A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
FISIOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 3

1 Valéria Santos- FISIOLOGIA – NP1 
HISTÓRIA - FILOSOFOS 
A fisiologia é a ciência que estuda o funcionamento normal 
(homeostasia) do corpo humano. 
PHYSIS = Natureza (física, fisiologia) 
Física – funcionamento do universo. 
Fisiologia – funcionamento dos seres vivos. 
Hematose- transformação do sangue venoso em arterial, por 
meio de oxigenação nos pulmões. 
Pré-Socráticos – primeiro pensador grego. 
• Hipócrates - Chegou na teoria que o corpo era formado por 
quadro humores líquidos, se algum desse quatro humores 
não estivesse bem o individuo estaria doente. sangue, 
fleuma, bílis amarela e bílis negra. 
• Claudius Galeno – médico dos gladiadores – descobriu que 
o organismo apresenta três órgãos vitais e que lesões ou 
falta de funcionamento, compromete a vida dos indivíduos, 
conheceu as estruturas: coração, fígado e encéfalo. – PAI 
dA FISIOLOGIA e herdeiro da ciência grega. 
• Neurônios armazenam as informações, se eventualmente 
morre um neurônio ele não é substituído. 
• Células realizam as funções 
• Willian Harvey: Descobriu a circulação do sangue pelo 
organismo, sabia que o coração bombeava o sangue para 
dentro dos vasos e distribuía pelo o organismo. 
• Meio interno: Toda parte interna do organismo, pode 
aplicar isso em cada célula, as células realizam as 
funções, cada célula trabalha para manter o meio 
interno preservado (homeostasia). Ex.: A membrana 
plasmática isola o meio interno e o meio extracelular. 
• Walter Cannon: Criou o conceito homeostasia. 
• Feedback: É um retorno que o organismo da com as 
ações que acontece com ele. As células trabalham 
com esse mecanismo de feedback, ela faz uma ação e 
o corpo da uma resposta. 
Ex.: Se estiver frio, o corpo responde levando sangue 
para os órgãos mais profundos. 
FISIOLOGIA – CAMPOS DA FISIOLOGIA 
Eletrofisiologia: eletricidade que a célula desenvolve, estuda 
eletricidade da célula e tecidos. 
Neurofisiologia: estuda o funcionamento do sistema nervoso. Se 
utiliza muito da eletrofisiologia. 
Fisiologia celular ou biologia celular: Estuda o funcionamento 
das células. 
Ecofisiologia: meio ambiente. 
Fisiologia do exercício: estuda os movimentos, parte motora do 
corpo. 
• Nódulo sinusal - gera estímulos elétricos que 
percorrem no musculo do coração que faz o coração 
contrair e bater 75vezes/min.( É o próprio marca 
passo do coração). (tecido nervoso) 
 
• Batimento cardíaco normal 75 vezes/min, e em 
repouso 60 a 70/min 
CORPO DIVIDIDO EM NIVEIS 
Homeostasia: manutenção do equilíbrio interno do corpo 
humano, independente das oscilações do meio externo. 
 
• Quem da função ao nosso corpo são as células. 
 
CÉLULA: é a menor unidade viva, estrutural e 
funcional dos seres vivos. 
• RESPIRAÇÃO CELULAR: Realiza reciclagem de energia 
converte energia dos nutrientes em ATP. 
• REPRODUÇÃO: capacidade de se proliferar e deixar 
descendentes (células- filhas). 
• AUTO - REGULAÇÃO: selecionar a entrada e a saída 
de substâncias (capacidade de controlar a entrada e a 
saída de substâncias através da membrana 
plasmática). 
 
TECIDOS: Conjunto de célula, são formados pela 
interação entre as células. 
 
• TECIDO EPITELIAL: função de revestimento externo e 
interno dos órgãos. 
Secreção: são glândulas que produz substância, 
secretando para o lado de fora daquela célula. 
• TECIDO CONJUNTIVO: Preenchimento, sustentação, 
aquecimento, nutrição. 
SANGUE = Tecido conjuntivo hematopoiético. 
• TECIDO MUSCULAR: Movimento voluntários (e 
involuntários (coração). 
• TECIDO NERVOSO: Controla todas as funções 
orgânicas: conscientes e inconscientes. 
 
ORGÃOS: São formados pela interação dos 
diferentes tecidos, e agora podem realizar funções 
mais complexas. 
 
SISTEMAS: Conjunto de órgãos que trabalham de 
maneira integrada para realizar uma ou mais funções. 
 
Aparelho: mais de um sistema trabalhando juntos. 
 
ORGANISMO: Conjunto de sistemas que juntos 
mantem o funcionamento do corpo. 
 
