A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
54 pág.
Avaliação e Currículo - Resumo dos Temas 1 a 6

Pré-visualização | Página 6 de 17

tudo aquilo que 
sabemos. Você conhece bem esse modelo, já que é bastante utilizado na educação a 
distância e está dando certo. Justamente aí encontra-se um grande desafio, proposto 
a todos os docentes na contemporaneidade: construir um currículo que seja capaz de, 
ao mesmo tempo, proporcionar aprendizagens individuais e coletivas, únicas e 
múltiplas, inovadoras e recorrentes, num compasso acelerado que demanda escolhas 
subjetivas e complexas. 
Existirá algum dia esse docente? Essa escola? É o que tentaremos visualizar neste 
caderno. Não estaremos mais trabalhando o currículo com a metáfora da árvore, 
maciça e fixa, pregada num só lugar; mas sim a da rede rizomática, que demanda 
reflexão e ação contínuas e céleres, numa mistura cultural benéfica e qualitativa, ao 
mesmo tempo organizada e caótica. 
 
 
GOSTOU DO MATERIAL? Então não se esqueça de curtir! 
 
19 Anhanguera - Pedagogia – Avaliação e Currículo 
Memórias de professores – uma forma de ensinar e aprender 
Algumas práticas hoje convencionadas apropriadas para a aquisição da dita boa 
educação estão também repletas de senso comum, de experiências particulares e de 
conquistas de longo tempo, que se impregnam nas teorias e também na aplicação 
dessas teorias em sala de aula. Ninguém nasce, vive ou morre só. Todos adquirem 
conhecimento a partir do conhecimento de outra pessoa; esteja ela próximo, falando 
ao nosso ouvido; ou muito, muito distante, um século atrás. 
Daí que as perspectivas de aprender com o aprendizado do outro vêm ganhando 
espaço no ambiente escolar, com professores que relatam suas experiências em 
autobiografas elucidativas que ajudam a clarear o difuso reconhecimento de 
ser/estar professor pelo docente menos experiente. 
Algumas lembranças de nossos primeiros anos de escolaridade ficam marcadas em 
nossas memórias, bem como algumas atitudes e reações de professores da nossa 
formação que deixam marcas eternas em nossas ações docentes. 
Essas impressões ficam gravadas em nosso inconsciente e tendem a aflorar assim que 
nos vemos colocados em situações similares às nossas recordações. 
Desse modo, já que comumente passamos por esse tipo de experimentação das 
atitudes de outrem, podemos aproveitar essas reminiscências para aprender mais 
sobre como ser o docente que admiramos ou não ser o docente que nos traumatizou. 
Abordagem bibliográfica e a importância na formação do professor 
Várias teorias da contemporaneidade visualizam uma compreensão do trabalho 
docente como forma de investigação e aprendizado dos saberes necessários para o 
exercício dessa profissão, ou seja, caracterizam o professor como referência para o 
estudo e a reflexão sobre as práticas em sala de aula, que auxilia a formação na 
compreensão e apreensão dos requisitos necessários à capacitação para o exercício do 
magistério, tendo em vista a história pessoal, profissional e individual do docente 
experiente. 
Essas pesquisas auxiliam a formação e proporcionam o reconhecimento dos fatores 
responsáveis pela tomada de consciência e construção das representações docentes, 
servindo como instrumento pedagógico para apreensão do cotidiano escolar e das 
questões inerentes à profissão do magistério. 
Nesse sentido, novas competências e habilidades experienciadas por outros sujeitos 
podem servir de modelos para as mais variadas experiências, e assim por diante, num 
emaranhado de tempos e espaços que fazem possíveis as relações, formando fios de 
redes onde experiências possam gerar novas afetividades e o resgate de valores 
compartilhados, o que garantiria espaço de vivência e sensibilização. 
Será que a escola que queremos está muito longe de existir? Você consegue, a partir 
dos conhecimentos acima transmitidos, visualizar uma escola perfeita, em que não 
haja exclusão e na qual todos são tratados de forma igualitária e justa? Alguém pode 
 
 
GOSTOU DO MATERIAL? Então não se esqueça de curtir! 
 
