A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Bases Celulares e Moleculares - 1º SEMESTRE (UNINOVE)

Pré-visualização | Página 2 de 3

da
mesenquimais, são células que podem
adquirir uma conformação de acordo com
a necessidade do tecido no momento.
Condrócito é uma célula mais
metabolicamente parada, e condroblasto
está mais ativa.
Condroblasto: (produz muita
cartilagem)está localizado mais
perifericamente, está produzindo muita
matriz onde ele mesmo está localizado
formando lacunas onde podem ter 1, 2 ou
3 condroblastos, mas quando está na
lacuna vira um Condrócito. Cerca de 90%
é matriz. Sua matriz é rígida, mas
@VeterinariaAndress�
3
Bas�� ���ul���� e M�l��u��r��
adequada a função realizada pelo tecido,
pois varia de acordo com a função. Matriz
consistente: ácido hialurônico,
proteoglicanos e glicosaminoglicanos.
Os componentes da matriz dão
viscosidade. Os GAG’s e o ácido servem
para dar estabilidade, a rigidez da matriz,
quanto mais GAG’s mais rigidez se tem.
Dependendo da cartilagem vai ter fibras
elásticas e colágeno, o GAG não da
resistência sozinho.
Cartilagens: as cartilagens são envolvidas
por uma bainha conjuntiva denominada
pericôndrio.
Pericôndrio é um tecido conjuntivo com
uma função importante de revestir a
cartilagem por fora. Também tem a
função de nutrição e oxigenação. Também
é um canal de refugos metabólicos e é
fonte de novos condrócitos. EXCETO AS
CARTILAGENS ARTICULARES E
FIBROSAS.
Histogênese do tecido conjuntivo:
fibroblasto do pericôndrio (conjuntivo e
vascular) recebem estímulos químicos
que formam: condroblastos produzindo
matriz, quando produz matriz diminui sua
atividade virando um condrócito no centro
da cartilagem e se acumula em lacunas
juntos com outros condrócitos formando
grupos isógenos.
Crescimento da cartilagem:
● crescimento intersticial: divisão
mitótica dos condrócitos
preexistentes. Ocorre nas
primeiras fases da vida da
cartilagem.
● Crescimento aposicional: a partir
das células do pericôndrio.
Crescimento mais comum: APOSICIONAL
FISE - Cartilagem do crescimento
presente no osso infantil
Tipos de tecido cartilaginoso:
● Cartilagem Hialina: Presente no
esqueleto de embriões, cartilagens
epifisárias, nariz, traquéia e
extremidades das costelas, possui
certa resistência mas não é muito
elástica. Os condrócitos estão
posicionados em lacunas.
● Cartilagem fibrosa: Caracterizado
por fornecer muita resistência.
Localização: discos intervertebrais,
sínfise pública, joelho. Os
condrócitos estão em lacuna e
possuem fibra colágeno na matriz.
Mais resistência.
● Cartilagem elástica: rica em fibras
elásticas, localizada na orelha,
canais auditivos e laringe.
Condrócitos em lacunas e fibra
elástica na matriz.
Cartilagem Articular: é uma cartilagem
que está presente no encontro de dois
ossos. Não possui pericôndrio, possui
líquido sinovial. O líquido é filtrado
através do plasma, pela membrana
sinovial.
- Tecido Ósseo
Composto por osteócitos, osteoblastos e
osteoclastos e matriz extracelular
calcificada.
Funções básicas: constituinte do
esqueleto, suporte para estruturas
corporais, proteção para órgãos vitais,
formação de células sanguíneas e
depósito de cálcio
Matriz calcificada, impede a ocorrência de
difusão através da matriz. A nutrição é
através de canalículos que se
@VeterinariaAndress�
4
Bas�� ���ul���� e M�l��u��r��
estabelecem entre os osteócitos e os
capilares.
Nutrição:
Canalículos: formados pelos osteócitos.
Revestimento ósseo: são revestidos por
tecido conjuntivo com células
osteogênicas
Interno: endósteo
Externo: periósteo
Função: nutrição do osso, origem de
osteoblastos para reparação e
crescimento formado de tec conjuntivo e
células osteogênicas (de acordo com a
necessidade se transforma em
osteoblasto)
Células do tecido:
Osteoblasto: (produção matriz óssea) -
alta atividade metabólica, responsável
pela produção orgânica da matriz óssea,
composta por colágeno tipo 1,
glicoproteínas e proteoglicanas.
