A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Vetores

Pré-visualização | Página 3 de 3

no suporte em D.
16. . Uma barra de aço é curvada em forma de
anel semicircular de raio 0,96m e é sustentada, em
parte, pelos cabos BD e BE, que estão amarrados
ao anel em B. Sabendo que a tração no cabo BE é
de 250N, determine os componentes dessa força
exercida pelo cabo no suporte em E.
Equilíbrio de uma Partícula no Espaço
De acordo com a definição dada, uma
partícula A estará em equilíbrio se a resultante de
todas as forças que atuam em A for zero. Os
componentes Rx, Ry e Rz da resultante são dados
pelas relações Fx = Rx, Fy = Ry, e Fz = Rz.;
expressando que os componentes da resultante
são zero, escrevemos 
Fx =0 , Fy = 0, e Fz = 0.
As Equações representam as condições
necessárias e suficientes para o equilíbrio de uma
partícula no espaço. Podem ser usadas na
resolução de problemas relacionados ao equilíbrio
de uma partícula que envolvam não mais do que
três incógnitas.
Para resolver tais problemas, deve-se
primeiro desenhar um diagrama de corpo livre
representando a partícula em equilíbrio e todas as
forças que atuam nela.
01) Um caixote de 750 kg é sustentado por três
cabos, como mostra a figura. Determine a tração
em cada cabo.
02. Um recipiente de peso P=1160N está suspenso
por três cabos, como ilustrado. Determine a tração
em cada cabo.
03. Três cabos são usados para amarrar uma
balão, tal como mostra a ilustração. Determine a
força vertical P exercida pelo balão em A, sabendo
que a tração no cabo AB é 270N.
04. O conjunto de apoios mostrado na ilustração é
aparafusado no local em B, C e D, e sustenta uma
força P para baixo em A. sabendo que as força nos
elementos AB, AC e AD são dirigidas ao longo dos
seus respectivos elementos e que a força no
elemento AB é 146N, determine a intensidade de
P.
Trabalho de Estática
01. Determine a resultante das forças mostradas:
(A)
 
(B) 
02. Dois cabos estão ligados em C e são
carregados tal como mostra a figura. Determine a
tração (a) no cabo AC e (b) no cabo BC.
03. Se a intensidade da força resultante deve ser
9KN direcionada ao longo do eixo x positivo,
determine a intensidade da força T que atua sobre
a argola e seu ângulo .
=30,6o e T = 6,6,KN
04.A caminhoneta precisa ser rebocada usando
duas cordas. Determine as intensidades das forças
FA e FB que atuam em cada corda para produzir
uma força de intensidade de 950N, orientada ao
longo do eixo x positivo. Considere  = 50◦.
FA = 774N e FB = 346 N
05. Sabendo que α = 30◦, determine a tração (a) no
cabo AC e (b) na corda BC.
06. Se a intensidade da força resultante que atua
sobre a argola é de 600N e sua direção no sentido
horário do eixo x positivo é  = 30o, determine a
intensidade de F1 e o ângulo .
R: =42,4o F1=730,9N 
07.Se os cabos BD e BC podem suportar uma
força de tração máxima de 20KN, determine a
massa da viga que pode ser suspensa pelo cabo
AB, de modo que nenhum cabo se rompa. O
centro de massa da viga está localizado ao ponto
G.
R=2785Kg
08.O pendente de reboque AB está submetido à
força de 50KN exercida por um rebocador.
Determine a força em cada um dos cabos de
amarração, BC e BD, se o navio está se movendo
para a frente em velocidade constante.
TBC = 22,3 KN e TBD = 32,6KN
09. Se o bloco D pesa 1,5KN e o bloco B pesa
1,375 KN, determine o peso do bloco C e o ângulo
 para o equilíbrio.
Pc=1,2KN e  = 40,90
10.Determine a tração desenvolvida em cada um
dos fios usados para sustentar o candelabro de
50Kg.
R: FCD = 359N ; FBD = 440N ; FAB = 622N ; FBC =
228N
11. Se a tração desenvolvida em cada um dos
quatro fios não pode exceder 600N, determine a
maior massa do candelabro que pode ser
suportada.
R: 48,2 Kg.
12.Determine o peso máximo do balde que o
sistema de fios pode suportar, de modo que
nenhum fio desenvolva uma tração maior que
0,5KN.
R: W = 0,289 KN
13.A esfera D possui uma massa de 20Kg. Se uma
força F = 100 N é aplicada horizontalmente no anel
A, determine a dimensão d, de modo que a força
no cabo AC seja zero.
R: 2,42m