A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
apresentcao Aula 1 GE

Pré-visualização | Página 1 de 1

Introdução a Falhas Geologicas
Conceitos de Falhas
Caraterísticas das falhas
Classificação de falhas
Tipos de falhas
Introdução
Devido aos movimentos contínuo causados pelas placas tectónicas, originam-se as deformações, deformações essas que são resultados das variações de forma ou de volume, quando são sujeita a ação de pressão, tensão e mudança de temperatura, no entanto, as deformações são compreendidas em dois tipos de comportamentos: Dúctil e Frágil.
Comportamento Dúctil- é quando as deformações são sujeitas a temperaturas e pressões elevadas tendendo-se a dobrar sem fraturarem, originando as dobras.
Comportamento Frágil- é quando as deformações são sujeitas a temperaturas e pressões baixas tendem a fratura-se originando as falhas.
Introdução 
 
Convergente- Ocorre quando duas placas movem se na mesma direção, originando as dobras. No entanto, o seu mecanismo de acionamento é dado por tensão de compreensão. Ex: Montanhas.
Divergente- Consiste no distanciamento entre duas placas, originando as falhas. No entanto, o seu mecanismo de acionamento é por distensão;
Transformante- ocorre quando as placas deslizam uma da outra, sendo que o seu mecanismo de acionamento e por cisalhamento, onde as forcas atuam em sentido oposto de forma horizontal.
 Movimentos das placas tectónicas:
 
3
Conceito de falha Geológica
A falha geológica é a cisão ou ruptura de uma rocha ou bloco rochoso ao longo de sua estrutura, dividindo esta em duas compartimentações que se deslocam vertical ou horizontalmente, apresentando uma diferença residual que varia de centímetros a quilômetros. Sua ocorrência é mais evidente em áreas de instabilidade tectônica, mas também pode manifestar-se em outras regiões.
A falha geológica - é deformação descontínua que ocorre quando o limite de plasticidade do material rochoso é ultrapassado, verificando-se a fratura das rocha, acompanhada pelo deslocamento dos blocos fraturados um em relação ao outro. Resultam de tensões compressivas, distensivas ou de cisalhamento quando as rochas manifestam um comportamento frágil.
As principais causas das falhas
As causas das falhas geológicas são duas: processos atectônicos ou externos e processos tectônicos ou internos. O primeiro caso, mais raro, ocorre quando algum acontecimento acima da superfície provoca a fissura dos corpos rochosos, como o desabamento de uma camada montanhosa ou encosta, trazendo impactos sobre as rochas que se rompem. Já os processos tectônicos são mais comuns para originar as falhas e ocorrem quando as forças de movimentação das placas tectónicas acumulam-se a ponto de superarem a capacidade de resistência e coesão das rochas, fazendo com que elas gradativamente se rompam e movimentem-se. É um processo relativamente lento e de difícil visualização direta.
Caraterísticas das falhas
Uma falha geológica é uma fratura nos materiais rochosos de um lugar determinado, através da qual é produzido o deslocamento dos blocos. Normalmente, origina-se por esforços de distensão distinção em uma zona da crosta, embora também possam ser produzidas falhas por compressão ou por cisalhamento.
Em geral, a produção ou não de uma falha depende, em última instância, da natureza das rochas que configuram um terreno e, concretamente, de seu limite de plasticidade. Se o esforço não for muito intenso, e/ou o limite de plasticidade das rochas for elevado, será mais provável a produção de uma dobra. Pelo contrário, diante de esforços muito intensos e/ou rochas com baixa plasticidade, é indubitável que será formada uma falha.
As falhas são fáceis de reconhecer nos taludes ou nos cortes de terreno, ou quando são visíveis os estratos dos blocos com falha. É mais complexo reconhecer as falhas na superfície, onde não existe um corte que deixe visíveis os estratos, ou onde a superfície falhada sofreu erosão, eliminando-se o desnível entre os blocos. Nesse caso, costuma existir um dado importante que revela a existência de uma falha: a mudança na vegetação.
Elementos geométrico de uma Falha 
Elementos geométrico de uma Falha 
Tipos e classificação das falhas 
Conforme a classificação baseada no comportamento e especificação das falhas, existem três tipos de falhas geológicas: a normal, a inversa e a transcorrente.
1. Falha Normal – quando o teto desce relativamente ao muro. É resultado de forças distensivas. 
Tipos e classificação das falhas 
2. Falha Inversa– quando o teto sobe relativamente ao muro. É resultado de forças compressivas. 
Tipos e classificação das falhas 
3. Falha transcorrente.– quando os blocos se deslocam horizontalmente. É resultado de forças de cisalhamento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.