A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Medicações Intra-Canal Clínica II

Pré-visualização | Página 1 de 1

A medicação intracanal é um 
medicamento colocado no interior do canal, 
devendo ali permanecer, entre as sessões do 
tratamento endodôntico. 
Quando utilizar? 
 
o Quando não foi realizado o completo 
PQC; 
o Dor persistente; 
o Supuração persistente; 
o Fístula, edema proeminente; 
Quando utilizar? 
 
o Infecção persistente; 
o Sangramento persistente; 
o Reabsorção externa; 
o Reabsorção interna; 
o Maximizar a limpeza em casos de 
NECROSE; 
Quando utilizar? 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Objetivos do uso da medicação intra-
canal? 
 
o Potencializar a desinfecção; 
o Ocupar espaços; 
o Induzir neoformação tecidual; 
o Minimizar dor e inflamação; 
o 30 a 40% das paredes não são 
tocadas durante o preparo mecânico; 
 
Objetivos do uso da medicação intra-
canal? 
o Promover a eliminação de MO que 
sobreviveram ao PQM; 
o Ação antimicrobiana: 
Obturação imediata 
sempre que possível
Medicação intracanal
CONDIÇÕES CLÍNICAS
Polpas Vitais Necrose Pulpar
Medicações Intra-Canal 
- Razões Biológicas/ Patológicas: 
o Rizogênese incompleta; 
o Necrose; 
o Exsudato persistente; 
o Abscessos periapicais; 
o Sintomatologia dolorosa; 
o Reabsorções inflamatórias; 
- Razões Técnicas: 
Sessão 
Única 
Múltiplas 
Sessões 
 
o Atuar como barreira físico-química: 
 
o Reduzir a inflamação perirradicular; 
o Neutralizar produtos tóxicos; 
o Controlar exsudação persistente; 
o Controlar reabsorção dentinária 
externa inflamatória; 
o Estimular a reparação por tecido 
mineralizado; 
Quais medicações intra-canal utilizar 
hoje? 
 
CLASSIFICAÇÃO QUÍMICA 
o Derivados fenólicos; 
o Aldeídos; 
o Halógenos; 
o Bases ou hidróxidos; 
o Corticosteróides; 
o Antibióticos; 
1. Tricresol: 
o Age por até 48 horas; 
o Ação por contato e à distância; 
o Fixador tecidual; 
o Bactericida; 
o Citotóxico; 
o Líquido volátil; 
o Neutraliza toxinas; 
o Promove necrose; 
o Potencial carcinogênico; 
 
2. Paramonoclorofenol: 
o Walkhoff (1891); 
o Propriedades anti-sépticas do fenol e 
íon cloro; 
o Age a distância (baixa tensão 
superficial); 
o Associações (Cânfora/Furacin/Água): 
 
 
 
 
 
DESVANTAGENS 
o Potente agente citotóxico; 
o Ação rápida: 48 horas; 
o Não neutraliza produtos tóxicos; 
o Sabor e odor desagradáveis; 
o Liberam radicais livres; 
o Não atuam no LPS bacteriano; 
Maior sucesso
Melhor reparo dos tecidos periapicais 
Impedir a proliferação 
de bactérias 
remanescentes
Impedir reinfecção por 
bactérias da saliva
Tricresol
Paramonoclor
ofenol
Otosporin
Hipoclorito de 
sódio 2,5%
Clorexidina 
2%
Hidróxido de 
cálcio
EXSUDATO
Impede adequado selamento do
canal radicular;
Irritantes permanecem atuando
sobre os tecidos periapicais;
TRICRESOL FORMALINA 
“Em necropulpectomia, 
medicação prévia com tricresol 
formalina”, 
- Potencializar ação antimicrobiana; 
- Reduzir citotoxicidade; 
Necrose pulpar, canais atrésicos ou não 
instrumentados (até 7 dias). 
TÉCNICA DE USO 
o Cone de papel de 
tamanho e diâmetro 
adequados; 
 
Medicações Intra-canal que agem por 
contato e à distância: 
 
3. Otosporin: 
o Antibiótico e corticoide Neomicina, 
Polimixina B e Hidrocortizona; 
o Líquido branco; 
o Age por contato em BIO pulpectomia; 
o Analgésico e Anti-inflamatório; 
o Bactericida; 
o Ação por 7 dias; 
INDICAÇÕES: 
o Polpa vital; 
o Trauma físico (sobreinstrumentação) 
ou químico no coto periodontal e/ou 
tecs. Periapicais; 
EFEITOS COLATERAIS: 
o Retardo na reparação tecidual; 
o Permanência por períodos curtos; 
TÉCNICA DE USO: 
o Canal seco; 
o Preencher o canal com a medicação 
até o refluxo; 
o Bolinha de algodão na câmara pulpar 
e restauração provisória; 
ASSOCIAÇÃO 
CORTICÓIDE + ANTIINFLAMATÓRIO: 
 
