A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Atividade Objetiva 1 - Introdução à Economia

Pré-visualização | Página 1 de 3

Atividade Objetiva 1
Entrega 20 mai em 23:59 Pontos 1 Perguntas 5
Disponível 4 mai em 0:00 - 20 mai em 23:59 17 dias Limite de tempo Nenhum
Tentativas permitidas 2
Instruções
Histórico de tentativas
Tentativa Tempo Pontuação
MAIS RECENTE Tentativa 1 10 minutos 1 de 1
Pontuação desta tentativa: 1 de 1
Enviado 5 mai em 9:15
Esta tentativa levou 10 minutos.
Importante:
Caso você esteja realizando a atividade através do aplicativo "Canvas Student", é necessário que você clique
em "FAZER O QUESTIONÁRIO", no final da página.
Fazer o teste novamente
0,2 / 0,2 ptsPergunta 1
Leia o texto abaixo:
Etimologicamente, a palavra economia deriva do grego oikonomía (de oikos,
casa; nomos, lei). Na acepção original seria a “administração da casa’’ que,
posteriormente foi associado à “administração da coisa pública”. Define-se
Economia como a Ciência Social que estuda de que maneira a sociedade
decide (escolhe) empregar recursos produtivos escassos na produção de bens
e serviços, de modo a distribuí-los entre as várias pessoas e grupos da
sociedade, a fim de satisfazer as necessidades humanas. Portanto, é a Ciência
Social que estuda como a sociedade administra recursos produtivos (fatores de
produção) escassos.
[...]A Ciência Econômica nasce da constatação de que, em qualquer
sociedade, os recursos produtivos ou fatores de produção (mão de obra, terra,
capital, matérias-primas, entre outros) são limitados. Por outro lado, os desejos
https://famonline.instructure.com/courses/15483/quizzes/58078/history?version=1
https://famonline.instructure.com/courses/15483/quizzes/58078/take?user_id=70730
e as necessidades humanas são ilimitados e sempre se renovam, por força do
próprio crescimento populacional e pela contínua elevação do padrão de vida.
Independentemente do seu grau de desenvolvimento, nenhum país consegue
dispor de todos os recursos dos quais necessita. Tem-se, então, um problema
de escassez: recursos limitados contrapondo-se a necessidades humanas
ilimitadas. Em função da escassez de recursos, toda sociedade tem de
escolher entre alternativas de produção e de distribuição dos resultados da
atividade produtiva entre os vários grupos da sociedade. Essa é a questão
central do estudo da Economia: como alocar recursos produtivos limitados, de
forma a atender ao máximo às necessidades humanas.
Fonte: Vasconcellos, Marco Antonio Sandoval de Fundamentos de economia. 6. ed. São Paulo:
Saraiva, 2019.
Como podemos observar no texto, a ciência econômica nasce da
constatação de que, em qualquer sociedade, os recursos produtivos ou
fatores de produção (mão de obra, terra, capital, matérias-primas, entre
outros) são limitados. Diante da escassez a economia tem como
finalidade: 
 
Desenvolver especialistas em mercado que devem possuir uma combinação rara
de dons. Deve ser matemático, historiador, estadista e filósofo.
 
Observar o preço e determinar a demanda dos produtos, permitindo que e o
vendedor analise o preço ao decidir a oferta.
 
Definir os fenômenos que englobam toda a economia, salários, aposentadorias,
salario família, preço dos alimentos e dos combustíveis.
 
Desenvolver estudos de como a sociedade administra seus recursos escassos.
De que forma as pessoas tomam decisões sobre a organização do trabalho,
consumo, poupança e como investem suas economias.
Correto!Correto!
A alternativa está correta, como podemos observar no texto e no e-book,
a economia tem como finalidade desenvolver estudos de como a sociedade
administra seus recursos escassos. De que forma as pessoas tomam
decisões sobre a organização do trabalho, consumo, poupança e como
investem suas economias.
 