Concentram fosfato de cálcio e participam
da mineralização da matriz. Encontrada no
periósteo e no endósteo
Osteócito: manutenção da integridade da
matriz, localizados em lacunas dentro da
matriz óssea, destas lacunas formam-se
canalículos onde no seu interior os
prolongamentos dos osteócitos fazem
contatos por meio de junções
comunicantes podendo passar poucas
moléculas e íons de um osteócito para o
outro
Osteoclastos (reabsorção óssea) células
grandes que resultam da fusão de várias
células do sistema fagocitario
mononuclear, celulas que se originam na
medula óssea e estas por sua vez
originam os monócitos e os macrófagos.
Participa dos processos de reabsorção e
remodelação do tecido ósseo, dilatações
dos osteoclastos, através da sua ação
enzimática, escavam a matriz óssea
formando depressões conhecidas como
lacunas de howship.
Zona Clara: região de adesão de
osteoclasto com matriz óssea formando
um microambiente fechado para
destruição da matriz óssea.
Matriz óssea: colágeno tipo 1,
proteoglicanos, glicoproteínas,
glicoproteínas participam da
mineralização da matriz. Sem o cálcio o
osso fica mole, se retirar o colágeno o
osso desintegra ao toque. Cristais de
hidroxiapatia: estrutura firme
Tipos de tecido ósseo: compacto e
esponjoso.
Em alguns livros o compacto está como
Cortical = região do córtex, região cortical
do osso: região mais externa.
Medula óssea: encontrada na diáfise de
ossos longos, em recém nascidos:
hematógena vermelha (grande produção
de células sanguíneas)
Em adultos: amarela, infiltrada por tecido
adiposo.
Fases do tecido ósseo: tecido ósseo
primário (fibras de colágeno em direções
variadas, não lamelar
@VeterinariaAndress�
5
Bas�� ���ul���� e M�l��u��r��
tecido ósseo secundário (maduro) fibras
colágenas organizadas em lamela é
possível ver as lamelas.
Osteócito faz parte de um tecido mais
calcificado.
Entre os sistemas de havers existem os
canais de volkmann
Sistema de havers: Quando o osso está na
forma secundária é organizado em
lamelas concêntricas, no centro delas
passa um capilar sanguíneo passando por
um canal chamado canal de havers. Os
canais de havers se comunicam com os
canais transversais chamados de canais
de Volkmann, sua função é comunicar
mais de um canal de havers, os
canalículos vão nutrir de uma lamela para
outra nos prolongamentos dos
canalículos.
Endósteo: tec conj que reveste o osso por
dentro com células osteogênicas
(osteócitos), que reveste o osso
esponjoso.
Periósteo: revestimento externo do osso
composto por tecido conjuntivo e células
osteogênicas. Periósteo + superficial:
colágeno e fibroblasto, formação das
fibras de sharpey (é um feixe de fibras
colágenas que sai do periósteo e prende o
periósteo ao osso).
Periósteo + profundo: células
osteoprogenitoras, mitose e osteoblastos.
Necessário na ocasião de fratura.
Organização das Lamelas Ósseas:
- Sistema de havers
- Sistemas circunferenciais externos
- Sistemas circunferenciais internos
- Sistemas intermediários
Histogênese do osso: ossificação
intramembranosa: interior de uma
membrana, osso primário, osso
secundário. Geralmente em ossos planos,
osso compacto > osso esponjoso < osso
compacto.
Ossificação endocondral: molde de
cartilagem hialina, osso primário, osso
secundário. Surge a partir de um molde
de tecido cartilaginoso (cartilagem
hialina).
Cartilagens residuais: cartilagens
articulares e cartilagem de conjugação.
@VeterinariaAndress�
6
Bas�� ���ul���� e M�l��u��r��
Teorias de ossificação:
● Deposição de cálcio sobre as
fibrilas colágenas, influenciada por
proteoglicanos e glicoproteínas da
matriz.
● Concentração de cálcio nas
vesículas citoplasmáticas dos
osteoblastos (vesículas da matriz)
● Ação da enzima fosfatase alcalina
Crescimento e remodelação dos ossos:
Crescimento ósseo = formação de osso
novo e reabsorção parcial de osso pré
existente
Cresce sem perder a forma inicial.
Ossos chatos: tecido ósseo cresce a partir
do periósteo. Altamente plástico e
responsivo. Ex: caixa craniana.
Osso longo: epífise: crescimento radial da
cartilagem epifisária, crescimento
longitudinal do disco epifisário.
Remodelação óssea: em adultos lenta e
em crianças 200x mais rápida.
Osteoblasto produz matriz
Osteoclasto acaba com a matriz.
Papel metabólico