➢ Células, tecidos, órgãos, sistemas, 
organismo. 
 
 ATOMO: Menor partícula indivisível da matéria. São 
eternos no universo e se combinam (iguais ou 
diferentes) para formar diferentes moléculas. 
 
➢ A célula é formada por moléculas. 
 
 
 
2 Valéria Santos- FISIOLOGIA – NP1 
MEMBRANA PLASMATICA 
Revestimento, proteção e permeabilidade seletiva- 
Regula o que entra e sai da célula. 
Bicamada de fosfolipídios (gordura formando a 
parede dela). Forma uma barreira entre a célula, 
para não trocar substância entre o meio 
intracelular para o meio extracelular. 
• 70 – 80% água 
• Proteína transportadora: São estruturas 
proteicas presentes na membrana plasmática 
que funcionam como um canal (porta) de 
entrada e saída de substâncias. (Dentro da célula 
tem glicose, proteínas, íons, essas substâncias 
entram e saem através da proteína 
transportadora.) 
• O transporte passivo consegue passar pela a 
bicamada de fosfolipídios: Difusão simples passa 
CO² O² + substancia lipossolúveis (se dissolve em 
gordura e passa) + substancia hidrofóbicas ( fobia 
a agua, consegue atravessar para dentro da 
membrana ou lado de fora). Depois que a célula 
utiliza o oxigênio ela precisa jogar para fora o 
CO²., saindo da membrana plasmática. 
• Cada proteína transportadora recebe um nome. 
Ex. GLUT+4, recebe somente a glicose 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TIPOS DE TRANSPORTE ATRAVÉS DA 
MEMBRANA PLASMÁTICA. 
TRANSPORTE PASSIVO: 
• Não há gasto de energia ATP 
• Difusão simples - Realizado por moléculas que 
atravessam diretamente pela camada bicamada 
de fosfolipídios. 
• Difusão facilitada: Tipo de transporte realizado 
por moléculas que entram e saem da célula 
utilizando proteínas transportadoras, porem não 
gasta energia. Ex. glicose. 
Cada proteína utiliza apenas um tipo de 
molécula, é como chave e fechadura. Cada 
proteína transportadora recebe um nome. Ex. 
GLUT+4, rece be somente a glicose; proteína 
aquaporina recebe apenas água, aquaporina é 
uma proteína transportadora especifica para 
agua. Nenhum dos dois consomem energia. 
• Osmose: Realizado em poucos momentos nos 
sistemas biológicos. Necessário meios 
hiper/hipotônicos. alta concentração de sal 
dentro e baixa concentração fora, ou vise versa. 
 
TRANSPORTE ATIVO 
 
• Há gasto de ATP 
• só consegue entrar, utilizando uma 
proteína transportadora, que gasta 
energia Ex.: bomba de sódio e potássio, 
ions K+ NA+ 
 
 
 
 
 
FUNCIONAMENTO DAS PROTEINAS 
 
 
3 Valéria Santos- FISIOLOGIA – NP1 
Explicação: Todas as vezes que nos alimentamos, o 
estomago digere, para o intestino delgado absorver esses 
nutrientes, libera micronutriente que é a glicose, após 
alimentar a taxa de glicose sobe, a glicose não pode ficar 
alta no sangue, então, precisa levar para célula, a célula 
não passa pelo GLUT-4 porque ela esta fechada, precisa 
de outra molécula que faz a abertura do GLUT4, utilizando 
a INSULINA, o pâncreas percebe o aumento da glicose que 
ativa a célula BETA, que produz um hormônio chamado 
INSULINA, a insulina cai no sangue e se espalha pelo 
corpo todo, a insulina entra na sua proteína especifica 
ENPP1, após entrar pelo seu receptor ela esta dentro da 
célula, ela vai ser fosforilada, que se liga com outra 
proteína IRS que forma um complexo IRS + insulina, essa 
estrutura vai ate o GLUT4 e abre, que permite a entrada 
da glicose. Se tiver muita glicose, as células vão estocar a 
glicose transformando em uma molécula chamada 
glicogênio, que armazena no fígado e músculo. 
 
 
Se tiver muita glicose, as células vão estocar a glicose 
transformando em uma molécula chamada glicogênio, 
que armazena no fígado e músculo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GLICOSE BAIXA NO SANGUE 
É importante guardar o glicogênio, para consumir quando 
estiver horas sem comer a pessoa pode ficar com 
hipoglicemia. Mas guardou a glicose no fígado e músculo, 
com isso, podemos utilizar o glicogênio quebrando em 
glicose e liberando no sangue. Então o pâncreas percebe a 
glicose baixa