A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
APS Clínica de grande animais IV

Pré-visualização | Página 1 de 1

1) 
a) É indicada como acesso cirúrgico para correção de hérnia diagramática, feridas perfurantes de tórax, fraturas de costelas, remoção de tumores torácicos, correção de anormalidadescardíacas e vasculares congênitas, correção de afecçõesgastrointestinais superiores, como obstruções ou estenose de porção torácica do esôfago e estenose de cárdia, drenagem de abcesso pulmonar ou pleural, ressuscitação cardíaca intratorácica e correção de pericardite constritiva. Grande parte das toracotomias realizadas em equinos têm sido direcionada para pesquisa da fisiologia pulmonar cardíaca.
b) O procedimento de toracoscopia tem várias indicações, dentre elas para a visualização em suspeitas de neoplasias intratorácicas, aderências em cavidade torácica, pericardite, abscessos pulmonares sua identificação e drenagem e coccidiomicoses, avaliação em casos de pleuropneumonia, incluindo diagnóstico de pleuris bacteriana, hérnias diafragmáticas, biópsia pulmonar, utilizando suas características e maior segurança na visualização das estruturas essa técnica pode ser bem empregada também para colocação de drenos e localização de massas e abscessos diferenciando de outras estruturas e sua orientação espacial dando maior segurança e apesar de ser um procedimento invasivo, é minimamente invasivo, diminuindo risco de exposição cirúrgica.
c) Apesar de seus benefícios, a comparação entre a toracoscopia com a toracotomia podemos citar a limitação da toracoscopia tanto na exploração torácica como em determinados procedimentos que necessita uma abordagem mais ampla e aberta, já que na toracotomia se tem uma abordagem maior das estruturas, tendo boa exposição e exploração dos órgão intratorácico (podendo se visualizar os lobos pulmonares cranial e acessório, cavidade pleural direita, superfície do centro frênico e uma exploração parcial de partes costais e external direita do diafragma, assim como linfonodos locais e de mediastinico caudais e pericárdio). Procedimento que possibilita tanto a visualização como a palpação das estruturas. Possibilitando melhor exposição e manipulação das estruturas intratorácica de forma mais precisa e delicada em determinados procedimentos como quando necessário lavagem e drenagem da cavidade pleural, além da ventilação controlada mantendo maior segurança no procedimento referente a formação de pneumotórax bilateral. Sendo assim podemos avaliar a toracoscopia como um procedimento limitante em sua exploração e manipulação, e que mesmo com seu uso para diagnóstico e visualização das estruturas que é limitada entre torácico direito e esquerdo, se houver necessidade de abordagem mais ampla terá que realizar a toracotomia como procedimento principal. Além de suas possíveis complicações em pneumotórax hipertensivo, dor, infecção e laceração de tecido pulmonar, fatores que também podem acometer na toracotomia. 
d) Não tem uma técnica melhor que a outra, tem o procedimento mais adequado para determinado momento e determinada suspeita diagnostica. Ambas têm as suas vantagens e desvantagens, apesar da toracoscopia ser menos invasiva, menos agressiva, e uma técnica mais limpa pode não ser o suficiente para determinada suspeita diagnóstica, ou para uma exploração e abordagem mais ampla em determinado procedimento.
2)
a) Parapossibilitar melhor visualização da cavidade torácica, o pneumotórax é causado de maneira proposital, jáque, ao romper a paredepleural ocorre perda da pressão negativa, o que leva aocolabamento pulmonar do referido lado, impedindo sua expansão temporariamente. Um outro jeito de promover pneumotórax é injetando gás carbônico no início do procedimento, logo que a cavidade seja alcançada. Nas duasabordagens, o pneumotórax deve ser drenado ao final da cirurgia, sendo necessário a utilização de um equipo anexado a um sugador, permitindo que o animal volte a expandir o pulmão normalmente.
 b) Ampliar o campo visual na cavidade torácicas, o que facilitaa visualização das estruturas e proporciona um espaço maior paraa realização dos procedimentos na cavidade.