A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Analise Demonstrações Financeiras - Aula 7

Pré-visualização | Página 1 de 2

Análise das Demonstrações
Financeiras
Aula 7 - Análise por Quocientes – Quocientes
de Rentabilidade
INTRODUÇÃO
Os Indicadores de Rentabilidade avaliam o desempenho global da empresa, em termos de capacidade de remunerar o
capital nela aplicado.
A Rentabilidade é o re�exo das políticas e das decisões adotadas pelos administradores da entidade, expressando a
e�ciência e o grau do êxito econômico-�nanceiro atingido.
Todos os índices de Rentabilidade devem ser considerados: quanto maior, melhor.
OBJETIVOS
Identi�car Giro do Ativo; Margem Líquida e Margem Operacional.
Reconhecer a Rentabilidade do Ativo e do Patrimônio Líquido.
Analisar a Alavancagem Financeira e EBITDA.
Reconhecer o Economic Value Added (EVA).
QUOCIENTES DE RENTABILIDADE
São aplicados para evidenciar a capacidade econômica da empresa, ou seja, demonstram o grau de êxito obtido pelo
capital investido na empresa.
A rentabilidade do capital investido é conhecida pelo confronto entre contas ou grupos de contas das Demonstrações
do Resultado do Exercício ou correlacionando-as com grupos do Balanço Patrimonial.
A partir dos quadros 1 e 3 a seguir, pode-se extrair os índices de Rentabilidade:
QUADRO 1
Quadro 1. Balanço Patrimonial da Raia Drogasil S.A. — Ativo 
Fonte: A autora, 2017.
QUADRO 2
Quadro 2. Balanço Patrimonial da Raia Drogasil S.A. — Passivo 
Fonte: A autora, 2017.
QUADRO 3
Quadro 3. Demonstração do Resultado do Exercício da Raia Drogasil S.A. 
Fonte: A autora, 2017.
GIRO DO ATIVO
O quociente do Giro do Ativo identi�ca a proporção existente entre o volume das vendas e os Investimentos totais
realizados na empresa, ou seja, o quanto a empresa vendeu para cada $1,00 de investimento total.
Interpretação: Quanto Maior, Melhor.
Pela análise da Participação do Giro do Ativo, da Droga Raia, seguem os cálculos dos índices:
* Vendas Líquidas = Receitas Líquidas
Comentário
, Interpretação: A empresa vendeu 1,99 para cada $1de investimento total em 31/12/2016. Deste modo, com o quociente superior
a 1, há uma indicação que o volume das vendas superou o valor investido na empresa., , O quociente do giro de ativo deve ser
direcionado a �m de veri�car se o volume de vendas realizadas no período foi adequado em relação ao Capital Total investido na
empresa., , Cabe ressaltar que o volume de vendas ideal considera a cobertura de todos os gastos e ainda deve oferecer uma boa
margem de lucro. Ademais, o volume ideal de vendas dependerá do ramo de negócio e deve ser complementado com a análise da
margem líquida.
MARGEM LÍQUIDA
O quociente demonstra a margem de lucratividade em função do seu faturamento, ou seja, o quanto a empresa obteve
de Lucro Líquido para cada $1 vendido.
Interpretação: Quanto Maior, Melhor.
Uma vez analisada a Margem Líquida, em conjunto com o Giro do Ativo, pode-se perceber que, quando o Giro do Ativo
for superior a 1 e a Margem Líquida estiver muito abaixo de 1, a aparente situação positiva da Margem Líquida pode
não ser su�ciente para cobrir os seus custos.
Fonte da Imagem:
Outra observação da análise em conjunto dos quocientes de Giro de Ativo e Margem Líquida refere-se que, embora um
Giro de Ativo revele que as vendas tenham sido baixas em relação ao Capital Total investido, essas foram su�cientes
para cobrir os custos necessários à sua obtenção e permitiram até uma margem de lucro.
Fonte da Imagem:
Portanto, é importante analisar em conjunto, o Giro do Ativo e a Margem Líquida, de modo a diagnosticar se a venda foi
su�ciente para cobrir os investimentos, como também para cobrir os custos e contribuir para a margem de lucros.
Pela análise da Margem Líquida da Droga Raia, seguem os cálculos dos índices:
* Vendas Líquidas = Receitas Líquidas
Comentário
, Interpretação: A empresa possui uma margem de lucro de 0,04 para cada $1 de vendas. De um modo geral, a empresa possui
uma situação favorável em relação ao volume de vendas ser superior ao investimento, como também, o volume de vendas foi o
su�ciente para cobrir os custos necessários à sua obtenção e ainda conseguir uma margem de lucro.
