A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Exsudatos inflamatórios - Tipos de inflamação

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fluido extravascular com alto
teor de proteínas séricas e
leucócitos, produzido como
reação a danos nos tecidos e
vasos sanguíneos.
Consequência do aumento da
permeabilidade vascular e de
vasodilatação, principalmente
na inflamação aguda
- Alto teor aquoso,
- Apresenta baixa quantidade
de proteínas e leucócitos
- As primeiras fases de quase
todas as inflamações são
constituídas por acúmulo de
líquido nos interstícios.
EX: No início de um resfriado
apresentamos uma secreção
serosa (nariz pingando), e com
o decorrer do tempo, se evoluir
para uma gripe, teremos uma
secreção serofibrinosa.
Exsudato com grande
quantidade de proteínas
plasmáticas, inclusive
fibrinogênio
Se caracteriza pela saída dos
vasos de grande quantidade de
fibrinogênio, o qual polimeriza
e dá origem a fibrina nos
tecidos, principalmente em
superfícies e cavidades.
São filamentosas,
esbranquiçadas e elásticas.
Geram aderências.
EX: nas mucosas (difteria);
no pulmão (pneumonia lobar);
nas serosas (pleura,
pericárdio).
Exsudato constituído por
leucócitos, principalmente
neutrófilos em abundância, com
menor quantidade
líquido e fibrina. Isso constui
o:
PUS (desde mais fluido até
mais pastoso)
Os neutrófilos vão morrendo
por mecanismos como apoptose.
Possuem vida média de 24
horas.
Esses leucócitos em processo de
detruição são chamados de
piócitos.
• Abscesso
É o acúmulo de pus num espaço
criado pela destruição de
tecidos.
Os leucócitos
polimorfonucleares liberam
enzimas proteolíticas que
digerem o tecido lesado.
Exsudatos 
inflamatórios
Definição
Serosa
Fibrinosa
Purulenta
• Flegmão
É uma grande coleção de pus
não encapsulada a qual se
estende e se espalha sem uma
boa delimitação.
Se forma entre camadas de
tecidos, como uma
submucosa, subserosa e o
subcutâneo.
• Empiema
É a coleção de pus em
cavidades já formadas como
a pleura, vesícula biliar,
útero, etc.
As inflamações purulentas
são produzidas quase que
exclusivamente por bactérias,
especialmente os estáfilo e
estreptococos (bactérias
piogênicas).
Se caracteriza pela presença
de hemácias nos exsudatos
serosos, fibrinosos ou
purulentos causada por uma
grave lesão vascular.
- Secundária
Exemplos: bacilo do
carbúnculo
Se caracteriza pela presença
marcante de tecido necrótico de
vários padrões, muitas vezes
acompanhada de pus, fibrina, e
hemorragia.
Exemplos: pneumonia
gangrenosa, enterite por
salmonela, etc.
Quando os tecidos inflamados e
necrosados sofrem a ação de
agentes exógenos, quase sempre
consequência e agravamento de
inflamações do tipo necrosante,
em partes do organismo que se
comunicam com o exterior
(contato com ambiente
contaminado)
Exsudatos 
inflamatórios
Hemorrágica
Necrotica

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.