A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Sistema endócrino; Gônadas masculinas e femininas; fertilização; sistema urinário; Sistema nervoso

Pré-visualização | Página 1 de 9

1Valéria Santos
INTRODUÇÃO DO SISTEMA ENDÓCRINO
O sistema endócrino é responsável por hormônios para
regular os órgãos e tecidos.
 A fisiologia é o estudo das regulações do nosso
corpo.
 A fisiologia do sistema endócrino, Ex.:
DIABETES MELITUS - falta do hormônio insulina
HIPERTIREOIDISMO- hormônio em excesso -
metabolismo acelerado.
INFERTILIDADE – distúrbio dos hormônios.
TIPOS DE GLÂNDULAS
 Epitélio e o tecido conjuntivo formam um ducto e se
prolifera para o tecido conjuntivo formando a glândula
ENDOCRINA e EXÓCRINA
 Exócrina: Possuem ducto e a secreção é lançada em
cavidade ou na superfície do corpo. Ex.: glândulas
sebáceas, glândulas sudoríparas, são liberadas para o
epitélio.
 Endócrina: Localizada no tecido conjuntivo, não
possui ducto e a secreção é lançada na corrente
sanguínea. PRODUZ O HORMÔNIO
Ex.: Glândula Cordonal: quando produz vai direto
para a corrente sanguínea - Ex.: Pâncreas
Glândula folicular ou vesicular: capacidade de
armazenar o que está produzindo. Ex.: Tireoide.
 Os hormônios são secretados por glândulas ou
células endócrinas na corrente sanguínea. Apenas
células-alvo com receptores para o hormônio
responderem ao sinal. (Célula alvo é o que tem
receptor para aquele hormônio).
 Um único hormônio pode atuar em múltiplos
tecidos o que diferencia é o receptor daquele
hormônio.
 os efeitos podem ser diferentes dependendo
do tecido que ele está atingindo.
 Os efeitos podem variar diferentes estágios do
desenvolvimento. Ex.: Hormônio de
crescimento. (pode ter um hormônio e quando
tiver dois anos de idade ele vai gerar uma
resposta).
 Um hormônio pode agir em uma célula
particular. Ex.: glândulas femininas hormônios
específicos para produzir óvulos.
 Os hormônios são mensageiros químicos,
secretados para o sangue por células epiteliais
especializadas.
 GH age em toda célula do tecido na fase de
crescimento.
 Existe três tipos de hormônios: Polipeptídicos,
esteroides e amínicos
 Os receptores sempre estarão na membrana
plasmática da célula. O reconhecimento já
acontece na parte externa da célula.
POLIPEPT ÍDICOS
 produzidos hipófise, pâncreas, tireoide
 Polipeptídicos é hormônio a base de proteínas.
(vários polipeptídicos)
 A formação do DNA é transcrita em RNA mensageiro
virando uma proteína.
 Os hormônios polipeptídicos são produzidos através
do DNA > RNAm > processamento> proteína.
Ex.: Gene da insulina é transcrito em RNAM que vira a
proteína – Esse processo só funciona em hormônios a
base de proteína.
 O gene insulina vira RNAm que é encaminhado para o
reticulo endoplasmático rugoso sendo convertido em
 pré-pró-hormônio em forma inativa porque possui
duas extremidades ao ir para o complexo de Golgi as
duas extremidades saem ativando a insulina.
 A insulina vai estar na vesícula no complexo de Golgi
que se abre sendo expulsa para o exterior.
2Valéria Santos
 Os hormônios Polipeptídicos são lipofóbicos (rejeição
a gordura).
 Os receptores servem para o hormônio ingressar na
célula já que ele é lipofóbicos.
ESTEROIDES
Onde tem hormônios esteroides: Cortex adrenal, ovário,
testículos, placenta.
 São liposoluveis, secretados e não armazenados
 A maioria dos esteroides são produzidos no cortex da
glandula supra renal (adrenal)
 Se liga em proteínas transportadoras.
 Os hormônios esteroides não precisa de receptores
porem precisa que as proteínas os carreguem até o
destino.
 Apenas uma porcentagem dos esteroides são
absorvidos pelas células receptoras
AMÍNICOS
 Podem estar na tireoide ou medula da adrenal.
 A medula e córtex adrenal produz hormônios
diferentes.
 A medula tem a produção de hormônios armênicos
produzidos por dois tipos de aminoácidos tirosina ou
triptofano, a maioria é por tirosina. Ex.: tireoide - 2
tirosinas e 1 molécula de iodo.
Diferentes da quantidade de moléculas
FEEDBACK NEGATIVO
Recebe um estimulo que gera uma resposta, a resposta
gera um segundo estimulo que bloqueia o primeiro
estimulo.