20 Anhanguera - Pedagogia – Avaliação e Currículo 
querer falar para você que esse tipo de escola está longe de existir, mas pense comigo: 
se não começarmos agora, quando começaremos? Talvez pensando numa escola que, 
como a flor de Drummond, brote da dureza do asfalto, fique mais perto. Vamos 
começar a ‘romper o asfalto’ da preguiça e da indolência dentro do ambiente escolar, 
a fim de fazer a escola que queremos. 
Uma flor nasceu na rua! 
Passem de longe, bondes, ônibus, rio de aço do tráfego. 
Uma flor ainda desbotada ilude a polícia, rompe o asfalto. 
Façam completo silêncio, paralisem os negócios, garanto que uma flor nasceu. 
[...] 
É feia. Mas é uma flor. 
Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio. 
Trecho do poema A flor e a náusea, de Carlos Drummond de Andrade. 
 
 
Célere: que anda ou corre com rapidez, ligeiro, veloz. 
Dicotomia: divisão em dois. Oposição entre duas coisas. Divisão de um conceito em 
dois outros que abrangem toda a sua extensão. 
Dogma: ponto fundamental e indiscutível, máxima, preceito. 
Elucidar: explicar. Tornar claro. Fazer conhecer. Esclarecer. 
Estanque: bem tapado. Que não deixa sair e nem entrar [líquido]. Estancado. 
Pós-Modernidade: movimento mundial em que há predomínio do instantâneo, da 
perda de fronteiras, gerando a ideia de que o mundo está cada vez menor através do 
avanço da tecnologia. Estamos diante de um mundo virtual, imagem, som e texto em 
uma velocidade instantânea. As características da pós-modernidade podem ser 
resumidas em alguns pontos: propensão a se deixar dominar pela imaginação das 
mídias eletrônicas; colonização do seu universo pelos mercados (econômico, político, 
cultural e social); celebração do consumo como expressão pessoal; pluralidade 
cultural; polarização social devido aos distanciamentos acrescidos pelos 
rendimentos; falências das metanarrativas emancipadoras como aquelas propostas 
pela Revolução Francesa: liberdade, igualdade e fraternidade. 
 
 
GOSTOU DO MATERIAL? Então não se esqueça de curtir! 
 
21 Anhanguera - Pedagogia – Avaliação e Currículo 
Receptáculo: lugar onde se reúnem coisas provenientes de diferentes origens. Lugar 
que serve de abrigo. 
Rizoma: de acordo com o filósofo Joseph Vogl (2012), rizoma é um conceito-chave da 
filosofia moderna, que testa a capacidade da inteligência de encontrar começo num 
labirinto sem fim. Esse labirinto é uma estrutura de passagens, sem centro nem 
periferia. É um sistema composto, apenas, de passagens e desvios, mas jamais em 
linhas retas e diretas. O conceito de rizoma se entrelaça com o conceito de hipertexto. 
Na internet, os links funcionam como botões de acesso a outros textos que estão 
interligados por meio dos mesmos, o hipertexto. Essa relação se dá da seguinte forma: 
se os rizomas se caracterizam como sendo labirintos sem começo nem fim, sistemas 
de passagens e desvios que não possuem linearidade, dessa maneira também 
acontece com o hipertexto. 
Reminiscência: faculdade de reter e reproduzir conhecimentos adquiridos. 
Lembrança vaga e quase apagada. Coisa que se guardou na memória 
inconscientemente. 
Tessitura: organização, contexto. 
 
Tema 3 
O Currículo, a Democracia e as Tecnologias Digitais 
Neste capítulo, você encontrará alguns conceitos e reflexões sobre as mudanças que 
o currículo vem sofrendo a partir das novas abordagens utilizadas para organização 
do trabalho escolar, ou seja, compreenderá como os conhecimentos chegam até os 
jovens e como estes são persuadidos a encontrar, acumular e gerir informações 
provenientes de disciplinas produzidas e sancionadas como cultura elevada, em 
desrespeito à democracia social. 
Dessa forma, para podermos pensar em democracia social, precisamos pensar na 
relação de currículo com democracia, já que o desenvolvimento da teoria e da prática 
utilizados nessa relação tende (e deve) preparar para o exercício da cidadania e da 
práxis nas reflexões sobre o assunto. 
Esse não é um assunto novo e nem se encontra esgotado, sendo capaz