Alocar recursos por meio das decisões descentralizadas de grandes Grupos de
empresas e famílias quando estas interagem nos mercados internacional de
bens e serviços.
0,2 / 0,2 ptsPergunta 2
Leia o texto abaixo: 
Bens duráveis lideram vendas do varejo paulista.
O volume de vendas do varejo paulista cresceu 5,1% nos dois primeiros meses
de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado.
O destaque fica por conta dos segmentos de bens duráveis, responsáveis
pelos maiores crescimentos no bimestre.
O ramo de lojas de departamentos, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, por
exemplo, vendeu 24,2% a mais, enquanto o de móveis e decorações registrou
alta de 23,9%. Os números são da pesquisa ACVarejo, da Associação
Comercial de São Paulo (ACSP).
“O comércio do estado cresce de forma sólida e tende a registrar taxas cada
vez maiores até pelo menos o fim do primeiro semestre, recuperando parte das
perdas dos últimos anos. Esse movimento é incentivado pelos aumentos de
renda, emprego e crédito, pela redução dos juros e pela ampliação dos prazos
de financiamento, favorecendo principalmente os produtos de maior valor,
vendidos a prazo. Neste sentido, bens duráveis foram mais beneficiados,
inclusive porque a base de comparação é fraca, visto que eles foram os que
mais caíram durante a crise”, destaca Alencar Burti, presidente da ACSP e da
Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).
Das 20 regiões paulistas analisadas pela pesquisa, somente o ABC registrou
queda no volume de vendas (-1,1%) nos dois primeiros meses do ano sobre
igual período de 2017. Por outro lado, a maior alta foi vista na região de
Campinas (12,4%).
A pesquisa ACVarejo é elaborada mensalmente pelo Instituto de Economia
Gastão Vidigal da ACSP, com informações da Secretaria da Fazenda do
Estado de São Paulo.
Abrange as seguintes atividades econômicas: autopeças e acessórios;
concessionárias de veículos; farmácias e perfumarias; lojas de departamentos,
eletrodomésticos e eletroeletrônicos; lojas de material de construção; lojas de
móveis e decorações; lojas de vestuários, tecidos e calçados; outros tipos de
comércio varejista; supermercados.
Fonte: https://dcomercio.com.br/categoria/negocios/bens-duraveis-lideram-vendas-do-varejo-
paulista. Acesso em 13/03/2020.
De acordo com o texto acima, e a leitura do e-book 1, julgue se as
afirmativas a seguir são verdadeiras ou falsas:
I - Os bens de capital são investimentos utilizados na produção mas não
se destinam ao financiamento do processo produtivo. Um exemplo são as
máquinas e equipamentos utilizados no processo de produção de bens, não
financiados pelo BNDES.
II - Os bens de consumo destinam-se diretamente ao atendimento 
das necessidades humanas. E, de acordo com sua durabilidade, eles
podem ser classificados em duráveis e não duráveis. 
III - Os bens intermediários são transformados ou agregados na
produção de outros bens e são consumidos totalmente no processo
produtivo. 
É verdadeiro apenas o que se afirma em:
 I e III, apenas. 
 II e III, apenas. Correto!Correto!
A alternativa está correta, pois a alternativa I é falsa porque os bens de
 capital são utilizados na fabricação de outros bens, mas não se
desgastam totalmente no processo produtivo. Um exemplo são as
 máquinas e equipamentos utilizados no processo de produção de bens.
Entretanto, são verdadeiras as alternativas II onde os bens de consumo
são realmente aqueles destinados diretamente ao atendimento das
necessidades humanas. E, de acordo com sua durabilidade, eles
 podem ser classificados em duráveis; como exemplo: mesa, cadeira,
geladeira, fogão etc.; e os não duráveis – podemos utilizar como exemplo:
os alimentos, medicamentos, entre outros.
E a alternativa III, onde os bens intermediários são transformados ou
 agregados na produção de outros bens e são consumidos
 totalmente no processo produtivo (insumos, matérias-primas).
Diferenciando-se os bens finais, que são vendidos para o consumo ou
utilização final.
 III, apenas. 
 I, apenas. 
 I e II, apenas. 
0,2 / 0,2 ptsPergunta 3
Leia o Texto a seguir:
É hora de tirar o peso do Estado das costas do empreendedor.
Segundo o Fórum Econômico Mundial, entre 140 países, o Brasil ocupa a 72.ª
posição no ranking mundial