A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Sistema ósseo

Pré-visualização | Página 1 de 1

1 
TECIDO ÓSSEO Anatomia, histologia e fisiologia 
 
Sistema ósseo 
Funções do sistema ósseo: 
 
• Suporte: sustentando os tecidos moles, fornecendo ponto de 
fixação para os tendões. 
• Proteção: dos órgãos como encéfalo, medula espinal, coração e 
pulmões. 
• Movimento: os músculos esqueléticos se fixam aos ossos. 
• Homeostasia mineral: armazenamento de diversos minerais 
como cálcio, fósforo. Sempre que necessário são liberados na 
corrente sanguínea. 
• Produção de células sanguíneas: na medula óssea vermelha são 
produzidos os eritrócitos, leucócitos e plaquetas, o que 
chamamos de hematopoese. 
• Armazenamento de triglicerídeos: a medula óssea amarela é 
composta por triglicerídeos, no recém-nascido toda a medula 
óssea é vermelha, sendo substituída pela amarela ao longo da 
vida. 
 
Células do tecido ósseo 
➺ Osteócitos: células achatadas presentes no interior da matriz 
óssea em seus canalículos. São essenciais para a manutenção da 
matriz óssea (são os osteoblastos velhos – células ósseas maduras). 
➺ Osteoblastos: células jovens, sintetizam o colágeno tipo I, 
proteoglicanos, glicoproteínas necessários para a formação da 
matriz óssea e iniciam o processo de calcificação. 
- Osteonectina: facilita a deposição de cálcio. 
- Osteoclacina: estimula a atividade nos osteoblastos. 
➺ Osteoclastos: células gigantes, multinucleadas, ramificadas, são 
células envolvidas com a reabsorção e remodelagem do tecido ósseo. 
 
 
Classificação dos ossos 
➺ Osso longo: o comprimento é maior que a largura e a espessura. 
São compostos pelas diáfise e epífise. No interior encontra-se uma 
cavidade chamada canal medular, nele é encontrada a medula óssea. 
Podem ser chamados de tubulares, são exemplos: o fêmur, úmero, 
rádio, ulna, tíbia e falanges. 
➺ Osso curto: o comprimento a largura e a espessura são 
equivalentes. São exemplos os ossos do carpo e metacarpo. 
➺ Osso laminar: chamado de plano, tem comprimento e largura 
iguais, porém a espessura é menor. São exemplos os ossos do crânio. 
➺ Osso irregular: tem forma complexa e irregular, como as 
vértebras e o osso temporal. 
➺ Osso sesamóide: encontrados em alguns tendões, conferindo 
proteção. 
➺ Osso pneumático: com cavidades, podendo ser revestidas de 
muco ou ar, são exemplos os ossos do crânio (frontal, maxilar, 
etmoide e esfenoide). 
Tipos de tecido ósseo 
➺ Osso compacto: as lacunas são unidas umas às outras, conferem 
resistência ao osso. 
➺ Osso esponjoso: formadas por trabéculas com diversas formas 
e tamanhos, conferindo elasticidade aos ossos. É mais leve, está 
localizado em lugares onde as forças aplicadas não são grandes. 
➺ Periósteo: tecido conjuntivo que reveste externamente o osso, 
exceto nas articulações. Responsáveis pela nutrição e inervação do 
osso por suas artérias e nervos no interior dos ossos. 
➺ Endósteo: fina camada de tecido conjuntivo que reveste o canal 
medular do osso. 
Tecido ósseo primário ou imaturo: não lamelar, é substituído 
gradualmente pelo lamelar ou secundário. É mais comum nas crianças, 
tem fibras colágenas em várias direções, sem uma organização 
definida, com menor quantidade de minerais. 
Tecido ósseo secundário ou maduro: mais comum nos adultos, contém 
lamelas paralelas, situads em torno dos canais com vasos, formando 
os sistemas de Havers. 
 
 
 
 
 
 
 
2 
TECIDO ÓSSEO Anatomia, histologia e fisiologia 
 
 
Formação do tecido ósseo 
➺ Ossificação intramembranosa: forma os ossos frontal, parietal 
e partes dos ossos occipital, temporal e maxilares superior e inferior. 
Contribui para o crescimento dos ossos curtos e aumento da 
espessura dos ossos longos. 
Uma peça de cartilagem, com formato de osso, serve de molde para 
a formação do tecido ósseo. Esta peça de cartilagem é substituída 
gradativamente por tecido ósseo. 
➺ Ossificação endocrondal: forma o ossos curtos e longos. As 
epífises e diáfises sofrem o processo de ossificação. 
 
 
 
 
 
Crescimento e remodelação óssea 
➺ Minerais: o cálcio e o fósforo são muito importantes para a 
formação e remodelagem óssea, além de magnésio, fluoreto, ferro 
e manganês. 
➺ Vitaminas: a vitamina A estimula a atividade dos osteoblastos, a 
vitamina C sintetiza o colágeno, a vitamina D ajuda na formação 
óssea, aumentando a reabsorção de cálcio. As vitaminas K e B12 são 
necessárias apara a síntese de proteínas do osso. 
➺ Hormônios: os fatores de crescimento insulina dependentes (IGFs) 
estimulam os osteoblastos, eles são produzidos devido a secreção do 
hormônio de crescimento humano (GH). Os hormônios da tireóide 
estimulam os osteoblastos. 
Obs: os hormônios sexuais secretados na puberdade auxiliam no 
crescimento ósseo, isso explica o estirão do crescimento durante 
esta fase da vida. 
Fraturas 
➺ Fratura aberta (exposta): as extremidades fraturadas do osso 
se projetam para fora da pele. 
➺ Fratura fechada (simples): as extremidades fraturadas do osso 
não rompem a pele (como ocorre na fratura aberta). 
➺ Fratura cominutiva: o osso é fragmentado, esmagado ou 
quebrado em vários fragmentos, e os fragmentos menores se 
alojam entre dois ligamentos principais; este tipo de fratura tem um 
tratamento mais complexo. 
➺ Fratura em galho verde: fratura parcial, um lado se quebra e o 
outro apenas dobra. Ocorre somente em crianças, com ossos não 
ossificados completamente. 
➺ Fratura impactada: uma extremidade do osso fraturado é 
inserida no interior da outra. 
Reparo ósseo 
➀ Ocorre a formação de uma massa de sangue coagulado 
(hematoma de fratura) nas extremidades rompidas, com a ausência 
de circulação sanguínea, as células ósseas vizinhas acabam morrendo. 
Neutrófilos e macrófagos removem o tecido necrosado próximo do 
hematoma, podendo levar até algumas semanas este processo. 
➁ Os fibroblastos vindos do periósteo, produzem fibras colágenas, 
que leva a formação do calo fibrocartilagíneo. Os fibroblastos das 
regiões não fraturadas formam trabéculas que unem as partes 
mortas e vivas do osso, dando origem ao calo ósseo (osso esponjoso). 
3 
TECIDO ÓSSEO Anatomia, histologia e fisiologia 
 
➂ as partes mortas do osso rompido são gradualmente 
reabsorvidas pelos osteoclastos. O osso compacto vai substituindo o 
esponjoso ao redor da fratura. 
Mesmo o osso tendo uma irrigação sanguínea abundante, a 
cicatrização pode demorar meses, os minerais são depositados aos 
poucos, os osteócitos reproduzem lentamente.