A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Anatomia 1

Pré-visualização | Página 3 de 4

Na sístole 
ventricular, as valvas atrioventriculares estão fechadas e as semilunares abertas 
à passagem de sangue;
• Diástole: é o relaxamento do músculo cardíaco; é quando os ventrículos se 
enchem de sangue. Nesse momento, as valvas atrioventriculares estão abertas 
e as semilunares estão fechadas.
15
UNIDADE Introdução ao Estudo da Anatomia 
e aos Sistemas do Corpo Humano
Veja uma animação sobre o fluxo sanguíneo: https://youtu.be/svAZ6m1DEVA
Ex
pl
or
Inervação cardíaca
• Simpático: acelera o batimento cardíaco e aumenta a força de contração do 
miocárdio;
• Parassimpático: diminui o batimento cardíaco.
Complexo estimulante do coração
• Nó sinoatrial: gera o impulso cardíaco;
• Nó atrioventricular: recebe o impulso cardíaco do nó sinoatrial;
• Fascículo atrioventricular: propaga os estímulos aos ventrículos através dos 
ramos subendocárdicos.
Fatores cardíacos que permitem ao sangue circular pelo organismo
• Inervação
 » Simpático: vasoconstritor;
 » Parassimpático: vasodilatador.
• Anastomose
 » Comunicação entre ramos de artérias ou veias entre si;
• Artérias
• Coronárias: irriga o músculo cardíaco;
• Arco da aorta;
 » Tronco braquiocefálico: carótida comum direita (irriga cabeça e pescoço) e 
subclávia direita (irriga membro superior direito);
 » Carótida esquerda: irriga pescoço e cabeça;
 » Subclávia esquerda: irriga membro superior esquerdo;
 » Subclávia, axilar, braquial, radial e ulnar são ramificações nos mem-
bros superiores;
• Aorta abdominal;
 » Tronco celíaco: gástrica (irriga estômago e o esôfago), hepática (irriga fíga-
do, vesícula, pâncreas e estômago), esplênica (irriga baço e estômago);
 » Mesentérica superior e inferior: irriga o intestino;
 » Renais direita e esquerda: irrigam os rins;
 » Femoral, poplítea, tibial anterior e posterior e dorsal do pé são ramificações 
nos membros inferiores;
16
17
• Veias 
 » Fatores que facilitam o retorno venoso: pressão residual do capilar veno-
so, respiração torácica, ação muscular e valvular, acoplamento arteriovenoso, 
esponja plantar;
 » Fatores que dificultam o retorno venoso: efeito da gravidade, pressão in-
tra-abdominal e viscosidade sanguínea;
• Veia cava superior: da junção da subclávia (intermédia do cotovelo + cefálica 
+ basílica + braquial) com a jugular resulta a braquiocefálica; da junção das 
duas braquiocefálicas origina-se a veia cava superior. Antes de desembocar no 
átrio direito, recebe sangue venoso da veia ázigo. Recebe sangue dos membros 
superiores, cabeça, pescoço, parede e órgãos do tórax;
• Veia cava inferior: a femoral e a safena (dos membros inferiores) formam as ilíacas, 
que originam a veia cava inferior, que recebe sangue das veias renais e hepáticas;
• Veia porta: formada pelas veias gástrica (do estômago e do esôfago), esplênica 
(do baço) e mesentéricas (do intestino);
 » Veias cardíacas: transportam o sangue do músculo cardíaco;
• Capilares;
 » Local da troca de nutrientes e oxigênio por dióxido de carbono e catabólitos.
Circulação sanguínea
A circulação sanguínea é dividida em pequena e grande circulação (Figura 4):
• Circulação pulmonar ou pequena circulação: leva o sangue venoso do ven-
trículo direito, pela artéria tronco pulmonar, aos pulmões e retorna como san-
gue arterial, pelas veias pulmonares, ao átrio esquerdo, tendo como função 
oxigenar o sangue;
• Circulação sistêmica ou grande circulação: leva o sangue arterial do ven-
trículo esquerdo, pela artéria aorta, a todos os tecidos, e retorna como sangue 
venoso, pelas veias cavas superior e inferior, ao átrio direito.
