A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
58 pág.
calcio13

Pré-visualização | Página 1 de 2

CÁLCIO
Prof. Volnei Pauletti
Departamento de Solos e Engenharia Agrícola 
vpauletti@ufpr.br
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
COMPOSIÇÃO QUÍMICA MÉDIA DA CROSTA TERRESTRE NA 
PROFUNDIDADE DE 0 – 16 KM (MENGEL & KIRKBY, 1987)
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Ciclo do Cálcio
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
O cálcio no solo
� Fontes no solo↔minerais primários:
� Dolomita, calcita, apatita e feldspatos cálcicos
� Solos argilosos (maior CTC) geralmente
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
� Solos argilosos (maior CTC) geralmente
possuem maiores teores de Ca;
O cálcio no solo
�Solos tropicais: pH baixo e alta
concentração de Al+3 ↔ naturalmente
pobre em Ca.
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
pobre em Ca.
�Exceção: ambientes áridos ↔ solos
calcários
Fe, Cu, Mn e Zn
Mo e Cl
P
N, S e B
Ca x 
calagem
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
K, Ca e Mg
Al
5,0 6,0 6,5 7,0 8,0 pH
FONTES DE Ca
ATUAL
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Material corretivo de 
acidez
PN ( % e 
CaCO3)
SOMA % CaO + 
% MgO
PRNT
Calcário agrícola 67 38 45
Calcário calcinado 80 43 54Calcário calcinado 
agrícola
80 43 54
Cal hidratada agrícola 94 50 90
Cal virgem agrícola 125 68 120
Parâmetros de referência 
para
outros corretivos de acidez
67 38 45
FONTES DE Ca
Material CaO (%) MgO (%)
Calcário calcítico 45 - 55 1 - 5
Calcário magnesiano 27 27
Calcário dolomítico 25 - 32 14 - 21
Gesso 24 - 28 traços
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Gesso 24 - 28 traços
Cal hidratada 46 -
Cal virgem 60 -
Sulfato de magnésio traços 16 - 17
Exigência de Ca pelas plantas
Cultura Conteúdo de Ca
Planta inteira Removido pela colheita
kg t-1
Arroz (irrigado) 5,0 0,8
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Arroz (irrigado) 5,0 0,8
Milho 3,9 0,5
Trigo (sequeiro) 2,4 0,2
Batata 1,8 0,4
Feijão 38 3,4
Soja 13,1 2,9
Pauletti, 2004
8-22%
Mecanismo de contato com a raiz
�O Cálcio chega à planta por:
�Fluxo de Massa – 75%
�Interceptação radicular – 25%
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
�Interceptação radicular – 25%
Absorção
� O nutriente segue a rota apoplástica:
• Passiva;
• Fluxo de água;
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
• Absorvido na forma de Ca+2.
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Absorção
• A absorção do Ca
parece estar restrita à
região apical da raiz.
(Coifa).
Entrada de Ca na célula
• Por canais de Ca, os quais se abrem para a
entrada do nutriente, após a bomba de
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
entrada do nutriente, após a bomba de
prótons expulsar um H+ p/ o lado externo da
célula.
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
�Transportadores do Ca:
�Bomba de Ca+2-ATPase na membrana plasmática e
tonoplasto;
�Regula a quantidade de Ca no citossol, se liga à
Calmodulina, e estimula a expelir o Ca.Calmodulina, e estimula a expelir o Ca.
�Antiporte Ca+2 - H+ (energizado pela bomba H+-
ATPase)
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Distribuição e função
�Grande parte do Ca pode ser encontrada nos
vacúolos. Baixas concentrações são
encontradas no simplasma e no floema,
indicando sua baixa mobilidade na planta.
�Quando aumenta a concentração de Ca na
solução, aumenta no conteúdo das folhas,
mas não dos frutos e tubérculos.
CONCENTRAÇÃO E FORMAS DE CÁLCIO NA SOLUÇÃO DO SOLO, XILEMA 
E FLOEMA DAS PLANTAS
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
� Se encontra em baixas concentrações no
simplasma e no floema;
� Maiores concentrações de Ca são encontradas
nos vacúolos.
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Redistribuição
�Após ser absorvido pelas raízes, o Ca é levado
pelo xilema até as folhas, onde torna-se imóvel.
�Portanto, não há redistribuição do Ca no
tecido.tecido.
• A deficiência aparece nas partes jovens e nos
frutos que perdem por competição pelo dreno
nas folhas;
• Adubação foliar: o Ca se encaminha p/ as partes +
jovens.
Ca – funções na planta
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
• Participa na divisão e elongamento celular, portanto
tem interferência direta no crescimento de
meristemas apicais, desenvolvimento de raiz,
germinação de grão de pólen e crescimento do tubo
polínico;polínico;
• É importante componente estrutural da lamela
média, na forma de pectatos de Ca os quais possuem
ação cimentante, unindo firmemente as paredes
celulares. Portanto, possui influência na integridade
da membrana e proteção do conteúdo celular.
Ca – funções na planta
Forma compostos que são parte das paredes 
celulares (ex.: pectatos de Ca) 
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Manutenção da 
integridade da célula!!
Outros Compostos: Fitato, Carbonato, Oxalato
Maior parte do Ca
na planta está na
parede celular
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
A pectina é parte estrutural da parede celular
→ Íons de Ca e Mg conectam os componentes da pectina. 
Na ausência detes elementos, a pectina é solúvel.
Ca – funções na planta
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
• Melhora a nodulação na fixação biológica de N, pois
está ligado ao encurvamento do pêlo radicular, por
meio da divisão celular juntamente com o AIA na
parte superior do pêlo, o que faz com que este se
curve e facilite a infecção pelas bactérias fixadoras.
• Atua como mensageiro secundário na ativação da
� Indiretamente: estimula atividade microbiana, aumenta 
disponibilidade de molibdênio e absorção de outros nutrientes.
• Atua como mensageiro secundário na ativação da
proteína Calmodulina, a qual é também reguladora
da concentração de Ca no interior da célula.
� Importante na síntese de proteínas e transferência de 
carboidratos;
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Figura. Calmodulina.
Epstein & Bloom, 2004. 
Cultura Arroz Aveia Feijão Milho Soja Trigo 
 (2,4) (7) (2,6) (1,2,5) (2,3,6) (7) 
Elemento ------------------------------- g kg-1 ---------------------------------- 
N 26 - 42 20 - 30 30 - 50 27 - 35 40 - 55 20 - 34 
P 1,2 - 4,8 2 - 5 2 - 5 1,9 - 4 2,5 - 5 2,1 - 3,3 
K 15 - 40 15 - 30 20 - 24 17 - 35 17 - 25 15 - 30 
Teores de nutrientes considerados adequados para algumas culturas.
Ca – Diagnose foliar
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
K 15 - 40 15 - 30 20 - 24 17 - 35 17 - 25 15 - 30 
Ca 2,5 - 6 2,5 - 5 10 - 25 2,3 - 8 3,6 - 20 2,5 - 10 
Mg 1,7 - 3 1,5 - 5 2,5 - 5 1,5 - 5 2,6 - 10 1,5 - 4 
S - 1,5 - 4 2 - 3 1,5 - 3 2,1 - 4 1,5 - 3 
 ------------------------------- mg kg
-1
 ------------------------------
 