EX.1: Se a glicose esta com alta concentração no
sangue, a glicose estimula o pâncreas a produzir
insulina, a insulina cai na corrente sanguínea onde
atinge o tecido alvo, esse tecido absorve a glicose
reduzindo a taxa de glicose no sangue.
Ex.2 :Se a temperatura corporal cair, precisa ter o
feedback para o corpo tremer e voltar ao estado
normal.; Se a temperatura subir, precisa ter o
feedback do corpo para suar.
FEEDBACK POSITIVO
O estimulo acaba com uma ação externa
Ex: O hormônio ocitocina estimula as contrações uterinas.
A mulher no trabalho de parto esta liberando ocitocina, ao
contrair a musculatura o bebe é empurrado, a musculatura
abre(estiramento do músculo), liberando mais ocitocina.
Esse processo só acaba quando o bebê nasce.
Ex.: Hipotermia
 Se alguma coisa subir, ao invés do organismo trabalhar para
estabelecer, ele só vai subir /descer.
3Valéria Santos
● INFUNDÍBULO: Ligação entre o hipotálamo e a
hipófise
● VEIA PORTA: Veia de transporte
HIPOTÁLAMO: Sistema nervoso central.
HIPÓFISE : Considerada uma glândula mestra, pois controla
a secreção da maioria dos hormônios.
Faz parte do sistema endócrino, ligada diretamente no
hipotálamo.
→Fica localizada na depressão sela turca do osso
esfenoide
→A hipófise é dividida em duas partes: Parte anterior-
Adenohipófise e parte posterior- Neurohipófise
ADENOHIPÓFISE: Estimula as células a produzir os
hormônios, armazenar e liberar
 Os hormônios do hipotálamo são transportados pela
veia porta para a adenohipófise, esse hormônio que
chegou estimula as células da adenohipófise a
produção de outros hormônios.
 NEUROHIPÓFISE: Composta por hormônios
específicos mas NÃO produz os hormônios, só
armazena e secreta.
 Os Hormônios produzidos no hipotálamo é
encaminhado para a neurohipófise, que fica
armazenado e posteriormente liberado.
 A neurohipófise armazena e secreta dois (?)
hormônios:
→ ADH : Relacionado ao RIM, córtex. A principal função é
controlar a retenção e liberação de líquidos
→ Ocitocina: Relacionado a contraçãO
 Um hormônio liberador hipotalâmico vai ativar as
células adenohipófise para produzir um hormônio e
ser secretados pela adenohipófise.
 O hormônio liberador vai ter o R na sigla
 Somatotrofos: Hormônio do crescimento GH
Gonadotrofos: ativa as gonadas
Tireotrofos: tireoide
Lactotrofos: leite
Corticotrofos: corticoide
Ex.: O hormônio liberador GHRH vai ser transportado pela
veia porta para a adenohipófise estimular a célula
SOMATOTROFOS para produzir o GH.
Hormônios
liberadores
hipotalâmicos
Células
adenohipófise
Hormônios
produzidos e
secretados pela
adenohipófise
GHRH
→
SOMATOTROFOS
→
GH
TRH
→
TIREOTROFOS
→
TSH
GNRH
→
GONADOTROFOS
→
FSH, LH
PRH
→
LACTOTROFOS
→
PROLACTINA
CRH
→
CORTICOTROFOS
→
ACTH
4Valéria Santos
→ GH: Hormônio de crescimento
→TSH: Estimula a glândula da tireoide T3 T4
→FSH Hormônio folículo-estimulante - Maturação dos ovulos e
espermatozoides
LH: Hormônio luteinizante
→ Prolatina: estimula a produção do leite.
→ ACTH ( Hormônio adrenocorticotrófico) : relacionado ao
estresse e resposta inflamatória.
Hormônios hipotalâmicos:
Hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH)
Hormônio liberador de tireotrofina (TRH)
Hormônio liberador de corticotrofina (CRH)
Hormônio liberador de Prolactina (PRH)
Hormônio inibidorde Prolactina (Dopamina)
Hormônio liberador de GH (GHRH)
Hormônio inibidor de GH (Somatostatina
Hormônios da adenohipófise:
Hormônio folículo-estimulante (FSH)
Hormônio luteinizante (LH)
Hormônio tireo-estimulante (TSH)
Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH)
Prolactina (PRL)
Hormônio do crescimento (GH)
HORMÔNIO GH
 O EIXO HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-
CRESCIMENTO.
 O hipotálamo detecta os sinais do corpo e a hipófise
é estimulada a produzir uma resposta
 O hipotálamo detecta a alteração do humor
(estresse), jejum, ritmo circadiano (relacionado
funções biológicas e o GH esta relacionado ao sono).
 O GH é produzido durante o sono, ativado depois de
2 horas dormidas.
 O hipotálamo libera o hormônio GHRH e
estimula as células somatotrofos para
produzir o hormônio