A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Dermatites

Pré-visualização | Página 2 de 2

A partir do 3º mês de vida. 
o POUPA O CENTRO DA FACE. 
o Erupções vésico-crostosa. 
o Face (poupa o centro da face), couro cabeludo e região 
o extensiva dos membros. 
o Não ha liquenificação, a despeito da coçadura. 
o Complicação mais frequente: infecção secundária. 
o Irritabilidade e agitação. 
 
▪ PRÉ PUBERAL: 2- 12 anos. 
o Pode ser continuação do eczema infantil ou não. 
o Surtos de agudização. 
o Placas liquenificadas com escoriações e crostas. 
o Regiões de dobras como fossas poplíteas, cubitais, punhos, tornozelos, dorso das mãos 
e pés. 
o Infecção secundária incomum. 
 
▪ ADOLESCÊNCIA E ADULTO: > 12 anos 
o Placas liquenificadas e descamativas. 
o Prurido intenso. 
o Áreas de flexão: cervical, antecubital, poplítea, mãos, mamilos, peitoral e periorbital. 
o Infecção infrequente. 
 
DIAGNÓTICO 
DIAGNÓSTICO= 03 CRITÉRIOS MAIORES E 03 CRITÉRIOS MENORES (CRITÉRIOS DE HANIFIN 
E HAJKA) 
 
o CRITÉRIOS MAIORES: 
▪ Prurido. 
▪ Morfotopografia das lesões. 
▪ Cronicidade e recidivas. 
▪ História pessoal e/ou familiar de 
atopias. 
 
o CRITÉRIOS MENORES: 
▪ Hiperlinearidade palmar. 
▪ Ceratose pilar. 
▪ Xerose cutânea. 
▪ Ptiríase alba. 
▪ Eczema de mamilo. 
▪ Dermatites de mãos e pés. 
▪ Catarata e ceratocone. 
▪ Prega infraorbitária de Dennie-Morgan. 
▪ Escurecimento periorbital. 
▪ Sinal de Hertogue. 
▪ Elevação da IgE sérica. 
▪ Conjuntivite recorrente. 
▪ Infecções recorrentes. 
▪ Alopecia areata. 
▪ Ictiose. 
▪ Urticária colinérgica. 
▪ Quielite. 
▪ Pregas na região cervical anterior. 
▪ Eritema facial ou palidez. 
▪ Dermografismo branco. 
 
 
 
 
 
São considerados estigmas atópicos: 
o Sinal de HERTOGUE→rarefação do terço distal dos supercílios, 
devido à coçadura. 
o Sinal de DENNIE- MORGAN→prega supranumerária infraciliar por edema. 
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL 
o Dermatite seborreica. 
o Dermatite de contato. 
o Micoses superficiais. 
o Psoríase. 
o Escabiose(sarna). 
TRATAMENTO 
o Orientações gerais: 
 ▪ Orientar os pais sobre caráter crônico e recorrente. 
 ▪ Cortar as unhas. 
 ▪ Afastar agravantes como: lã, sabões além da área de higiene, roupas sintéticas e 
etiquetas, banhos quentes e demorados, sudorese. 
MEDICAÇÕES 
▪ Hidratação cutânea 
▪ Tratar infecção secundária, se houver. 
▪ Corticoides tópicos. 
▪ Imunomoduladores tópicos 
▪ Anti-histamínicos orais. 
▪ Imunossupressores para casos de difícil controle. 
 
DERMATITE SEBORREICA 
➢ Doença inflamatória crônica de causa desconhecida 
 o Participação de fungos de gênero Malassezia. 
 o Alteração qualitativa do sebo. 
➢ Predileção por áreas ricas em glândulas sebáceas. 
 o Centro da face, couro cabeludo, intermamárias, pavilhão auricular externo. 
➢ Curso crônico e recorrente 
FATORES AGRAVANTES: 
o Calor. 
o Umidade. 
o Estresse físico ou emocional. 
o Drogas: arsênio, ouro, metildopa, neurolépticos, álcool. 
o HIV, doenças de Parkinson, DM, obesidade. 
o Alimentos condimentados. 
 
➢ Homens > mulheres 
➢ Prevalência de DS é cerca de 35% em pacientes com infecção pelo HIV e acima de 85% 
dentre os pacientes com SIDA. 
➢ Incidência bimodal: 
 ▪ Lactentes: 1a semana de vida (primeiros 3 meses), produzida pelo estímulo dos 
andrógenos maternos. 
 ▪ Pode haver infecção secundária por bactérias ou leveduras. 
 ▪ Áreas das fraldas pode ser acometida. 
 
 ▪ Adultos: 4ª e 6ª décadas de vida. 
 ▪ HIV: lesões extensas. 
QUADRO CLÍNICO 
o Placas eritemato descamativas com 
escamas branco-amareladas, graxentas e aderidas. 
o “Crosta láctea” em bebês. 
o Prurido discreto. 
 
TRATAMENTO 
o Lactente: 
▪ Limpeza e aplicação de emolientes. 
▪ Cetoconazol 2% e corticoide para os casos mais graves. 
o Adulto: 
▪ Xampu e cremes antifúngicos, corticoide tópico e emolientes. 
 
 
1) Dermatite seborreica. Crosta láctea 
2) Dermatite atópica, de fraldas, escabiose, psoríase... 
 
 
 
1) Ocupação, uso de luvas, contato com algum material, exposição a metal.. 
2) Dermatite de Contato 
3) Uso de luvas, evitar o contato e fazer o teste 
 
1) Dermatite atópica 
2) Aguda: escamação, hiperemia, vesículas, crostas 
 Crônica : liqueinificação 
3) Infecções infantil