Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
ANÁLISES PARASITOLÓGICAS SIMULADOS

Pré-visualização | Página 1 de 4

INTRODUÇÃO ÀS ANÁLISES PARASITOLÓGICAS
	 
		
	
		1.
		Ao menos 25 pessoas foram infectadas pela doença de Chagas, em Coari (363 km de Manaus, AM), após consumirem suco de açaí durante a Semana Santa. A bebida foi preparada artesanalmente por uma comunidade local que reuniu cerca de 200 pessoas para comemorar o feriado.Considerando essa notícia e o assunto relacionado a ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa CORRETA. 
	
	
	
	 O parasito causador da doença de Chagas, de acordo com o seu ciclo evolutivo, é classificado como monoxênico. 
	
	
	A notícia é falsa, pois é impossível se infectar com a ingestão de suco de açaí. 
	
	
	A forma evolutiva do Trypanosoma encontrada nesse suco é do tipo epimastigota. 
	
	
	Nenhuma das outras alternativas.
	
	
	O desmatamento não pode ser relacionado ao tipo de contaminação ocorrida ao se ingerir esse suco. 
	
Explicação:
A resposta correta é: O desmatamento não pode ser relacionado ao tipo de contaminação ocorrida ao se ingerir esse suco. 
	
	
	 
		
	
		2.
		A parasitologia é o campo da Biologia que estuda as relações entre os parasitas (protozoários, nematódeos, platelmintos e artrópodes) com outro organismo (hospedeiro), humano ou não. Os parasitas precisam dessa associação para:
	
	
	
	a retirada de nutrientes o que de fato não é garantia de seu crescimento e de sua sobrevivência.
	
	
	o compartilhamento de nutrientes e a garantia de seu crescimento e de sua sobrevivência.
	
	
	a retirada de nutrientes e a garantia de seu crescimento e de sua sobrevivência.
	
	
	o aproveitamento de nutrientes e a garantia do crescimento e da sobrevivência do hospedeiro.
	
	
	a retirada de nutrientes e a garantia de que o hospedeiro responderá, a partir do sistema imunológico, contra a sua presença no organismo humano.
	
Explicação:
É importante destacar que os parasitas e os hospedeiros encontram-se bastante adaptados uns aos outros. Isso ocorre porque o parasita precisa retirar seus nutrientes, sendo assim, ele deve agir de modo que não leve o hospedeiro à morte. Se o hospedeiro morrer cedo, em pouco tempo o parasita não terá alimento.
	
	
	 
		
	
		3.
		Os trypanosomas e as Leishmanias pertencem aos gêneros da família Trypanosomatidae. São heteróxenos, ou seja, seu ciclo de vida apresenta mais de um hospedeiro, na maioria das vezes um para reprodução sexuada e outro para reprodução assexuada. São encontrados em vertebrados e apresentam vetores que se alimentam:
	
	
	
	de fezes, que são chamados de coprófagos.
	
	
	de sangue, que são chamados de hematófagos.
	
	
	de amônia, que são chamados de hematófagos.
	
	
	de glicose, que são chamados de glicosúricos.
	
	
	de uréia, que são chamados de hematúrico.
	
Explicação:
Dentre as hemoparasitoses que afetam o ser humano, as mais conhecidas são causadas pelos hemoparasitas pertencentes às espécies Trypanosoma cruzi e ao gênero Plasmodium. O Plasmodium sp é um protozoário hemoparasita responsável pela causa da Malária, e possui como vetor de transmissão a fêmea do mosquito pertencente ao gênero Anopheles. O mosquito é considerado hematófago, ou seja, se alimenta de sangue de outros animais. Assim, ao entrar em contato com sangue infectado pelo protozoário, a fêmea do mosquito passa a infecção adiante picando diferentes indivíduos.
	
	
	PROTOZOÁRIOS DE VIAS DIGESTIVAS E GENITURINÁRIAS DE IMPORTÂNCIA CLÍNICA
	 
		
	
		4.
		O diagnóstico é feito na fase crônica. Nesse exame, o sangue de pacientes infectado com T. cruzi é oferecido para os barbeiros. Após um período de incubação, é observada a multiplicação das formas epimastigotas no trato digestivo do vetor e a posterior liberação das tripomastigotas nas fezes e na urina. O exame descrito no parágrafo é denominado:
	
	
	
	Hemocultura
	
	
	Xenodiagnóstico
	
	
	Hemograma
	
	
	Imunodiagnóstico
	
	
	PCR (reação em cadeia da polimerase)
	
Explicação:
O xenodiagnóstico é um método diagnóstico usado para documentar a presença de um patógeno causador de uma doença infecciosa pela exposição de material infectado a um vetor e então examiná-lo para a detecção do micro-organismo.
	
