A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
MIP NP1

Pré-visualização | Página 1 de 4

1 Valéria Santos – MIP- NP1 
 MICROBIOLOGIA 
Estudo dos microrganismos, bactérias, fungos, vírus, 
protozoários. 
Os organismos vivos são classificados e agrupados de 
acordo com suas características semelhantes. 
• Bactérias- reino monera - seres que tem a 
mesma característica e agrupados da mesma 
forma. 
• A importância para o reconhecimento desses 
microrganismos é para saber a medida a ser 
adotada para o tratamento das doenças 
• Antibiótico só para infecção bacteriana, identifica 
pelos sintomas e exames. 
 
( digitado é itálico e manuscrito é sublinhado.) 
 
 Trypanosoma cruzi 
 
 Gênero espécie 
 
Se não reconhece a espécie coloca sp (minúsculo) 
Ex: Trypanosoma sp 
 
• Trypanosoma cruzi – Protozoário - é um agente 
etiológico causador da doença de chagas, o 
barbeiro é vetor da doença. 
• Candida albicans é um fungo, existe vários tipos 
de espécie. 
 
• A maioria dos microrganismos não causa doença, 
somente 3%. 
• 87% Saprófitas- realiza um processo saprobiose 
(decomposição) plantas, animais, cadáveres 
realizado pelas bactérias e fungos. 
• 10% são oportunistas, Ex.: cândida albicans 
 
HISTÓRIA DA MICROBIOLOGIA 
TEORIA ABIOGÊNESE OU GERAÇÃO ESPONTÂNEA 
 Pesquisadores acreditavam que de uma matéria 
inanimada (material que não tem vida. Ex. 
camisola) poderiam surgir organismos vivos. 
TEORIA BIOGÊNESE 
 Outros cientistas acreditavam que células vivas 
poderiam surgir a partir de células vivas pré-
existentes.( a vida só surge através de uma célula 
pré- existente) 
TEORIA CELULAR 1665 
 Robert Hooke : DESCOBERTA DAS CÉLULAS 
 Antoni Van Leeuwenhoek - Microorganimos 
 Francesco Redi- surgimento de larvas através de 
ovos 
 John Needham- Surgimento espontâneo, 
fervura de caldo e surgimentos de 
microrganismos 
 Lazzaro Spallanzani 
Surgimento através de microrganismos no ar 
Fechamento do frasco e depois a fervura – sem 
microrganismos 
 Spallanzani + Antoine Lavoisier - Ar e vida 
 Rudolf Virchow - Conceito de Biogênese 
 Louis Pasteur 
Pasteurização 
Fermentação 
Imunização 
 
Fermentação: transformação de uma substância 
em outra ausência de ar a partir da glicose. 
 
Pasteurização: determinada substância passa 
por uma temperatura muito elevada (75°C), 
depois ela é resfriada rapidamente, esse 
processo elimina 100% dos microrganismos, 
impedindo a contaminação, utilizado 
principalmente nas indústrias alimentícias. 
 
BACTÉRIAS 
Reino monera: unicelulares, procariontes, reprodução 
assexuada por fissão binaria ou cissiparidade, reprodução 
sexuada por conjugação. 
As bactérias se reproduzem de duas formas, assexuadas e 
sexuadas. 
Obs.: existe bactéria doadoras e receptoras 
ASSEXUADA 
• Assexuada por fissão binaria ou cissiparidade: é uma 
bactéria que se divide geneticamente idênticas e da 
origem a outra bactéria. 
A forma mais comum de reprodução bactéria é 
assexuada 
 
2 Valéria Santos – MIP- NP1 
Mesossomos: é onde se inicia a divisão da bactéria na 
célula. 
SEXUADA 
• Sexuada: Existe a troca de material genético, elas não 
são idênticas tem 50% da característica uma da outra. 
 
 
 
Quando existe troca de material genético (sexuada), 
o organismo sempre vai ser mais resistente. 
 
• Existe reprodução sexuada por conjugação, 
transformação, transdução. 
CONJUGAÇÃO 
Pedaços de DNA de uma bactéria doadora que passa para 
uma receptora, isso acontece através do pili, que significa 
pelo, ele auxilia na aderença uma na outra para a troca do 
material genético 
TRANSFORMAÇÃO BACTERIANA 
As bactérias vão absorver e incorporar o material genético 
fragmentado que esta disperso no meio ambiente. 
Ex: A bactéria tem seu próprio material genético, ela 
entra em um meio com fragmentos de outro material 
genético, ela absorve esse material e vira uma bactéria 
transformada, pois esse material absorvido não era dela, 
por isso se transformou. 
 
