A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Escultura e oclusão DENTÁRIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

(
Introdução a anatomia dental
)Escultura e oclusão
 
Generalidades:
A anatomia dental estuda os dentes e sua organização (dentes e periodonto). 
Sistema estomatognático:  Identifica um conjunto de estruturas bucais que desenvolvem funções comuns, tendo como característica constante a participação da mandíbula. 
↳ Componentes do sistema estomatognático:
· Dentes
· Ossos da face e crânio
· Glândulas salivares
· Articulações da face
· Músculos da face (dérmicos, da mastigação, da língua e cervicais)
· Vasos sanguíneos e linfáticos
· Sistema nervoso (fibras proprioceptivas, exteroreceptivas e motoras)
Classificação
1. Haplodontia: Dentes simples, de forma cônica. (Peixes e reptéis)
2. Plexodontia: Dentes complexos, com coroas de forma irregular, cúspides tubérculos e sulcos.
3. Homodontia: Dentes do arco com a mesma forma. Possui função mastigatória imperfeita. (Baleias e golfinhos)
4. Heterodontia: Dentes dos arcos morfologicamente com formatos diferentes e executando funções diferentes. Classifica os dentes em grupos (Incisivos, caninos, pré-molares e molares).
5. Difiodonte: Possui duas gerações de dentes em épocas sucessivas (dentição decídua e dentição permanente)
Funções
→ Ativas:
· Mastigação: Preparo mecânico dos alimentos, reduzindo-os para que sejam deglutidos. Também participam as glândulas salivares, musculatura, lábios , língua, bochecha etc.
· Preensão: Apreender para inserir mais posteriormente (Incisivos e lábios).
· Incisão: Cortar em fragmentos menores (Incisivos)
· Dilaceração: Rasga e reduz o alimento (maninos)
· Trituração: Moer para que umedecidas com a saliva formem o bolo alimentar. (Pré molares e molares)
→ Passivas: Funções não relacionadas com a mastigação
· Estética: Cor, disposição, tamanho, estados de conservação. 
· Proteção e sustentação dos tecidos moles: Lábios, bochechas, língua, gengiva...
· Fonação: Modificação dos sons emitidos pela laringe 
· Oclusão: Encostar uma arcada na outra. 
Na perda de um dente o osso alveolar é absorvido
Divisão anatomodescritiva
1. Coroa: Parte visível na cavidade bucal e recoberta pelo esmalte.
Coloração esbranquiçada e brilhante e variam de forma e função
→ Incisivos e caninos: Pentaédrica
→ Pré-molares e molares: Cubóide.
2. Raiz: Fica implantada nos alvéolos da maxila e mandíbula.
Parte não visível na cavidade bucal 
Revestida pelo cemento, possui coloração amarelada e textura rugosa
A raiz se fixa ao osso através das fibras do ligamento periodontal (Periodonto de inserção).
Articulação dente-álveolo= Gonfose 
3. Colo: Parte entre a coroa e a raiz 
Linha sinuosa entre o esmalte e o cemento, chamada linha cervical. 
Divisão histoestrutural 
1. Esmalte: Tecido duro que reveste a dentina. 
É o tecido mais mineralizado do corpo, é resistente ao desgaste e permite a mastigação e a oclusão (contato dos dentes superiores e inferiores).
Por ter parte orgânica mínima, apresenta fragilidade e precisa do suporte elástico da dentina. É translúcido e com isso deixa transparecer a cor amarelada da dentina. Dái a tonalidade branco-amarelada das coroas.
Próximo ao colo há menos esmalte e por isso que é mais amarelado.
Próximo a face oclusão, ele é mais espesso e por isso mais branco-acinzentado. 
2. Dentina: Principal e mais volumoso tecido duro do esmalte. 
Forma a estrutura interna e ajuda na constituição da forma da coroa, colo e raiz. 
Na coroa, a dentina é revestida pelo esmalte e na raiz, é revestida pelo cemento. 
É mais elástica que o esmalte pois possui 69% de material inorgânico. 
Em seu interior localiza-se a cavidade pulpar que aloja a polpa 
Possui uma serie de microtubulos (túbulos dentinarios) que são preenchidos por prolongamentos citoplasmáticos (odontoblastos) 
É o único que se regenera. 
3. Cemento: Tecido duro que reveste a dentina radicular (raiz).
Propicia a fixação das fibras do ligamento periodontal.
Apresenta 46% de conteúdo inorgânico.
Faz parte do periodonto de inserção, junto com as fibras do ligamento e o osso alveolar.
Próximo ao térimno da raiz, a cavidade pulpar é formada apenas de cemento. Essa porção é por onde a cavidade se comunica com o organismo através do forame apical e por onde penetra o feixe vasculo-nervoso do dente.
4. Polpa: É o tecidomole do dente, se aloja na cavidade pulpar. É composta por um tecido embrionnário fundamental, de natureza conjuntiva, vascularizado, inervado e com grande sensibilidade.
Possui inúmeras células, entre as quais os odontoblastos que são responsáveis pela formação da dentina a vida toda.