertilização → Formação 
completa do organismo 
Imagem 1 
● Embrião na quarta semana de vida intrauterina 
↳ A partir dessa quarta semana acontece que as células 
da crista neural vão migrar anteriormente para a região 
que vai formar a face (constituir o primeiro arco branquial 
que vai se dividir em maxila e mandíbula e vai originar as 
estruturas da boca) 
 ↪ Tal migração precisa ser correta, pois isso vai 
repercutir na formação desses tecidos. 
 ● Tem que ter cuidado, pois as nossas atitudes 
podem influencias na formação do bebe (meio ambiente) 
Existe uma semelhança muito grande entre o material 
genético do camundongo e o nosso, por isso eles são 
considerados especiais na ciência/pesquisa. 
 ● Em 2007, alguns pesquisadores descobriram uma 
técnica que deu origem a modelos experimentais para 
diversas doenças, ou seja, pode utilizar certo grupo de 
animais com determinada doença e estudar como essa 
doença acontece (gene relacionado, tratamento 
especifico que teriam sucesso com essa doença) já que 
não pode ser estudado dessa forma em seres humanos 
 Técnica de Nocautear Genes 
● Ou seja, bloqueando/inativando o gene e vai fazer com 
que o animal desenvolva certa doença 
● Hoje muitos animais são induzidos a terem doenças 
para que sejam estudadas muitas coisas sobre tal doença 
 Camundongo Knockout 
● Significa que geneticamente esta havendo uma 
modificação no DNA desse camundongo, ou seja, um 
gene especifico está sendo inativado e com isso, haverá 
uma resposta (haverá uma falha em determinado 
processo que será investigado ou estudado) 
Formação da mandíbula, da atm, da maxila o que se sabe 
hoje muita coisa é devido ao estudo em animais. 
● Ao longo de muitos anos ao parelho estomatognático 
ele tem vias genéticas comuns, ou seja, compartilham 
vias genéticas de desenvolvimento (a mesma via 
genética pode ser responsável pela formação de várias 
estruturas) Quando o individuo tem um dano em 
determinado gene pode influenciar na formação de 
Desenvolvimento normal: Fertilização → Formação 
completa do organismo 
 
Na embriogênese quando os tecidos tão se formando 
pode acontecer uma falha e o indivíduo nascer com 
algum problema em alguma estrutura 
 
Formação da mandíbula, da atm, da maxila o que se sabe 
hoje muita coisa é devido ao estudo em animais. 
 
 
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
 
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
Beatriz Marques S3 
Beatriz Marques S3 
varias estruturas que poderiam ter formação 
independente, mas vai ser afetado. 
Muitos genes podem afetar, por exemplo, o 
desenvolvimento da mandíbula e o individuo pode ter 
agenesia dentária, ou seja, são duas situações 
independentes, mas que compartilham a mesma via. 
OBS: Quando mencionar Dlx, esse gene é da espécie de 
um animal e não de humano.. 
Exemplo 
● Ramo x Corpo da mandíbula 
↳ Possuem formações independentes 
 ↪ Foi descoberto por meio da ablação dos genes 
Gli2 e Gli3 que afetam o desenvolvimento do côndilo e 
do processo coronóide, mas não do corpo da mandíbula. 
Genética da morfogênese do palato 
● Para que o palato se forme adequadamente precisa 
haver quatro eventos: 
↳ Migração (das células da crista neural para a região que 
vai formar a face) / células precisa migrar em quantidade 
e qualidade 
↳ Proliferação 
↳ Elevação 
↳ Fusão.. 
● Cada um desses eventos é controlado por vias 
genéticas, ou seja, se algum desses eventos 
acontecerem de forma errada pode ter a possibilidade 
do paciente nascer com fissura lábio palatina. 
 ↳ Mais comum: Fissura que afeta o palato primário 
e secundário (envolvendo lábio e dois palatos) 
 ↪ As fissura palatinas podem ser isoladas ou 
fissuras envolvidas em síndromes (possuem 
comprometimento sistêmico) 
 ↪ Mais comum é a fissura ser isolada 
 
