Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Atlas de Lâminas - Histologia Cardiovascular

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sistema Cardiovascular Fláuber Sousa - Med - 79 – UFCG 
Histologia – Atlas 
Lâmina D1 – Embrião - Coração 
• Observa-se corte transversal do 
coração e seus dois átrios com a 
divisão pelo septum primarium e 
com a abertura entre eles que 
chamamos de Forame Oval. 
• No átrio podemos observar células 
sanguíneas fetais, as quais, grande 
parte, ainda possuem núcleos. 
Sendo assim, podemos nomeá-las 
por: 
o Proeritroblasto; 
o Eritroblasto Basófilo; 
o Eritroblasto Policromático; 
o Eritroblasto Ortocromático.
Lâmina 38 – Coração 
• Adventícia ou epicárdio 
• Miocárdio ou túnica média dos 
ventrículos 
• Miocárdio ou túnica média dos 
átrios 
• Válvula cardíaca 
• Endocárdio 
• Vasa Vasorum 
As fibras do miocárdio do átrio 
possuem espaços na lâmina, enquanto 
que as fibras do miocárdio do 
ventrículo são bem próximas e mais 
organizadas. 
É possível observar na lâmina uma 
valva cardíaca que possui o mesmo 
revestimento interno do coração, ou seja, 
endocárdio – Epitélio Simples 
Pavimentoso. 
 O coração possui 3 túnicas: 
1. Endocárdio (túnica íntima) – mais interna e possui Epitélio Simples Pavimentoso 
2. Miocárdio (túnica média) – Tecido Muscular Estriado Cardíaco 
3. Epicárdio (túnica adventícia) – Epitélio Simples Pavimentoso 
A válvula cardíaca faz parte do esqueleto fibroso do coração e possui o mesmo epitélio de 
revestimento interno do coração- endocárdio – epitélio simples pavimentoso. 
 
 
 
 
 
 
 
Lâmina 69 – Aorta – Coloração Especial 
 A aorta é um vaso de grande calibre, 
então podemos nomeá-la de Artéria Elástica, 
pois possuirá muitas fibras elásticas na sua 
túnica média. Camadas da aorta: 
1. Túnica Íntima – possui endotélio 
(Epitélio Simples Pavimentoso) e 
fibra elástica interna com lâmina 
própria que fazem parte do 
subendotélio; 
2. Túnica Média – possui fibras 
musculares, mas com muita 
concentração de fibras elásticas 
associadas, assim como colágeno do 
tipo III 
3. Túnica Adventícia – mais externa e é rica 
em colágeno do tipo I, além disso possui vasa 
vasorum, que são vasos que irrigam a aorta. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lâmina 12 – Fígado 
 O fígado se divide em lobos hepáticos e 
dentro de cada lobo existe lóbulos que são formados 
por estruturas semelhantes a pentágonos e 
assemelham a colmeias quando se organizam. 
Cada vértice do pentágono possui Tríade que 
também podem ser chamados de Espaço Porta. 
Essa estrutura sempre possui: 
1. Ducto Biliar 
2. Arteríola – Epitélio Simples Pavimentoso com 
núcleos voltados para o centro 
3. Vênula – Epitélio Simples Pavimentoso 
No meio do pentágono existe uma Veia Central 
Lobular que se conecta com o vértice a partir de 
capilares Sinusoides. 
 
 
 
 
Os capilares sinusoides são vistos na 
lâmina como espações em brancos que, 
geralmente, estão formando várias linhas em 
paralelo. 
Os Hepatócitos são as células que formam o 
parênquima do fígado. Os hepatócitos se 
organizam em cordões. Os seus núcleos são 
bem arredondados. 
As Células de Kupffer fazem parte da 
linhagem dos monócitos e podem ser 
consideradas os macrófagos do fígado, ou seja, 
células de Kupffer são as células de defesa do 
fígado e se originaram dos monócitos. Essas 
células ficam próximas aos capilares sinusoides 
e possuem o núcleo mais escuro. 
 
Lâmina de Esfregaço Sanguíneo 
 Podemos ver diversas hemácias pouco coradas e algumas células sanguíneas como: 
• Monócitos – Possuem o núcleo em formato de feijão ou rim 
• Plaquetas – São muito pequenas e se assemelham a sujeiras na lâmina 
• Neutrófilos – Possuem de 3 a 7 bastões 
• Linfócitos – São uniformemente corados 
• Eosinófilos – Possuem dois bastões ligados com um filete de sustentação. E seus 
bastões se assemelham a fones de ouvido 
• Basófilos – São bem corados, mas percebemos a presença de grânulos no seu interior. 
Eles também podem possuir dois bastões com formato de S.