A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
analista_sist_esp_banco_dados

Pré-visualização | Página 2 de 6

variações? 
 — Mas o Gaúcho fala “tu”! — disse o gordo Jorge, que 
era quem mais implicava com o novato. 
 — E fala certo — disse a professora. — Pode-se dizer 
“tu” e pode-se dizer “você”. Os dois estão certos.
Os dois são português.
 O gordo Jorge fez cara de quem não se entregara.
 Um dia o Gaúcho chegou tarde na aula e explicou para 
a professora o que acontecera.
 — O pai atravessou a sinaleira e pechou.
www.pciconcursos.com.br
ELETROACRE - AC - 001/2014
 
3/12AnAlistA de sistemA - especiAlistA em BAnco de dAdosElEtroAcrE ElEtroAcrEIBEG - InstItuto BrAsIlEIro dE EducAção E GEstão
 — O quê? 
 — O pai. Atravessou a sinaleira e pechou. 
 A professora sorriu. Depois achou que não era caso 
para sorrir. Afinal, o pai do menino atravessara uma sinaleira e 
pechara. Podia estar, naquele momento, em algum hospital. Gra-
vemente pechado. Com 
pedaços de sinaleira sendo retirados do seu corpo. 
 — O que foi que ele disse, tia? — quis saber o gordo 
Jorge.
 — Que o pai dele atravessou uma sinaleira e pechou.
 — E o que é isso? 
 — Gaúcho... Quer dizer, Rodrigo: explique para a classe 
o que aconteceu. 
 — Nós vinha... 
 — Nós vínhamos. 
 — Nós vínhamos de auto, o pai não viu a sinaleira fecha-
da, passou no vermelho e deu uma pechada noutro auto.
 que acontecera? Ao mesmo tempo, procurava uma tra-
dução para o relato do gaúcho. Não podia admitir que não o en-
tendera. Não com o gordo Jorge rindo daquele jeito. 
 “Sinaleira”, obviamente, era sinal, semáforo. “Auto” era 
automóvel, carro. Mas “pechar” o que era? Bater, claro. Mas de 
onde viera aquela estranha palavra? Só muitos dias depois a pro-
fessora descobriu que “pechar” vinha do espanhol e queria dizer 
bater com o peito, e até lá teve que se esforçar para convencer o 
gordo Jorge de que era mesmo brasileiro o que falava o novato. 
Que já ganhara outro apelido: Pechada. 
 — Aí, Pechada! 
 — Fala, Pechada! 
Por Luís Fernando Veríssimo. Disponível em: < http://revistaescola.abril.com.br/
fundamental-1/pechada-634220.shtml>. Acesso em: 30 set. 2014.
QUESTÃO 05
O texto coloca em evidência que o modo de falar de Rodrigo está 
diretamente relacionado com
 
(a) o seu nível socioeconômico.
 
(b) a sua faixa etária.
 
(c) o seu grau de escolaridade.
 
(d) o seu lugar de origem.
 
(e) o seu grupo social.
 
QUESTÃO 06
Considerando as relações entre as informações e a forma como o 
texto se apresenta organizado linguisticamente, pode-se afirmar 
que ele é, predominantemente, narrativo, pois
 
(a) nele estão presentes marcas linguísticas que situam os acon-
tecimentos em um determinado tempo e estabelece a ordem em 
que eles ocorreram.
 
(b) apresenta construções linguísticas que reproduzem a fala dos 
personagens e garantem a relação entre os fatos e a opinião so-
bre eles.
 
(c) opta, principalmente, por uma linguagem marcada pelas entre 
os argumentos. 
 
(d) explora, predominantemente, construções linguísticas que es-
tabelecem a causa e a consequência dos fatos analisados.
 
(e) tem como base principal da sua estrutura uma linguagem es-
tática, constituída essencialmente de construções adjetivas.
 
QUESTÃO 07
Acerca das relações sintáticas do período “Perguntaram para a 
professora por que o Gaúcho falava diferente.”, marque a alter-
nativa correta.
 
(a) Há duas orações coordenadas entre si.
 
(b) As duas orações apresentam o mesmo sujeito.
 
(c) Apenas a 1ª oração apresenta predicado verbal.
 
(d) Apenas a 2ª oração apresenta verbo intransitivo.
(e) A 2ª oração funciona como complemento do termo “professo-
ra”, que aparece na oração anterior.
 
QUESTÃO 08
 
Marque a alternativa que, de acordo com a norma padrão, apre-
senta uma nova redação para o período “Um dia o Gaúcho che-
gou tarde na aula e explicou para a professora o que acontecera.”.
 
(a) Um dia o Gaúcho chegou tarde a aula e explicou a professora 
o que acontecera.
 
(b) Um dia o Gaúcho chegou tarde na aula e explicou à professo-
ra o que acontecera.
 
