A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
RELATÓRIO DE EXTENSÃO PRONTO

Pré-visualização | Página 4 de 6

a liberdade de brincar e escolher seus brinquedos e jogos.
 O Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL, 1998, p. 27) expressa nesse sentido que:
 
“O principal indicador da brincadeira, entre as crianças, é o papel que assumem enquanto brincam. Ao adotar outros papéis na brincadeira, as crianças agem frente à realidade de maneira não literal, transferindo e substituindo suas ações cotidianas pelas ações e características do papel assumido, utilizando-se de objetos substitutos”
 A cultura lúdica inicia pela criança ou brincante e percorre para a fase adulta que interage com as pessoas em sua volta, desenvolve a liderança, o raciocínio matemático, raciocínio da linguagem, flexível, que sabe enfrentar situações diversas do cotidiano, são inúmeras vantagens de um bom desempenho do brincante explorador. “O Brincar desenvolve as habilidades da criança de forma natural, pois brincando aprende a socializar se com outras crianças, desenvolve a motricidade, a mente, a criatividade, sem cobrança ou medo, mas sim com prazer”. Cunha (2001)
 Portanto atualmente nessa pandemia que nos encontramos, educadores estão enviando atividades propostas para ensinar e desenvolver nas práticas com suas crianças/estudantes cada um em sua casa com os pais. Diante deste contexto, as instituições de ensino, professores e famílias uniram se para se adaptar a essa nova realidade em que as crianças estão em casa e para ter acesso a educação tem que ser através do ensino remoto, ou seja, através da tecnologia para realização das atividades que seus professores proporcionaram, com isso os professores propõem atividades e brincadeiras lúdicas para fazerem juntos online e assim estimular o desenvolvimento das crianças/estudantes constantemente a distância.
 Por fim conclui com essa pesquisa de dados para o presente projeto a importância de brincar na educação infantil, pois devemos investir numa metodologia eficaz e dinâmica para o desenvolvimento integral da criança para tornar um futuro adulto competente.
 2.4.2 Relatório de evidências 
Nome da ação: O tema escolhido para o projeto de extensão é “A Importância do lúdico no contexto de pandemia para a educação infantil” Nome da ação; 
 Esta pesquisa tem por objetivo destacar a importância das atividades para melhor ensino aprendizagem das nossas crianças que estão em casa em isolamento social, privado de brincar com os colegas de sua idade, ou seja, longe da interação com o meio social.
 Fotos dos materiais elaborados
A seguir ficha de frequência obrigatória:
Dados de repercussão: 1º dia ,depois de 3 dias e 5 dias após a apresentação.
 