	
	 
		
	
		5.
		As principais doenças causadas por protozoários que envolvem o sangue e os órgãos internos são:
	
	
	
	Esquistossomose, Dengue, Leishmaniose e Difteria.  
	
	
	Tripanossomíase, hepatite, esquistossomose e filariose. 
	
	
	Malária, toxoplasmose, tripanossomíase e leishmaniose. 
	
	
	Dengue, difteria, micose e disenteria. 
	
	
	Toxoplasmose, difteria, filariose e micose. 
	
Explicação:
A resposta correta é: Malária, toxoplasmose, tripanossomíase e leishmaniose. 
	
	
	 
		
	
		6.
		(UFAL, 2014) No diagnóstico parasitológico das fezes, dependendo da consistência do material fecal, pode-se encontrar diferentes formas dos protozoários intestinais. O técnico necessita estar atento para este ponto, pois será determinante para escolha da técnica e a possível forma do protozoário pesquisada. As formas de vida encontradas no diagnóstico da Giardíase em fezes formadas e fezes diarreicas, respectivamente, são:
	
	
	
	Trofozoítos e Cisto.
	
	
	Cisto e Trofozoítos.
	
	
	Trofozoítos e Oocistos.
	
	
	Merozoítos e Trofozoítos.
	
	
	Cisto e Oocistos.
	
Explicação:
EPFs são solicitados para investigação dos cistos e trofozoítos. Nas fezes formadas, prevalece a identificação de cistos, que podem ser detectados em preparações a fresco pelo método direto, com salina ou lugol, ou por métodos de sedimentação, Faust ou MIFC. Em fezes diarreicas, a pesquisa de trofozoítos é feita no material a fresco, ou após a coloração com o lugol ou hematoxilina-férrica. Os trofozoítos são rapidamente destruídos; assim, recomenda-se a coleta de material com conservantes (MIF).
	
	
	 
		
	
		7.
		A malária é uma doença grave causada por protozoários e transmitida pela picada de um mosquito do gênero Anopheles. Essa doença apresenta como principal sintoma a febre intermitente que ocorre no momento do rompimento das hemácias.Marque abaixo a alternativa que indica corretamente o gênero do protozoário responsável por causar essa doença parasitária. 
	
	
	
	Trypanosoma
	
	
	Entamoeba
	
	
	Giardia
	
	
	Balantidium. 
	
	
	Plasmodium
	
Explicação:
A resposta correta é: Plasmodium
	
	
	 
		
	
		8.
		Além das características de uma helmintíase transmitida pelo solo, a estrongiloidíase, infecção humana causada por Strongyloides stercoralis, possui outras muito singulares. Todas as alternativas abaixo apresentam fatores que contribuem para a manutenção do processo de transmissão de S. stercoralis, exceto: 
	
	
	
	A ingestão de verduras e legumes cultivados usando como adubo fezes humanas contaminadas, com larvas do tipo filarióide, são a principal fonte de infecção por S. stercoralis.
	
	
	As larvas de S. stercoralis expulsas nas fezes tornam-se infectantes rapidamente, conferindo aos excretos alta contagiosidade assim que depositados no solo.
	
	
	Os mecanismos de autoinfecção responsáveis pela cronicidade e hiperinfecção, dependem dos hábitos higiênicos e das condições de funcionamento do intestino dos infectados, além do uso de altas doses de corticoesteróides.
	
	
	O ciclo de vida livre multiplica o potencial infectante do solo contaminado 
	
	
	A visita frequente dos moradores de rústicas habitações rurais, sempre aos mesmos lugares do peridomicilio, para defecar, com os pés descalços, contribui para infectar novos hospedeiros ou para a reinfecção.
	
Explicação:
A resposta correta é: O ciclo de vida livre multiplica o potencial infectante do solo contaminado 
	
	
	 
		
	
		9.
		(SESA, 2013) A toxoplasmose é uma doença transmissível, causada por um protozoário, parasita intracelular, denominado Toxoplasma gondii. Com relação a esse assunto, assinale a opção correta.
	
	
	
	A transmissão da doença pode ocorrer por via transplacentária, porém esta consiste em
Página1234