MARGEM DE LUCRO GENUINAMENTE OPERACIONAL (MGO)
Esse quociente indica o ganho da empresa que efetivamente decorre da atividade operacional em relação a seu
faturamento.
A MGO representa a competência da atividade verdadeiramente operacional da empresa em gerar resultado com suas
vendas.
Interpretação: Quanto Maior, Melhor.
Pela análise da Margem de Lucro Genuinamente Operacional, da Droga Raia, seguem os cálculos dos índices:
*MGO = Margem Genuinamente Operacional. 
**LARFT = Lucro Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos corresponde ao Lucro Operacional antes do Resultado
Financeiro.
Comentário
, Interpretação: A Margem Genuinamente Operacional é de 0,06, ou seja, para cada R$1,00 de Receita, depois de se descontarem
os Custos dos Produtos Vendidos e das Despesas verdadeiramente operacionais, sobraram para a empresa 0,06.
RENTABILIDADE DO ATIVO
Refere-se ao potencial de geração de lucros, ou seja, para cada $1 de investimentos totais o quanto a empresa obteve
de lucro líquido.
A interpretação deste quociente deve estar direcionada para apurar o tempo necessário a �m de que haja retorno dos
Capitais Totais (Próprios e de Terceiros) investidos na empesa.
Pela análise da Rentabilidade do Ativo da Droga Raia, seguem os cálculos dos índices:
Comentário
, Interpretação: a empresa gerou 0.08 em 2016 de Lucro Líquido para cada $1 de Capitais Totais investido.
RENTABILIDADE DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
O quociente trata-se da taxa de rentabilidade obtida pelo Capital Próprio investido na empresa, ou seja, o quanto a
empresa gerou de Lucro Líquido para cada $1 de Capital Próprio investido.
Pela análise da Rentabilidade do Patrimônio Líquido da Droga Raia, seguem os cálculos dos índices:
Comentário
, Interpretação: a empresa gerou 0.15 de Lucro Líquido em 2016 para cada $1 de Capital Próprio investido.
Para uma análise mais apurada pode-se considerar, para �ns de cálculo, o valor médio do Patrimônio Líquido quando
possível. A fórmula do Patrimônio Líquido Médio pode ser representada da seguinte maneira:
Não há critério certo nem errado, deverá ser adotado o critério que o analista se sentir mais “confortável”. Ressalta-se,
entretanto, a necessidade de se atualizar o PL inicial pela taxa de in�ação.
ALAVANCAGEM FINANCEIRA
Tem por �nalidade medir a e�ciência na aplicação dos recursos obtidos de terceiros e seus re�exos na melhoria do
retorno dos capitais próprios.
Geralmente, o que determina vantagem ou desvantagem, na utilização dos capitais de terceiros, são os encargos
�nanceiros. A utilização dos capitais alheios deve gerar ganho su�ciente para cobrir os encargos por eles originados.
Saiba Mais
, *Investimento é média dos ativos do período deduzidos dos passivos operacionais ou a média do patrimônio líquido do período
somada à média dos passivos �nanceiros., , **LOL (ajustado) = LL + DF (líquido do IR), , Onde: 
LOL = Lucro operacional líquido 
LL = lucro líquido 
DF = despesas �nanceiras 
IR = Imposto de Renda
EBITDA OU LAJIDA
Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, como sendo um parâmetro informativo de aproximação
do caixa gerado pela atividade operacional e calculado a partir das informações contábeis do demonstrativo de
resultado. Pode ser apurado de duas maneiras: de cima para baixo e de baixo para cima.
Algumas rubricas da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) podem ser visualizadas conforme o quadro 4.
Quadro 4. Exemplo de DRE para evidenciação do EBITDA 
Fonte: SZUSTER, 2013, p. 115.
Comentário
, Interpretação: o Quadro 4 apresenta um exemplo da DRE, demonstrativo contábil essencial e de referência para o acréscimo de
montantes aplicados na apuração do EBITDA. Este modelo encontra-se em conformidade com os dispositivos legais (CPC 26 —
Apresentação das Demonstrações Contábeis), que prevê, essencialmente, o ponto de partida para o cálculo do EBITDA: a rubrica
do Resultado Líquido do Exercício., , Nesse cenário, o Lucro Líquido, que por sua natureza,