Buscar

AV TEORIA DE LITERATURA (ATENÇÃO NOTA 7,50)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

1a Questão (Ref.: 202012254717)
	Segundo Julia Kristeva, não há romance linear; linear é apenas a narrativa épica. A partir da noção de dialogismo ou polifonia, a autora desenvolve um conceito de extrema importância para a compreensão do texto literário, que é:
		
	
	Mimesis
	
	Historicização
	
	Literariedade
	
	Simulação
	
	Intertextualidade
	
	
	 2a Questão (Ref.: 202012254716)
	As contribuições filosóficas da Grécia Antiga continuam a influenciar diversos autores na busca por respostas teóricas. Ao retomar Platão, podemos encontrar um importante conceito para a compreensão do texto literário, que é: 
		
	
	Fato literário
	
	Intertextualidade
	
	Verossimilhança
	
	Mimesis
	
	Grau zero
	
	
	 3a Questão (Ref.: 202012254687)
	Sobre os poemas em prosa, é correto afirmar que: 
		
	
	Correspondem a uma prosa poética desenvolvida, entre outros, por Rimbaud e Baudelaire, que utiliza recursos estilísticos da poesia para compor textos narrativos. 
	
	Foram criados com o objetivo de eliminar a figura do narrador das narrativas. 
	
	Correspondem à composição em forma de romance que aposta na hegemonia das imagens em detrimento da construção objetiva de sentido. 
	
	São formas literárias referentes ao uso de versos no âmbito do gênero dramático. 
	
	São compostos por uma narrativa rimada. 
	
	
	 4a Questão (Ref.: 202012254688)
	Ode, hino, elegia, idílio, écloga, epitalâmio e sátira são variações: 
		
	
	Das formas poéticas definidas por Aristóteles no livro Poética.
	
	Do romance, a partir das transformações provocadas pela escola romântica. 
	
	Do gênero dramático, por meio de encenações poéticas. 
	
	Das formas fixas do gênero épico. 
	
	Do gênero lírico. 
	
	
	 5a Questão (Ref.: 202012340443)
	Em meados do século XVI, surge um novo estilo artístico-literário que retoma a tradição religiosa proveniente da Idade Média, com alguns aspectos novos trazidos pela arte Renascentista. O homem, agora com dilemas sobre a própria existência, mostra-se um poeta em conflito, com contrastes que permeiam sua arte. Analise a poesia a seguir, de Gregório de Matos, e assinale a alternativa que corresponde a esse movimento.
Segunda impaciência do poeta
Cresce o desejo, falta o sofrimento,
Sofrendo morro, morro desejando,
Por uma, e outra parte estou penando
Sem poder dar alívio a meu tormento.
Se quero declarar meu pensamento,
Está-me um gesto grave acobardando,
E tenho por melhor morrer calando,
Que fiar-me de um néscio atrevimento.
Quem pretende alcançar, espera, e cala,
Porque quem temerário se abalança,
Muitas vezes o amor o desiguala.
Pois se aquele, que espera se alcança,
Quero ter por melhor morrer sem fala,
Que falando, perder toda esperança.
MATOS, Gregório de. Segunda impaciência do poeta. Disponível em: . Acesso em: 11 de out. 2020.
		
	
	Liricidade no Modernismo
	
	Liricidade no Realismo
	
	Liricidade no Neoclassicismo
	
	Liricidade no Barroco
	
	Liricidade no Parnasianismo
	
	
	 6a Questão (Ref.: 202012355335)
	(ENADE LETRAS 2014 - Adaptado)
Texto 1
Se de fato parece ser problemático definir literatura pelo que ela é -  e sua existência está comprovada por uma tradição e pela multiplicidade de obras que mantêm viva essa tradição -, talvez seja mais prudente concordar com a existência de um "estatuto literário" que, por vezes, se vale de critérios externos ao texto mais do que de uma observação minuciosa de sua produção.
Disponível em: http://www.pucminas.br . Acesso em: 28 jul. 2014 (adaptado)
Texto 2
DESENCANTO
Eu faço versos como quem chora
De desalento...de desencanto...
Fecha o meu livro, se por agora
Não tens motivo nenhum de pranto.
 
Meu verso é sangue. Volúpia ardente¿
Tristeza esparsa...remorso vão...
Dói-me nas veias. Amargo e quente,
Cai, gota a gota, do coração.
 
E nestes versos de angústia rouca,
Assim dos lábios a vida corre,
Deixando um acre sabor na boca.
- Eu faço versos como quem morre.
(BANDEIRA, M. A cinza das horas. 1917)
 
A partir dos textos citados  assinale a opção que apresenta uma afirmação verdadeira sobre a linguagem e a leitura literárias.
		