2 MOMENTO
3 MOMENTO
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS 
Apesar de ser muito complicado e difícil nossa realidade atual percebo que muitos pais se dedicando e se esforçando para melhor desempenhar a dinâmica para realização das atividades e atenção de seus filhos em plena pandemia e que estes estão focados em ensinar seus filhos, entretanto adaptar na nova rotina e assim ter condições psicológicas para desempenhar e substituir o professor ali presente com seu filho é uma tarefa desafiadora, portanto professores, instituição e família uniram se para desenvolver atividades mais lúdicas para crianças aprenderem brincando em tempos de pandemia.
Nesta pesquisa constatei o quanto é importante as brincadeiras e jogos lúdicos no ensino aprendizagem das nossas crianças para o bem do futuro da humanidade, por isso os educadores insistem e persistam nessa ideologia para vencermos obstáculos juntos com as nossas crianças e consequentemente manter o adulto competente para o futuro.
É de grande importância resgatar o brincar para as nossas crianças, dentro da realidade de nossa educação que assumam o gosto pelo brincar.
Hoje são muitos os profissionais da educação que aplicam em seu currículo o ato de faz de conta, teatro, fantoches, brincadeiras de roda, cantigas e jogos educacionais com o intuito de ensinar, educar, alfabetizar, pois esta metodologia é a mais eficaz e inovadora para despertar a atenção de nossos pequenos.
Deve-se considerar que o brincar é um ato de enorme importância, pois traz oportunidades às crianças escolher entre variados tipos de brinquedos, jogos e brincadeiras, oferecidos dentro da nossa sociedade. 
Então, podemos afirmar que tanto as brincadeiras de roda cantadas, dramatizações, brinquedos artesanais e ou brinquedos menos industrializados é muito mais que necessário no desenvolvimento infantil, principalmente aqueles desenvolvidos, fabricado ou criado por eles mesmos.
Na educação infantil é extrema importância a metodologia lúdica para desenvolver as aulas bem criativas, explorando sempre o faz de conta ( imaginário) e a criatividade.
No entanto, tanto jogos, brincadeiras e brinquedo são atividades lúdicas prazerosas que despertam o interesse e a diversão das crianças.
 Por meio das brincadeiras, jogos, brinquedos e atividades lúdicas as crianças podem criar e desenvolver situações em um mundo fictício. Nesse mundo mágico (existente entre crianças de 2 a 5 anos), o mundo da fantasia costuma se realizar moralmente na fase da vida, porque a criança está no mundo assumindo vários papéis na vida adulta, proporcionando-lhe um intermediário entre a ficção e a realidade.
 Durante a primeira infância há evidências de que é difícil desenvolver e criar as atividades recreativas. Nessas atividades recreativas, “o brincar” é muitas vezes ignorado e as crianças escolhem jogos e brinquedos somente após concluir as tarefas em sala de aula, essa metodologia ficou para o passado.
 Portanto aprender é o mesmo que acumular conhecimentos sobre os fatos, dados e informações. Aprender brincando, porque brincar é coisa séria!
REFERÊNCIAS
Livro do Centro Universitário Uninter “ Pedagogia do movimento no universo lúdico e psicomotricidade” ( pag,81 a 98 );
https://periodicorease.pro.br/rease/article/view/245
https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/1770
https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/1770/1/MLA12122016
https://www.youtube.com/watch?v=XDWDVeAEB1E
: https://youtu.be/BXWv-ZD0CGU
 https://www.youtube.com/watch?v=DCULd07RzpQ
 https://www.youtube.com/watch?v=viEiCB5zFGM
https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/23789/1/LudicidadeEduca%c3%a7%c3
Proposta Curricular Municipal de Educação Infantil de Piraquara (páginas 23 a 28)
https://revistas.pucsp.br/psicoeduca/article/view/43158
https://www.inesul.edu.br/professor/arquivos_alunos/doc_1311627172.pdf
https://www.academia.edu/download/57178048/A_LUDICIDADE_NA_EDUCACAO_-_IBPEX_DIGITAL.pdf
http://www.periodicos.univag.com.br/index.php/CONNECTIONLINE/article/view/131
https://core.ac.uk/download/pdf/235124780.pdf 
https://youtu.be/rvJ5xhZojOA
https://youtu.be/ix-Vy4J3v1M
O Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL, 1998, p. 27)
ALENCAR, Semíramis. A importância de brincar. Disponível na Internet via WWW.URL:http://educandooamanha.blogspot.com/2007/10/importnciadebrincar.html. Arquivo capturado em 09 de outubro de 2010. 
HUIZINGA, J. Homo Ludens. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 1996. 
LEMOS, Adriana. A importância de Brincar. Disponível na Internet via WWW.URL: http://www.crechejeitodeser.com.b. Arquivo capturado em 09 de outubro 2010.
MALUF, Ângela Cristina Munhoz - Brincar Prazer e Aprendizado. Petrópolis, Rio de Janeiro, Vozes 2003.
PIAGET, J. A psicologia da criança. Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI). Brasília: MEC/SEF, 1998. 
RIZZI, Leonor e Haidt, Regina Célia (1997) Atividades Lúdicas na Educação da Criança, 6ª edição editora Ática.
SANTOS, S. M. P. dos. (org.) Brinquedoteca: o lúdico em diferentes contextos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.
SKINER (1972), p. 136 Arquivo capturado em 09 de Dezembro de 2009.
TEIXEIRA, Carlos E. J. A ludicidade na escola.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.