 
 
Sindrome de Pierre Robin 
 
● Paciente nasce com deficiência no desenvolvimento da 
mandíbula, FLP e gossoptose 
Formação dos dentes 
● Possui fases: Iniciação, brotamento e 
morfodiferenciação 
● Gene PAX9: sinal mais precoce determina local de 
brotamento 
Malformações dentais 
● Anomalias de tamanho dentário, de forma e de 
numero. 
 ↳ Associadas ou não a síndromes 
 ↳ Distúrbios durante o estágio de 
morfodiferenciação do movimento dentário 
Alterações em tamanho de dente 
 
● Discrepância de tamanho dentário-> quase impossível 
o alinhamento e oclusão normal 
● É mais fácil aumentar a coroa clinica de IL pequenos 
do que reduzir dos incisivos laterais 
Fusão e Geminação 
 
Muitos genes podem afetar, por exemplo, o desenvolvimento 
da mandíbula e o individuo pode ter agenesia dentária, ou 
seja, são duas situações independentes, mas que 
compartilham a mesma via 
Beatriz Marques S3 
Beatriz Marques S3 
● Fusão: resulta em dentes com câmaras pulpares 
separadas, unidas na dentina. 
● Geminação: resulta em dentes com uma câmara 
pulpar única 
Exemplo 
 
● Agenesia dos laterais permanentes 
● A via genética que afetou esses dentes provavelmente 
é uma via genética comum das formações dos laterais 
 
● Irma dele não possui dentes geminados e nem 
agenesia dos laterais 
Dente supranumerário 
● Formação de dente para mais 
● Pode haver ou não uma relação familiar 
 ↳ Mais comum: mesiodente (dente a mais localizado 
na linha media superior, pode esta incluso ou mal 
posicionado) 
 ↪ Podem acontecer com incisivos laterais, pré-
molares e existem pessoas que possuem um quarto 
molar. 
 Mesiodente 
 
 Outras alterações dentárias 
 
↳ Canino está na posição errada 
 
↳ Canino com a coroa voltada para cime do lado direito e 
canino com a coroa voltada para baixo do lado esquerdo 
 
 
↳ Supranumerário na arcada superior (dois laterais 
superiores) 
Beatriz Marques S3 
Beatriz Marques S3 
↳ Arcada inferior só três incisivos inferiores 
↳ A mesma via que fez faltar um dente embaixo pode 
ter sido culpada de ter colocado um dente em cima 
Erupção ectópica 
 
● Pode ser porque algo esta bloqueando a erupção do 
dente ou porque simplesmente aconteceu 
Formação do esmalte – Amelogênese 
● Pode acontecer de forma errada/imperfeita 
● Para ela acontecer de forma adequada inicia-se com 
células do epitélio interno que vão se diferenciar em 
ameloblastos 
● Estágios 
↳ Secretório (que é o que inicia e tem o deposito de 
matriz orgânica) 
↳ Transição (degradação do material proteica) 
↳ Maturação (substituição da matriz por um componente 
mineral) 
 
 
 
 
● Para acontecer perfeitamente o esmalte precisa passar 
pelos três estágios, porém cada um desse estágio é 
coordenado por uma proteína especifica. 
● Acontece imperfeita quando ocorre uma falha em um 
desses genes que são responsáveis por codificar uma 
das proteínas que interferem na formação do esmalte 
● Existem quatro tipos de amelogênese imperfeita, pois 
depende da proteína que foi afetada: 
Amelogênese imperfeita autossômica dominante 
 
 
Amelogênese imperfeita autossômica recessiva 
 
↳ Formou menos esmalte do que o normal 
↳ Esse gene (ENAM) compartilha vias de 
desenvolvimento, pois alem de afetar a formação do 
esmalte afeta a oclusão (mordida aberta) 
Amelogênese

Acesse esse e outros materiais grátis

Ao se conectar, você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade.

Já tem cadastro?