Fluxo Sanguíneo do Coração Humano
sangue oxigenado para
a parte superior do corpo
sangue desoxigenado para
a parte superior do corpo
sangue desoxigenado
para os pulmões
sangue desoxigenado
para os pulmões
sangue oxigenado
para os pulmões
sangue oxigenado
para os pulmões
sangue desoxigenado para
a parte inferior do corpo sangue oxigenado para
a parte inferior do corpo
Figura 4 – Modelo Esquemático da Circulação Sanguínea
Fonte: Adaptado de Getty Images
17
UNIDADE Introdução ao Estudo da Anatomia 
e aos Sistemas do Corpo Humano
Explore nos Capítulos 9 e 10 do Livro de Anatomia, de Harley Francisco de Oliveira, informa-
ções adicionais referentes ao Sistema Cardíaco. Disponível em: https://bit.ly/2GRKaEsEx
pl
or
Sistema linfático
É uma rede complexa de órgãos linfoides, linfonodos, ductos linfáticos, tecidos 
linfáticos, capilares linfáticos e vasos linfáticos que produzem e transportam o fluido 
linfático (linfa) dos tecidos para o Sistema Circulatório, ou seja, é constituído por 
uma vasta rede de vasos semelhantes às veias (vasos linfáticos), que se distribuem 
por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares san-
guíneos, filtrando-o e o reconduzindo à circulação sanguínea. 
Esse sistema também é um importante componente do Sistema Imunológico, 
pois colabora com glóbulos brancos para proteção contra bactérias e outros pató-
ginos invasores. 
Esse Sistema é constituído basicamente por (Figura 5):
Figura 5 – Representação dos órgãos e vasos linfáticos
Fonte: Getty Images
18
19
Uma obstrução no Sistema Linfático pode acarretar um acúmulo de quantidades anormais 
de líquido intersticial nos compartimentos extracelulares ou nas cavidades corporais, conhe-
cido como edema. Esse edema apresenta-se como um aumento de volume dos tecidos, o 
qual cede à pressão localizada. Clique no link a seguir e saiba mais sobre a atuação do fisiote-
rapeuta na Drenagem Linfática referente ao Sistema Único de Saúde: https://bit.ly/2DF8Qhn
Ex
pl
or
• Linfa: líquido transportado pelos vasos linfáticos, rico em leucócitos;
• Vasos linfáticos: ducto torácico e ducto linfático direito;
• Órgãos linfoides primários: timo e medula óssea;
• Órgãos linfoides secundários: baço e linfonodos (Quadro 1).
Quadro 1 – Função e localização dos órgãos linfoides
Órgão Local Função
Linfonodos
Em agrupamentos ou cadeias ao longo 
do trajeto de grandes vasos linfáticos
Locais de produção de linfócitos; aloja lin-
fócitos T e linfócitos B que são responsáveis 
por imunidade; fagócitos filtram partículas 
estranhas e resíduos celulares da linfa
Tonsilas Em um anel na junção da cavidade oral e faringe 
Protege contra a invasão de substâncias es-
tranhas que são ingeridas ou inaladas
Baço
Porção esquerda superior da cavida-
de abdominal, abaixo do diafragma e 
apoiada ao estômago
Atua como reservatório de sangue; fagocita 
e filtra partículas estranhas, restos celula-
res; produção de linfócitos
Timo
Interior do mediastino, atrás do manú-
brio do esterno
Importante local imunológico em uma 
criança; produção de linfócitos; modifica 
linfócitos indiferenciados em linfócitos T
Fonte: GRAAFF, 2003
Já que falamos de sistema linfático, que tal explorar mais sobre a função imunológica desse 
sistema? Confira mais informações na cartilha da Camila Lopes e do Fernando Amaral! 
Disponível em: https://bit.ly/2PAO5rP
Ex
pl
or
Sistema Respiratório
As principais funções das vias respiratórias são conduzir, filtrar, pré-aquecer e 
umedecer o ar inspirado e realizar as trocas gasosas. Esse sistema é composto por 
órgãos responsáveis pela respiração, por meio do intercâmbio entre o ar e o sangue, 
consistindo na absorção de oxigênio (O2) e na eliminação de gás carbônico (CO2).
Antes de iniciarmos o aprendizado de cada um desses órgão, que tal conhecer um pouco 
sobre eles? Assista ao vídeo disponível no link a seguir: https://youtu.be/sqSRSgcgkokEx
pl
or
19
UNIDADE Introdução ao Estudo da Anatomia 
e aos Sistemas do Corpo Humano
O Sistema Respiratório, em termos de funcionalidade, pode ser dividido em por-
ção de condução e de respiração. As principais estruturas que compõem a porção 
de condução são o nariz, a cavidade nasal, a faringe, a laringe, a traqueia e os 
brônquios, e as estruturas da porção de respiração: bronquíolos respiratórios, duc-
tos alveolares e alvéolos pulmonares (Figura 6).
• Cavidade nasal:
 » Septo nasal: divide a cavidade em direita