A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Aulão - Radiobiologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

RADIOBIOLOGIA
RAFAEL WILLAMES
 É a base para o curso de radiologia, pois ela estará presente em
outras disciplinas;
 A tolerância da dose de radiação será determinada conforme sua
aplicação: terapia ou imagiologia, de acordo com os protocolos dos
órgãos reguladores.
 A radiação ionizante está presente
desde que a Terra foi criada.
 Fontes naturais de radiação (tais como
a radiação de origem cósmica, e material
radioativo proveniente do corpo, rochas,
solo e ar).
 Wilhelm Conrad Röntgen (1845 -
1923)em 1895, descobriu os raios-X
estudando descargas elétricas em gases
rarefeitos em ampolas de Crookes.
Seis dias depois de radiografar a mão de
Bertha, Röntgen apresentou seu achado
aos colegas da Universidade de Würzburg
No mesmo ano, os médicos adotaram a
novidade. Com ela dava para ver ossos
quebrados e órgãos doentes dentro do
corpo humano.
Três meses após a descoberta dos raios-
X iniciou-se o seu uso na medicina.
Sra. Bertha Röntgen
Antonie Henri Becquerel (1852-
1908)
1896 - Demonstrou a emissão da
radioatividade nuclear.
Observou a existência de raios
emitidos pelo urânio capazes de
impregnar um filme fotográfico;
“Pai da Radioatividade”
Marie Curie (1867 - 1934) e Pierre Curie
(1859 - 1906) em 1898 - Descobriu os
elementos : Rádio e Polônio a partir de
pechblenda;
Explicaram o processo "decaimento”,
cunhou "radioatividade”.
Ernest Rutherford (1871 - 1937) em 1897
Teoria Atômica – Radiação em três espécies
diferentes α, β e γ.
 Logo após a descoberta dos raios X e da radioatividade, teve início
o uso desenfreado das radiações.
 O cientista Elihu Thomson em 1896, foi um dos primeiros a realizar
experimento nele mesmo durante vários dias o que resultou em
queimadura severa com bolhas e muita dor em seu dedo.
 Relatório de Thomas Edison - afirma que a exposição aos raios-X
pode provocar lesão ocular.
 Relatório de Daniel - identificou alopecia e eritema três semanas
depois de ter radiografado a cabeça do assistente de Thomas Edison.
 40 anos depois. A utilização da "bomba atômica“, em Hiroshima, a
população civil de ± 250.000 pessoas, morreram no primeiro dia após o
bombardeamento 45.000 e mais 19.000 morreram durante os quatro
meses subsequentes.
 Os efeitos teratogênicos foram graves, resultando em deformidades
ao nascimento e muitos óbitos fetais ao longo dos nove meses
seguintes, proveniente da radiação gama.
 Estudo nos sobreviventes japoneses tem sido feito para avaliar melhor
os efeitos da radiação em baixas doses a saúde.
O uso médico de máquinas produtoras de radiação e radionuclídeos
(aceleradores e reatores) também foram desenvolvidos, e estes
desempenham um papel significativo no diagnóstico e tratamento médico.
Hoje sabe-se quais os efeitos das altas
doses de raio-X para a saúde, bem como
de outros tipos de radiação.
É o ramo da biologia que estuda os efeitos biológicos causados
pelas radiações ionizantes e não ionizantes nos seres vivos. Trata-se da
sequência de eventos que se segue à absorção de energia, dos esforços
do organismo para compensar os efeitos daí decorrentes e dos danos
que podem vir a ser produzidos.
Todas as substâncias que entram na constituição da matéria
resultam do arranjo entre átomos de elementos químicos. O produto de
tais arranjos são as moléculas.
Os seres vivos são constituídos , principalmente, por átomos de
carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O) e nitrogênio (N). Estes átomos,
combinados entre si, constituem a base das moléculas biológicas.
Em um organismo vivo moléculas desempenham funções
estruturais e/ou funcionais (açúcares, proteínas, lipídeos, enzimas,
hormônios).
ÁTOMOS 
MOLÉCULAS
SUBSTÂNCIAS
ESTRUTURAS SUB-
CELULARES
CÉLULAS
TECIDOS 
ÓRGÃOS 
SISTEMAS 
INDIVÍDUO 
A organização da célula na maioria dos seres vivos aparece de
forma nítida, divididas em três partes:
a) membrana plasmática de natureza lipoproteica;
b) citoplasma constituído principalmente por água e proteína, que
preenche a célula;
c) núcleo (eucarióticas) de grande importância no estudo da
radiobiologia, visto que nele está contido o material genético do ser
humano.
As células do organismo humano podem ser divididas em dois
grupos: células somáticas e células germinativas. Células somáticas –
compõem a maior parte do organismo, sendo responsáveis pela
formação da estrutura corpórea (ossos e músculos).
Células germinativas estão presentes nas gônadas (ovários e
testículos) onde se dividem produzindo os gametas (óvulos e
espermatozóides) necessários na reprodução.
A célula-ovo é formada pela união de uma célula reprodutora
masculina com uma célula reprodutora feminina (gametas). Os gametas
são células responsáveis pela reprodução da espécie.
No homem, assim como em outros seres vivos, as células podem
se multiplicar através de dois processos de divisão celular, a mitose e a
meiose
O material genético de uma célula é constituído por longos
filamentos de DNA (ácido desoxiribonucleico) ou de RNA (ácido
ribonucleico), no caso de alguns vírus. A molécula de DNA, é constituída
pelo encadeamento de quatro diferentes sub-unidades (nucleotídeos)
que podem ser identificadas pelas letras A, T, C, e G.
 CROMOSSOMOS
 PROTEÍNAS
 DIFERENCIAÇÃO CELULAR
RADIAÇÃO
RADIAÇÃO IONIZANTE
A interação das radiações ionizantes com a matéria é um processo
que se passa em nível atômico. Ao atravessarem um material, estas
radiações transferem energia para as partículas que forem encontradas
em sua trajetória.
A interação das radiações ionizantes 
com a matéria consiste na 
transferência de energia da radiação 
para o meio irradiado.