 
 
 
 
 
o Otosporin (Gaxo Wellcome): 
 
 
 
 
o Permite a neoformação do coto 
periodontal (sobreinstrumentação); 
o Grande poder de 
penetração; 
o Fácil aplicação e 
remoção do interior do 
canal (forma líquida); 
 
4. Hidróxido de Cálcio: 
 
HISTÓRICO: 
o Nygren (1838) – fistula dentalis; 
o Codman (1851) – amputação radicular; 
o Hermann (1920) – Calxyl (Otto & Co, 
Frankfurt, Alemanha); 
Tricresol Paramonoclorofenol
Corticóide 
Anti-inflamatório 
Antibiótico 
Ação 
antimicrobiana 
O emprego de uma associação de 
corticosteroides + antibióticos ATENUA a 
reação inflamatória provocada pelo ato cirúrgico. 
Hidrocortisona – 10mg/ml (Corticosteroide) 
Sulfato de Neomicina – 5mg/ml (Antibiótico) 
Sulfato de Polixina B – 10.000 UI/m (forma 
líquida) 
o Heithersay (1975) e Stewart (1975) – 
necrose; 
o Bystrom e cols (1985) – resultados 
superiores ao fenol e PMCC; 
 
 
MECANISMO DE AÇÃO: 
1. Atividade Biológica: 
o Ação anti-inflamatória: ação 
higroscópica; 
 
 
 
o Ação antimicrobiana: 
 
o Neutralização de Endotoxinas: 
 
2. Atividade Química: 
o Inibição da reabsorção radicular 
externa; 
o Propriedade anti-hemorrágica; 
3. Atividade Física: 
o Barreira física: 
 
 
 
VEÍCULOS: 
o Devem possibilitar a dissociação iônica 
do Ca (OH)2 em íons Ca++ e OH-; 
 
o Atividade antimicrobiana: 
 
o Características físico-químicas: 
Perda da integridade 
da membrana 
citoplasmática
Inativação enzimática
Inativação de de LPS
LPS- importante fator 
de virulância bacteriana
Lise de proteínas e 
membrana celular
INERTES
• água destilada;
• Soro fisiológico;
• Soluções 
anestésicas;
• Glicerina;
• Polietilenoglicol;
• Propilenoglicol;
BIOLOGICAMENTE 
ATIVOS
• PMCC;
• Clorexidina;
• Iodeto de potássio;
• Tricresol formalina;
Impede ou retarda a 
infecção ou reinfecção 
do canal radicular por 
MO oriundos da 
cavidade oral
Limita espaço para 
multiplicação de 
bactérias
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LIMITAÇÕES: 
o Baixa solubilidade; 
o Pouca difusibilidade; 
o Resistência de algumas espécies; 
o Formação de smear layer química; 
Smear Layer (Lama Dentinária): 
 
 
Preenchimento do Canal Radicular 
 
o Lentulo: 
 
o Instrumentos endodônticos: 
 
 
 
 
o Calen; 
 
AQUOSOS
• Água destilada;
• Soro fisiológico;
• Soluções 
anestésicas;
VISCOSOS
• Glicerina;
• Clorexidina;
• Propilenoglicol;
OLEOSOS
• Óleo de oliva;
• Silicone;
• Cânfora;
Diâmetro menor que 
o da lima memória
3 mm aquém do CT
Micromotor, giro à 
direita, por poucos 
segundos
Retirar em rotação
Lima memória
Comprimento de 
trabalho
Inserção: totação no 
sentido horário
Remoção: totação no 
sentido anti-horário
A medicação intracanal residual 
pode bloquear a entrada dos 
canais laterais, reduzindo ou 
mesmo impedindo a penetração 
do material selador ou guta-
pecha. 
HIDROSSOLÚVEIS 
HIDROSSOLÚVEIS 
AQUOSOS
• água destilada;
• Soro fisiológico;
• Soluções 
anestésicas;
OLEOSOS
• Óleo de oliva;
• Silicone;
• Cânfora;
Selamento Coronário 
o Impedir a contaminação ou 
recontaminação do canal; 
o Fratura do elemento dental entre as 
sessões;