A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
Diagnósticos diferenciais da dor musculoesquelética

Pré-visualização | Página 1 de 1

D I A G N Ó S T I C O S 
D I F E R E N C I A I S D A D O R 
M U S C U L O E S Q U E L É T I C A
R E V I S Ã O M Ó D U L O D O R
L U Í Z A M O U R A
DOR 
MUSCULOESQUELÉTICA
• É caracterizada pela persistência da dor 
por mais de 3 meses;
oAlguns autores caracterizam como um 
período acima de 6 meses e outros, ainda, 
acima de 12 meses. 
FATORES DE RISCO
27/04/2021
Idade e gênero
Doenças 
degenerativas: AR 
e osteoartrite
Uso repetitivo ou falta 
de uso dos músculos
Fatores 
psicológicos
Fatores 
genéticos
História prévia de dor, 
seja musculoesquelética 
ou não, que pode predizer 
o aparecimento de outras 
dores musculoesqueléticas
DOR MUSCULOESQUELÉTICA
• Há uma variação na idade e gênero em relação aos problemas
musculoesqueléticos:
o Idosos: dores nos joelhos por osteoartrite, afetando mais de 1/3 das pessoas com
mais de 60 anos, mas são pouco comuns em jovens.
oDores em região cervical, lombar, nos ombros e joelhos são cerca de 1,5 vez mais
comuns em mulheres do que em homens.
C E R V I C A LG I A
D O R N A C O L U N A C E R V I C A L
COLUNA CERVICAL
• 7 vértebras
Composição
• Sustentação;
• Proteção;
• Movimentação.
Função
CERVICALGIA
• A dor na região cervical ocorre em 55º/o das pessoas em alguma
fase da vida, sendo mais frequentes nas mulheres.
Causas:
• SDM;
• Situação ocupacional;
• Degenerativa;
• Traumática;
• Inflamatória;
• Neoplásica.
CERVICALGIA
• Ponto gatilho nos músculos da região 
cervical.
Diagnóstico
• Trapézio;
• Esternocleidomastoideo;
• Escalenos; 
• Levantador da escápula.
Músculos
CERVICALGIA
Investigação
• Fibromialgia;
• Tumores;
• Neuralgia;
• Traumatismo cervical;
• Disfunção 
intervertebral.
Através de
• Boa história clínica;
• Exame físico detalhado;
• Exames 
complementares.
D O R S A LG I A
D O R N A C O L U N A D O R S A L
COLUNA DORSAL
• 12 vértebrasComposição
• Sustentação;
• Proteção;
• Movimentação.
Função
DORSALGIA
• É uma síndrome caracterizada por dor na região torácica posterior.
• Parte óssea;
• Musculatura;
• Tecidos adjacentes;
• Víscera intratorácica/ intra-abdominal.
Dor pode estar 
relacionada à
• SDM
• Lesão traumática/inflamatória;
• Fratura vertebral;
• Hérnia discal.
Causas
DORSALGIA
Diagnóstico
• Clínico.
Exame físico
• Deformidades na coluna total;
• Contraturas musculares; 
• Limitações a determinados movimentos;
• Órgãos intratorácicos e intra-abdominais.
LO M B A LG I A
D O R N A C O L U N A L O M B A R
COLUNA LOMBAR
• 5 vértebrasComposição
• Sustentação;
• Proteção;
• Movimentação.
Função
LOMBALGIA
• A dor na região lombar é uma das queixas
mais comuns no consultório;
• Sua prevalência aumenta com o avançar da
idade, com discreta predominância no sexo
feminino;
• Ela pode ser:
oAguda, com duração de até 3 meses, em que a
grande maioria das pessoas se recuperam
espontaneamente;
oPorém, os pacientes podem ter recorrência dos
sintomas e mais de 1/3 pode apresentar
cronificação da dor.
LOMBALGIA
Fatores que 
contribuem 
para 
cronicidade
Falta de correção dos fatores desencadeantes
Fatores posturais e psicossociais;
Imobilismo;
Doenças associadas: uso de drogas, depressão, 
ansiedade;
Fatores mecânicos e degenerativos; 
Lesões do SNP ou SNC.
LOMBALGIA
27/04/2021
• Aumento de peso;
• Fraqueza dos músculos paravertebrais e 
abdominais;
• Frouxidão ligamentar;
• Sobrecarga ao erguer pesos excessivos 
ou permanecer muito tempo em uma 
mesma posição;
• Hábitos de vida: fumo, alcoolismo e 
sedentarismo.
Fatores de risco
LOMBALGIA
Causas
• Profissão:
o Esforço excessivo;
o Postura inadequada por muito tempo
• Fatores psicossociais:
oDesmotivação;
oDepressão; 
• Gestação.
LOMBALGIA
Diagnóstico
• Clínico;
• Anamnese detalhada;
• Exame físico detalhado.
Exame complementares
• Hérnia discal;
• Estenose do canal medular;
• Tumor;
• Neuropatia.
S Í N D R O M E 
D O LO R O S A 
M I O FA S C I A L
C E R E J A D O B O L O
SÍNDROME DOLOROSA MIOFASCIAL
Geralmente afeta apenas uma 
região
Cervical
Lombar
Cintura escapular
Cintura pélvica
• A SDM é uma condição dolorosa muscular
SÍNDROME DOLOROSA MIOFASCIAL
Ocasionada por Trauma
Sobrecarga na região
Estresse emocional
SÍNDROME DOLOROSA MIOFASCIAL
• Anamnese; 
• Exame físico.
Diagnóstico
SÍNDROME DOLOROSA MIOFASCIAL
Caracterização
Nódulos musculares • Ponto gatilho
Associados à
• Alteração de sono
• Fadiga
• Intolerância a 
exercícios
SÍNDROME DOLOROSA MIOFASCIAL
Ponto 
gatilho
Ativo
Foco de 
hiperirritabilidade 
muscular sintomática
Dor espontânea
Pode limitar a amplitude 
de movimento
Latente
Áreas assintomáticas
Menos doloroso
Ativado por 
estresse físico
Presença da twitch
response
-
Reflexo contrátil localizado
P G
C A R A C T E R Í S T I C A S
D A S D M
OBRIGADA!!!
O 1 0 É C E R TO , A M É M ?