A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
304 pág.
(Curta / Salve / Siga) Citologia - Teoria e exercícios

Pré-visualização | Página 1 de 50

1BiologiaCitologia
Avenida Presidente Kennedy, 2295 – Tel.: (16) 3238·6300
CEP 14095-210 – Lagoinha – Ribeirão Preto-SP
www.sistemacoc.com.br
SISTEMA COC DE ENSINO
Direção-Geral: Sandro Bonás
Direção Pedagógica: Zelci C. de Oliveira
Direção Editorial: Roger Trimer
Gerência pedagógica: Juliano de Melo Costa
Gerência Editorial: Osvaldo Govone
Gerência de Relacionamento: Giovanna Tofano
Ouvidoria: Regina Gimenes
Conselho Editorial: Juliano de Melo 
Costa, Osvaldo Govone, Sandro 
Bonás e Zelci C. de Oliveira
PRODUÇÃO EDITORIAL
Autoria: Aldo César Poltronieri
Editoria: Fernando Roma, Marcos 
Roberto Rodrigues e Renato Trevilato
Assistente editorial: Luzia H. Fávero F. López
Assistente administrativo: George R. Baldim
Projeto gráfico e direção de 
arte: Matheus C. Sisdeli
Preparação de originais: Marisa A. dos Santos 
e Silva e Sebastião S. Rodrigues Neto
Iconografia e licenciamento de texto: 
Cristian N. Zaramella, Marcela Pelizaro 
e Paula de Oliveira Quirino.
Diagramação: BFS bureau digital
Ilustração: BFS bureau digital
Revisão: Flávia P. Cruz, Flávio R. Santos, 
José S. Lara, Leda G. de Almeida e 
Maria Cecília R. D. B. Ribeiro.
Capa: LABCOM comunicação total
Fechamento: Edgar M. de Oliveira
Su
m
ár
io
CAPÍTULO 01 ORGANIZAÇÃO CELULAR 7
1. Introdução 7
2.	 Células	procarióticas	 9
3.	 Células	eucarióticas		 10
4. Resumo 15
CAPÍTULO 02 BIOQUÍMICA CELULAR 19
1.	 Composição	química	da	célula	 19
2.	 Carboidratos	 19
3. Lipídios 23
4. Proteínas 32
CAPÍTULO 03 AÇÃO GÊNICA 41
1. Ácidos nucleicos 43
2. Duplicação do DNA 48
3. Transcrição 51
4.	 Código	genético	e	síntese	de	proteínas	 57
5. Síntese de proteínas 61
CAPÍTULO 04 MEMBRANA CELULAR 61
1.	 Membrana	plasmática	 63
2.	 Modelo	do	mosaico	fluido	 63
3.	 Especializações	da	membrana	plasmática	 64
4. Mecanismos de transporte 65
CAPÍTULO 05 SECREÇÃO E DIGESTÃO CELULAR 70
1.	 Complexo	golgiense	 70
2. Lisossomos 73
CAPÍTULO 06 BIOENERGÉTICA 79
1.	 Metabolismo	energético	 79
2.	 Molécula	de	ATP	 80
3. Fermentação 81
4. Respiração aeróbica 84
5. Respiração anaeróbica 87
6.	 Fotossíntese	 89
7.	 Fatores	limitantes	da	fotossíntese	 94
8.	 Resumo	das	reações	químicas	da	fotossíntese	 97
CAPÍTULO 07 NÚCLEO E DIVISÃO CELULAR 101
1.	 Introdução	 101
2.	 Componentes	do	núcleo	interfásico	 102
3.	 Cromossomos	 103
4.	 Divisão	celular	 110
5. Mitose 112
6. Meiose 117
7. Gametogênese 122
EXERCÍCIOS PROPOSTOS 137
Capítulo	01	 139
Capítulo	02	 152
Capítulo	03	 166
Capítulo	04	 182
Capítulo	05	 198
Capítulo	06	 206
Capítulo	07	 236
Capítulo	08	 270
GABARITO 283
Teoria
PV
-1
4-
11
Citologia
7
Biologia
1. Introdução
Biologia é a ciência da vida, isto é, a ciência que estuda os seres vivos e seus diferentes níveis de 
organização, desde a ordenação dos átomos que formam moléculas até os sistemas que formam 
o organismo completo. A biologia também trata das interações dos seres vivos entre si e destes 
com o ambiente, cuida dos mecanismos de hereditariedade, da evolução dos seres vivos, entre 
muitos outros aspectos. A área da biologia que estuda as células, sua organização, metabolismo 
e mecanismos de divisão celular é a citologia.
©
1 
Ja
m
es
 S
te
id
l /
 S
hu
tt
er
st
oc
k
A citologia é a área da Biologia que estuda as células
O estudo da célula é fundamental para entendermos a organização dos seres vivos e seu funcio-
namento. A célula é a unidade morfológica e fisiológica da maioria dos seres vivos, com exceção 
dos vírus, que são seres acelulares. 
No aspecto biológico, passamos a existir a partir de uma única célula, desde o momento da fecun-
dação, com a formação da célula-ovo resultante da união dos gametas dos nossos progenitores. 
A partir da célula-ovo, passamos pelo desenvolvimento embrionário, com a formação de tecidos 
(muscular, nervoso, conjuntivo), órgãos (pele, estômago, intestino) e sistemas (digestório, circu-
latório, genital), que constituem o organismo completo com trilhões de células.
A célula é a menor estrutura capaz de executar todas as atividades que caracterizam os seres 
vivos, o que torna o seu estudo parte fundamental na compreensão da Biologia.
As características apresentadas pelas células definem o organismo como um todo. Assim:
•	 quanto ao número de células, os seres vivos são unicelulares ou pluricelulares;
©
2 Andre M
ueller / Shutterstock
A B
©
3 
EY
E 
O
F 
SC
IE
N
CE
 / 
SC
IE
N
CE
 