 
 
TRANSDUÇÃO 
O Vírus bacteriófago, insere o material genético dele na 
célula doadora, sai dessa célula levando o DNA dele e da 
célula doadora, vai para outra célula receptora e assim 
vira a transdução com 3 materiais genéticos diferentes 
( Vírus, doadora e receptora) 
 
EUCARIOTE E PROCARIONTE. 
Eucarionte é uma célula mais complexa. 
A célula animal não tem parece celular, mas outras células 
podem ter a parede celular como por exemplo a célula 
vegetal. 
Procarionte é mais simples, célula bacteriana. 
CITOLOGIA E FISIOLOGIA BACTERIANA 
➢ Bactérias envelopadas: pode ser composto de 
até três camadas; diferencia por conta da parede 
celular. (função de proteção e separação entre 
o ambiente externo.) 
➢ Gram é um método de coloração que utiliza no 
laboratório, para identificar o tipo de bactéria 
pela cor apresentada define em GRAM – ou 
GRAM +. 
➢ A PAREDE CELULAR das GRAM – e GRAM + é 
composta por uma substancia chamada 
PEPTINOGLICANO OU MUREINA 
• BACTÉRIAS GRAM-NEGATIVAS (MAIS 
RESISTENTES): 
• Parede mais fina; 
• É mais resistente por causa dos TRÊS 
ENVOLTÓRIOS. 
 Três envoltórios/camadas: membrana externa, 
parede celular e membrana citoplasmática. 
 Tem uma substância chamada de cápsula ou 
glicocálix que confere proteção a essa bactéria, 
proteção contra antibiótico. 
 Membrana externa composta por LPS 
(LIpopolissacarideo ) ou endotoxina – prejudicial 
quando a bactéria morre, pois ela libera na 
membrana externa dela. 
 O que compõem a PAREDE CELULAR das gram – 
e gram + é uma substancia chamada 
peptinoglicano ou mureina, 
BACTÉRIAS GRAM + (POSITIVA) (NÃO TEM 
MEMBRANA EXTERNA); 
50% 50% 
 
3 Valéria Santos – MIP- NP1 
• Parede celular mais grossa 
• parede celular – peptidoglicano + ácido teicoico; 
• membrana citoplasmática; 
• Tem uma substância chamada de cápsula ou 
glicocálix que confere proteção a essa bactéria, 
proteção contra antibiótico. 
 Bactérias Gram positiva, libera da própria 
bactéria EXODOXINAS. 
PAREDE CELULAR 
➢ Estrutura rígida que circula a membrana 
citoplasmática é presente na maioria das 
bactérias; 
• Composta de uma camada de PEPTIDOGLICANO 
que define a bactéria em: 
✓ Gram + (camada mais espessa dessa substância 
+ ácido teicoico) – 90% (aderência); 
As GRAM-POSITIVAS coram-se de azul escuro, 
violeta ou roxo (geralmente a forma é de cocos) 
✓ Gram – (camada mais fina dessa substância) e 
mais três componentes (LPS - endotoxina) – 
patogenicidade. 
✓ As GRAM-NEGATIVAS coram-se de rosa ou 
vermelho (bacilos); 
 MICOPLASMAS 
• Menor do que as outras bactérias. 
• Provocam infecção no trato urinário ou genital. 
• Tem apenas uma membrana citoplasmática, que 
é resistente a pressão osmótica. 
• Não possui membrana externa 
• Não possui parede celular. 
Significado osmótica: A osmose é o movimento de água 
através de uma membrana semipermeável ocasionado por 
diferenças na pressão osmótica; é um fator importante na vida 
das células. 
MICOBACTÉRIAS OU BAAR 
• Bactéria resistente a descoloração. 
• Resistência a antibiótico 
• Uma forma de identificar essa bactéria, é pela 
resistência a descoloração. 
Ex: Mycobacterium tuberculosis- tuberculose 
(resistente a antibiótico). 
Mycobacterium leprae – hanseníase. 
 
 
 
PILI OU FÍMBRIAS: 
Dão aderência ao microrganismo. Dividem-se em : 
✓ Pili comuns: aderência as células hospedeiras; 
adere a uma célula para provocar infecção. 
✓ Pili sexuais: fixação das células doadoras e 
receptoras na conjugação bacteriana. Troca- se 
material genético para se reproduzir. 
FLAGELOS 
• Nem todas bactérias têm flagelos. 
• Serve para locomover. 
CITOPLASMA: 
• material dentro da membrana citoplasmática; 
➢ Citoplasma: 
• material dentro da membrana 
citoplasmática; 
• 90% de água; 
• nucleóide; 
• ribossomos 
• Nucleóide: possui uma única molécula de DNA, 
um único cromossomo e plasmídeos, que 
destroem as moléculas de antibióticos 
(antibióticos). 
• Ribossomos: realizam