Fe 70 - 300 40 - 150 40 - 140 30 - 250 50 - 350 10 - 300 
Cu 5 - 20 5 - 25 4 - 20 6 - 20 10 - 30 5 - 25 
Zn 20 - 150 15 - 70 18 - 50 15 - 100 20 - 50 20 - 70 
B 20 - 100 5 - 20 15 - 26 10 - 25 20 - 55 5 - 20 
Mn 30 - 600 25 - 100 15 - 100 20 - 200 20 - 100 25 - 150 
Mo - 0,2 - 0,3 0,5 - 1,5 0,15 - 0,20 1 - 5 0,3 - 0,5 
 Vários autores citados por Pauletti, 2004.
Cultura Cevada Batata Alfafa Sorgo Centeio 
 (4) (1,2) (5,3) (1,4) (4) 
Elemento ------------------------------------ g kg-1 ----------------------------------- 
N 17 - 30 40 - 50 34 - 70 25 - 35 25 - 35 
P 2 - 5 2,5 - 5 2,5 - 7 2 - 5 2 - 5 
K 15 - 30 30 - 65 20 - 40 14 - 25 19 - 23 
Teores de nutrientes considerados adequados para algumas culturas.
Ca – Diagnose foliar
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
K 15 - 30 30 - 65 20 - 40 14 - 25 19 - 23 
Ca 2,5 - 6 10 - 20 5,1 - 30 2,5 - 6 2,5 - 6 
Mg 1,5 - 5 3 - 7,5 2,6 - 10 1,5 - 5 1,5 - 5 
S 1,5 - 4 2,5 - 5 2 - 5 1,5 - 3 1,5 - 5 
 ------------------------------- mg kg
-1
 --------------------------------- 
Fe 25 - 100 50 - 100 20 - 300 65 - 100 25 - 200 
Cu 5 - 25 7 - 20 8 - 30 5 - 20 5 - 25 
Zn 15 - 70 20 - 60 21 - 70 15 - 50 15 - 70 
B 5 - 20 20 - 50 23 - 80 4 - 20 5 - 20 
Mn 20 - 100 30 - 250 26 - 250 10 - 190 14 - 150 
Mo 0,1 - 0,2 - 1,1 - 4 0,1 - 0,3 0,2 - 2 
 Vários autores citados por Pauletti, 2004.
TEORES MÍNIMOS ADEQUADOS (NÍVEIS CRÍTICOS) DE MACRONUTRIENTES 
(g kg-1) EM ALGUMAS CULTURAS
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
NÍVEIS ADEQUADOS DE MACRONUTRIENTES PARA ALGUMAS 
HORTALIÇAS (TEORES EM FOLHAS, g kg-1)
Cálcio
Nutrição Mineral de Plantas
Sintomas de deficiência
• Deficiência comumente ligada à fatores

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.