A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
07 - AMINOGLICOSÍDEOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fabiana A. Getulino - ATM2023 
 
AMINOGLICOSÍDEOS 
CARACTERÍSTICAS: 
• Antibióticos inibidores da síntese proteica 
• Ação bactericida 
• Penetração celular bacteriana → proteínas de 
membrana + O2 
o Bactérias aeróbias 
o Limitações ao mecanismo de ação: 
▪ Anaerobiose (abcessos, urina 
hiperosmolar ácida), diminuição 
do pH, cátions, 
hiperosmolaridade etc. 
- (Os Aminoglicosídeos não 
conseguem agir quando existe 
ausência de oxigênio. 
PORTANTO, não se usa 
aminoglicosídeos para tratar de 
germes anaeróbios. Esses 
medicamentos, funcionam muito 
bem para tratar germes gram 
negativos aeróbios). 
• Boa estabilidade contra mecanismos de resistência 
o Inativação enzimática 
o Impermeabilidade da membrana 
• Efeito pós-antibiótico: 
o É a persistência do efeito antimicrobiano 
do antibiótico depois que a sua 
concentração plasmática acaba caindo 
abaixo da concentração inibitória mínima. 
• Sinergismo com outros antibióticos: 
o Aminoglicosídeos (Gentamicina) + Beta-
lactâmicos → Gram positivo 
o Aminoglicosídeos (Amicacina) + Beta-
lactâmicos → Gram negativo 
• Penetração ruim no SNC e nos demais tecidos - 
(Apenas alguns tecidos como parênquima renal e 
estruturas do ouvido interno possuem boa 
penetração desses medicamentos, o que justifica 
os efeitos adversos: nefrotoxicidade e 
ototoxicidade). 
• Geralmente, os aminoglicosídeos não são usados 
em monoterapia nem em uso de primeira linha. 
• Efeitos indesejados → Toxicidade considerável: 
o Toxicidade vestibulococlear: 
▪ Vertigem, náuseas, zumbido, 
cefaleia, diminuição da acuidade 
auditiva. 
o Nefrotoxicidade: 
▪ Diminuição da TFG e necrose 
tubular aguda. 
o Paralisia Muscular (raro) 
• Contraindicação na gestação → Toxicidade fetal; 
PRINCIPAIS REPRESENTANTES: 
o GENTAMICINA 
o AMICACINA 
o ESREPTOMICINA 
o NEOMICINA 
o TOBRAMICINA 
 
→ GENTAMICINA e AMICACINA: 
• Via de administração: VO, parenteral e tópica; 
• Cobertura: 
o Germes gram negativos: pseudomonas e 
hemófilos, enterobactérias (E. coli, 
Klebisiela, Proteus e Serratia); 
o Sem ação contra Neisserias. 
o Ineficazes contra gram positivos: estáfilos 
MSSA e anaeróbios 
o Cobertura semelhante ao Ciprofloxacino e 
Cefalosporinas de terceira geração. 
• Aplicação prática: 
o Infecções graves por aeróbios (gram 
negativos) 
▪ ITR, sepse, infecções intra-
abdominais e possivelmente em 
ITU complicada;