PH
O
TO
 L
IB
RA
RY
 / 
La
tin
St
oc
k
Tripanossomas, seres unicelulares em meio às hemácias (A), e o seu 
transmissor, o inseto barbeiro, organismo pluricelular (B).
CAPÍTULO 01 ORGANIZAÇÃO CELULAR
Citologia
PV
-1
4-
11
8
Biologia
•	 quanto à capacidade de produzir alimento, os seres vivos são autótrofos (produ-
zem o seu próprio alimento) ou heterótrofos (não produzem o seu próprio alimento);
 
©
4 Jupiterim
ages / Photos.com
 / Getty Im
ages
©
5 
cl
ea
rv
ie
w
st
oc
k 
/ S
hu
tt
er
st
oc
k
Bactérias fotossintetizantes, seres autótrofos (A), e pássaros, seres heterótrofos (B).
•	 quanto à presença de carioteca, os seres vivos são procariontes (sem carioteca) ou euca-
riontes (com carioteca);
 
©
6 
DR
 JE
RE
M
Y 
BU
RG
ES
S 
/ S
CI
EN
CE
 P
HO
TO
 LI
BR
AR
Y/
SP
L D
C 
/ L
at
in
st
oc
k
 
©
7 Alekcey / Shutterstock
Bactéria do gênero Rhizobium, ser procarionte (A), e cogumelos, organismos eucariontes (B).
•	 quanto à utilização do oxigênio, os seres vivos são aeróbios ou anaeróbios.
©
8 
Jo
ze
 M
au
ce
c 
/ S
hu
tt
er
st
oc
k
 
©
9 M
arcel Jancovic / Shutterstock 
Uma anêmona-do-mar, organismo aeróbio que utiliza o oxigênio da água para viver 
(A), e lombriga, organismo anaeróbio que vive no intestino humano (B).
A B
A B
A
B
PV
-1
4-
11
Citologia
9
Biologia
2. Células procarióticas
As células procarióticas são caracterizadas pela ausência de envoltório ao redor do material genético 
da célula (DNA), denominado carioteca ou envoltório nuclear, e pela ausência de organelas membra-
nosas no seu interior. São exemplos de células procarióticas as bactérias e as cianobactérias.
©
10 Dennis Kunkel M
icroscopy, Inc. / Visuals U
nlim
ited / Corbis / Corbis (DC) / Latinstoc
k
Bactérias Salmonelle typhimurium invandindo uma cultura de células humanas. Fotomicroscopia eletrônica 
de varredura. Coloração digital (A). Cianobactérias, células procarióticas fotossintetizantes (B). 
A. Organização	celular	procariótica
A célula procariótica apresenta uma organi-
zação celular bastante simples se comparada 
com a célula eucariótica.
Ribossomos
Plasmídeo
Parede celular
Cápsula
Membrana
plasmática
Material genético
(DNA)
Célula procariótica com as suas 
estruturas celulares
Separando o meio extracelular do meio intra-
celular, a célula procariótica apresenta a mem-
brana plasmática ou plasmalema, que contro-
la o trânsito de substâncias entre os meios de 
maneira seletiva (permeabilidade seletiva). 
Sua composição é lipoproteica, ou seja, é for-
mada por moléculas de lipídios e proteínas.
Recobrindo a membrana plasmática, existe 
um envoltório denominado parede celular, 
mais espesso e rígido, exercendo função de 
proteção. Sua composição química varia mui-
to entre as bactérias, no entanto, pode-se citar 
que é composta basicamente por peptideogli-
canos. Algumas bactérias apresentam, ainda, 
envolvendo a parede celular, uma cápsula que 
confere maior proteção à célula.
No meio intracelular, os ribossomos que 
participam da síntese de proteínas, são as 
únicas organelas da célula procariótica, não 
apresentando natureza membranosa, por 
isso se diz que células procarióticas não 
apresentam organelas membranosas.
O material genético (DNA) não é envolvido 
pela carioteca, ficando disperso pelo citoplas-
ma. A região ocupada por esse material gené-
tico é denominada nucleoide. As bactérias, 
além de apresentarem o DNA principal, po-
dem apresentar uma molécula de DNA menor, 
denominada plasmídeo. O plasmídeo pode 
conter genes que conferem resistência às bac-
térias contra antibióticos e pode