(c) Um dia o Gaúcho chegou tarde à aula, e explicou a professora 
o que acontecera.
 
(d) Um dia o Gaúcho chegou tarde na aula e explicou para a pro-
fessora o que acontecera.
 
(e) Um dia o Gaúcho chegou tarde à aula e explicou à professora 
o que acontecera.
RACIOCÍNIO LÓGICO 
QUESTÃO 09
Dada a condicional: “Se não chover, o jogo de futebol será um 
sucesso”. A única alternativa correta, para negar a condicional, é:
(a) Se não choveu, então o jogo de futebol foi um fracasso.
(b) Não choveu e o jogo de futebol foi um fracasso. 
(c) Ou chove ou o jogo de futebol será um sucesso.
(d) Choveu e o jogo de futebol não foi um sucesso.
(e) Se chover, o jogo de futebol será um fracasso.
QUESTÃO 10
De acordo com a Lógica Argumentativa, feitas as declarações:
I - Marcelo é avô paterno de Marcílio.
II - Marcos é pai de Marcílio.
III - Marcelo é pai de Marcos.
IV - Mário é irmão de Marcílio.
Utilizando-se a Regra do Dilema Destrutivo, é possível concluir 
que:
(a) Marcos não é pai de Marcílio ou Mário não é irmão de Marcílio.
(b) Se Marcelo é avô paterno de Marcílio, então Marcos é pai de 
Marcílio.
www.pciconcursos.com.br
ELETROACRE - AC - 001/2014
 
4/12AnAlistA de sistemA - especiAlistA em BAnco de dAdos ElEtroAcrEIBEG - InstItuto BrAsIlEIro dE EducAção E GEstão
(c) Se Marcos é pai de Marcílio, então Marcelo é pai de Marcos.
(d) Marcelo não é avô paterno de Marcílio ou Marcelo não é pai 
de Marcos.
(e) Mário é irmão de Marcílio e neto de Marcelo.
QUESTÃO 11
Um Silogismo é um termo filosófico perfeito com o qual Aristóteles 
designou a argumentação lógica perfeita, constituída de três pro-
posições declarativas que se conectam de tal modo que a partir 
das duas premissas iniciais é possível deduzir uma conclusão. 
De acordo com as declarações a seguir:
I - Se Brasília é a capital do Brasil, então o PT ganhou as eleições 
para presidente.
II - Se o PT ganhou as eleições para presidente, então o candida-
to B perdeu as eleições.
É possível concluir que:
(a) Se o PT ganhou as eleições para presidente, então Brasília é 
a capital do Brasil.
(b) Se o PT perdeu as eleições para presidente, então Brasília é 
a capital do Brasil.
(c) Se Brasília é a capital do Brasil, então o candidato B perdeu 
as eleições.
(d) Se o candidato B ganhou as eleições, então Brasília é a ca-
pital do Brasil.
(e) Se Brasília é a capital do Brasil, então o candidato B ganhou 
as eleições.
QUESTÃO 12
Na eleição para presidente, no segundo turno, o candidato A será 
eleito ou não será eleito. Do ponto de vista lógico, a afirmação da 
proposição caracteriza:
(a) Um silogismo.
(b) Uma tautologia.
(c) Uma equivalência.
(d) Uma contingência.
(e) Uma contradição.
CONHECIMENTOS GERAIS DO 
ESTADO DO ACRE
QUESTÃO 13
“Baixará pelo álveo destes dois rios, já unidos, a Mamoré e o Gua-
poré (portanto o Madeira) até a paragem de igual distância do 
dito rio das Amazonas ou Marañom, e da boca do dito Mamoré; 
e desde aquela paragem continuará por uma linha Leste-Oeste 
encontrar a margem oriental do Javari...” Este trecho lido, tem 
acentuada importância para a coexistência histórica e social do 
Estado do Acre, sendo parte de qual artigo do Tratado de Madri?
TOCANTINS, L. Formação histórica do Acre, p. 89.
(a) Artigo X
(b) Artigo VI
(c) Artigo VII
(d) Artigo VIII
(e) Artigo IX
QUESTÃO 14
Na lei Nº 1.117 de 26 de Janeiro de 1994, que trata dos funda-
mentos da política ambiental do Estado do Acre, no art. 2º são ob-
servados os seguintes princípios fundamentais para implantação 
e acompanhamento crítico da política ambiental: 
Lei nº 1117 de 26/01/1994 art. 2º Legislação Estadual do Acre.
Com base no enunciado acima, marque a alternativa correta.
(a) Vida do ser humano como base das questões ambientais.
(b) Minimizar os impactos ambientais diretos e indiretos das ativi-
dades ambientais produtivas.
(c) A conservação e/ou preservação dos sistemas de sustentação 
da vida e biodiversidade, em áreas consideradas críticas para sua 
existência, tendo por base estudos técnicos científicos.
(d) A multidisciplinaridade