A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
simulado

Pré-visualização | Página 2 de 2

adequada e saudável incentivando o consumo de alimentos fontes de vitamina A.
	
	
	​​​​​Promoção do aleitamento materno exclusivo até o 6º mês e complementar até 1 ano.
	
	
	​​​​Suplementação profilática regular para crianças menores de 2 anos de idade.
	
	
	Suplementação profiláticas para mulheres em idade fértil até 2 meses antes da concepção.
	
Explicação:
Medidas importantes de prevenção da deficiência de vitamina A:
Promoção do aleitamento materno exclusivo até o 6º mês e complementar até 2 anos de idade ou mais com a introdução dos alimentos complementares em tempo oportuno e de qualidade.
Promoção da alimentação adequada e saudável, assegurando informações para incentivar o consumo de alimentos fontes em vitamina A pela população.
Suplementação profilática periódica e regular das crianças de 6 a 59 meses de idade, com megadoses de vitamina A.
Suplementação profilática com megadoses de vitamina A para mulheres no pós-parto imediato (puérpera), antes da alta hospitalar.
	
 
		
	
		1.
		O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível, econômica e eficaz intervenção para a redução da morbimortalidade infantil. Permite ainda um grandioso impacto na promoção da saúde integral da dupla mãe/bebê e regozijo de toda a sociedade. Analise as afirmativas abaixo:
I O aleitamento materno exclusivo é recomendado pelo Ministério da saúde até o sexto mês de vida.
II Dentre os benefícios do aleitamento materno podemos destacar o fortalecimento do vínculo mãe e bebê.
III O Ministério da Saúde recomenda que o aleitamento seja realizado até no máximo os dois anos de idade.
IV A sucção precoce do bebê na primeira hora de vida auxilia na contração do útero para eliminação da placenta e reduz o risco de hemorragias.
Assinale a alternativa que apresenta apenas as assertivas CORRETAS:
	
	
	
	Apenas II e IV.
	
	
	I, II e III.
	
	
	Apenas I e II.
	
	
	I, II, III e IV.
	
	
	I, II, IV.
	
Explicação:
A afirmativa III é falsa pois o Ministério da Saúde recomenda que o aleitamento seja realizado por dois anos ou mais.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A definição do grupo materno-infantil é importante para o planejamento das atividades de atenção básica de saúde e direcionamento de ações específicas. Podemos definir o grupo materno-infantil segundo as faixas etárias ou momentos fisiológicos que o englobam, tais como:
	
	
	
	Lactentes: mulheres que amamentam.
	
	
	​​​​​Puérperas: mulheres que deram à luz até 6 semanas após o parto.
	
	
	Mulheres em idade fértil.
	
	
	​​​​​Neonato: criança até 7 dias de vida.
	
	
	Lactantes: bebês que são amamentados.
	
Explicação:
De acordo com o Ministério da Saúde (2002), podemos definir o grupo materno-infantil segundo as faixas etárias ou pelos momentos fisiológicos que o englobam. Esse grupo é constituído pelos seguintes ciclos de vida:
- Gestantes: mulheres grávidas;
- Puérpera: mulheres que deram à luz até seis semanas após o parto;
- Nutrizes ou lactantes: mulheres que amamentam;
- Recém-nascido ou neonato: crianças desde o nascimento até 28 dias;
- Lactentes: crianças amamentadas até 1 ano 11 meses e 29 dias;
- Pré-escolares: crianças de 12m a 6 anos, 11m e 29 dias;
- Escolares: crianças de 7 anos a 9 anos, 11 meses, 29 dias;
- Adolescentes: 10 a 20 anos incompletos
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A anemia por deficiência de ferro resulta de um longo período de balanço negativo entre a quantidade de ferro biologicamente disponível e a necessidade orgânica desse oligoelemento. Dentre as funções do ferro podemos ressaltar:
	
	
	
	Síntese de DNA.
	
	
	​​​Síntese proteica.
	
	
	Co-fator de enzimas do metabolismo lipídico.
	
	
	Síntese de purinas.
	
	
	Co-fator de enzimas do metabolismo glicídico.
	
Explicação:
O ferro é o oligoelemento mais abundante no organismo humano, participando de diversos processos metabólicos, incluindo o transporte de elétrons, transporte de oxigênio e nutrientes no sangue, síntese de DNA e metabolismo de catecolaminas (cofator da enzima tirosina hidroxilase).
	
	
	
	 
		
	
		4.
		O Ministério da Saúde estabeleceu algumas medidas para prevenção da deficiência de vitamina A nos grupos de maior risco através do programa Vitamina A Mais, dentre as principais medidas podemos destacar:
	
	
	
	Suplementação profiláticas para mulheres em idade fértil até 2 meses antes da concepção.
	
	
	Suplementação profilática com megadoses de vitamina A para puérperas 1 semana após a alta hospitalar.
	
	
	​​​​Suplementação profilática regular para crianças menores de 2 anos de idade.
	
	
	​​​​​Promoção do aleitamento materno exclusivo até o 6º mês e complementar até 1 ano.
	
	
	​​​​​​Promoção da alimentação adequada e saudável incentivando o consumo de alimentos fontes de vitamina A.
	
Explicação:
Medidas importantes de prevenção da deficiência de vitamina A:
Promoção do aleitamento materno exclusivo até o 6º mês e complementar até 2 anos de idade ou mais com a introdução dos alimentos complementares em tempo oportuno e de qualidade.
Promoção da alimentação adequada e saudável, assegurando informações para incentivar o consumo de alimentos fontes em vitamina A pela população.
Suplementação profilática periódica e regular das crianças de 6 a 59 meses de idade, com megadoses de vitamina A.
Suplementação profilática com megadoses de vitamina A para mulheres no pós-parto imediato (puérpera), antes da alta hospitalar.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.