	
	Na análise do texto poético, ignorar as metáforas poéticas, como "meu verso é sangue", é uma recomendação relevante porque os elementos do texto não importam.
	
	Os critérios de classificação propostos pelos teóricos da literatura são suficientes para uma leitura prazerosa do poema de Manuel Bandeira.
	
	Para facilitar a leitura e permitir fruição estética mais intensa ao leitor, os estudos e teóricos literários valorizam apenas os aspectos formais do texto.
	
	A partir de leituras críticas do poema de Manuel Bandeira, é possível fruí-lo melhor, pois a crítica literária é suficiente e tem valor científico.
	
	Para que possa fruir esteticamente o poema de Manuel Bandeira, é necessário que o leitor articule sua experiência de mundo com seus conhecimentos sobre literatura.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 202012255107)
	"Nome próprio que circunscreve uma obra e desempenha uma função textual determinante do modo como certos discursos circulam e funcionam em uma sociedade" define o conceito de:  
		
	
	autor
	
	escritor
	
	autógrafo autoral   
	
	narrador 
	
	intérprete hermeneuta 
	
	
	 8a Questão (Ref.: 202012255105)
	Leia o início do conto As cerejas, de Lygia Fagundes Telles:  
Aquela gente teria mesmo existido? Madrinha tecendo a cortina de filé com um anjinho a esvoaçar por entre rosas, a pobre Madrinha sempre afobada, piscando os olhinhos estrábicos, "vocês não viram onde deixei meus óculos?" A preta Dionísia a bater as claras de ovos em ponto de neve, a voz ácida contrastando com a doçura dos cremes, "esta receita é nova..." Tia Olívia enfastiada e lânguida, abanando-se com uma ventarola chinesa, a voz pesada indo e vindo ao embalo da rede, "fico exausta no calor" [...] O relâmpago apagou-se. E no escuro que se fez, veio como resposta o ruído das cerejas despencando no chão. 
A casa em meio do arvoredo, o rio, as tardes como que suspensas na poeira do ar. Ficaram as cerejas, só elas resistiram com sua vermelhidão de loucura. Basta abrir a gaveta: algumas foram roídas por alguma barata e nessas o algodão estoura, empelotado, não, tia Olívia, não eram de cera, eram de algodão suas cerejas vermelhas.  
A abertura da gaveta pela narradora pode ser vista como uma imagem da abertura da própria narrativa, que recupera algo guardado e empoeirado. Com base no trecho citado, vê-se que o tratamento narrativo do tempo: 
		
	
	lança mão do tempo verbal aoristo para vivificar as personagens já falecidas.  
	
	encadeia os eventos em relações de causa-consequência.  
	
	é incerto, pois a narradora parece não conseguir distinguir passado de presente.   
	
	entrelaça consciência e memória, investigando suas relações.  
	
	faz coincidir as temporalidades da narração e da história.  
	
	
	 9a Questão (Ref.: 202012255038)
	Herdeira da comédia latina, dos rituais carnavalescos e da cultura popular, a Comédia dell'arte fez largo uso das máscaras fixas. Considerando as características deste gênero teatral, marque o item que traz uma afirmação contrária a essas características.  
		
	
	Os espetáculos da Comédia dell'arte eram apresentados em edifícios teatrais com palco italiano, mostrando cenários coloridos e suntuosos.  
	
	Os atores da comédia dell'arte possuíam um vasto repertório de situações, diálogos, poemas, gestos, sequência acrobática, domínio de dialetos, além de tocarem instrumentos musicais.  
	
	As companhias teatrais da comédia dell'arte sugiram na Itália em meados do século XVI, e trabalhavam com roteiros improvisados denominados de canovaccio. 
	
	Quanto ao texto dramatúrgico, havia um texto base chamado scenario, e a parte de improviso denominado lazzi. 
	
	As máscaras do arlequim, patalone, doutores, capitanos e enamorados associam-se, respectivamente, aos tipos: servos, velhos, advogados ou médicos, militares e casais apaixonados. 
	
	
	 10a Questão (Ref.: 202012255041)
	Leiao trecho: 
O teatro pós-dramático, conforme Hans-Thies Lehmann, caracteriza-se pela presentificação do símbolo, pela preponderância da sensação sobre a cognição e pela ascendência do signo imagético sobre o signo verbal. 
LEHMANN, Hans-Thies. O teatro pós-dramático. São Paulo: Cosac & Naif, 2007. 
Inclui-se entre as características ou origem do teatro pós-dramático: 
		
	
	a valorização dos elementos básicos do teatro histórico. 
	
	a comédia de costumes do dramaturgo Martins Pena.
	
	as representações dos sermões bíblicos do Padre Anchieta. 
	
	a encenação que não fica presa ao texto base e nem a um significado acabado. 
	
	a presença de um texto que servia como roteiro básico, denominado scenario.

Outros materiais