A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
Semiologia e Psicopatologia dos Transtornos Mentais (Capítulo 21): O Juízo de Realidade e suas Alterações (O Delírio)

Pré-visualização | Página 3 de 3

sente o corpo destruído,
mordo, seco, podre
Acredita que tem uma doença
grave, que está contaminado,
que irá morrer brevemente
Delírio Cenestopático
Acredita que o corpo está
alterado, com sensações
estranhas nos órgãos
OBSERVAÇÃO: considera-se necessária cautela
para distinguir Delírio Hipocondríaco da ideia
hipocondríaca a partir da intensidade da
crença, da ausência de crítica e do
envolvimento com as preocupações
hipocondríacas 
Considera-se que o sistema de crenças, os
símbolos sociais, culturais e religiosos, o
conceito de self mais coletivo e individualista, os
eventos sociais e históricos, assim como o
contexto socioeconômico, cultural e político são
fatores importantes na determinação dos
conteúdos dos delírios. Além disso, consideram-
se características individuais, tais como o
gênero, a idade, o nível educacional, entre
outros (p. 223)
D A L G A L A R R O N D O , P A U L O .   P S I C O P A T O L O G I A E S E M I O L O G I A D O S
T R A N S T O R N O S M E N T A I S . 3 . E D . P O R T O A L E G R E : A R T M E D , 2 0 1 9
Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais
Capítulo 21: O JUÍZO DE REALIDADE E SUAS ALTERAÇÕES (O DELÍRIO)
FATORES QUE DETERMINAM OS CONTEÚDOS DOS DELÍRIOS 
Delírio tipo Truman (p. 223): acredita que
sua vida é uma encenação, sendo
constantemente vigiado e filmado. 
O contexto atual de desenvolvimento
tecnológico destaca ideias delirantes que, por
meio da internet, pessoas controlam a vida,
ações e pensamentos ou que as atividades
realizadas estariam sendo publicadas na
internet. Há, ainda, a ideia de que foram
implantados chips em seus corpos que
transmitem tudo que pensa, sente ou vê (p. 223). 
D A L G A L A R R O N D O , P A U L O .   P S I C O P A T O L O G I A E S E M I O L O G I A D O S
T R A N S T O R N O S M E N T A I S . 3 . E D . P O R T O A L E G R E : A R T M E D , 2 0 1 9
Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais
Capítulo 21: O JUÍZO DE REALIDADE E SUAS ALTERAÇÕES (O DELÍRIO)
DELÍRIOS, INTERNET E MUNDO TECNOLÓGICO CONTEMPORÂNEO
Destacam-se algumas hipóteses sobre as
possíveis causas do delírio, sendo elas:
D A L G A L A R R O N D O , P A U L O .   P S I C O P A T O L O G I A E S E M I O L O G I A D O S
T R A N S T O R N O S M E N T A I S . 3 . E D . P O R T O A L E G R E : A R T M E D , 2 0 1 9
Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais
Capítulo 21: O JUÍZO DE REALIDADE E SUAS ALTERAÇÕES (O DELÍRIO)
POSSÍVEIS CAUSAS E TEORIAS ETIOLÓGICAS DOS DELÍRIOS 
Afetividade, Emoções
Negativas, Estresse
Diário e Delírio
Modelos Existenciais
Modelos Psicanalíticos
e Psicodinâmicos
Psicologia Cognitivista
e o Modelo da
Experiência Anômala
Psicologia Cognitivista
e o Modelo do Viés
Atencional
Considera a tendência a dirigir
a atenção seletivamente para
estímulos ameaçadores
O delírio estaria intimamente
ligado às alucinações e/ou
outras alterações
sensoperceptivas
Consideram que a afetividade,
por meio de emoções negativas,
estresse e baixa autoestima
podem desencadear o delírio
Consideram que o delírio surge
a partir de uma profunda
transformação do encontro
entre seres humanos
Consideram que há na base do
delírio um processo de
transformação de impulsos e
desejos inaceitáveis
Modelos
Neurobiológicos e
Neuropsicológicos
Psicologia Cognitivista
e a Teoria da Mente
 Os delírios seriam resultantes de
disfunções das áreas cerebrais
frontais
 Inferência do estado mental
alheio para predizer e explicar
os comportamentos de outras
pessoas
D A L G A L A R R O N D O , P A U L O .   P S I C O P A T O L O G I A E S E M I O L O G I A D O S
T R A N S T O R N O S M E N T A I S . 3 . E D . P O R T O A L E G R E : A R T M E D , 2 0 1 9
Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais
Capítulo 21: O JUÍZO DE REALIDADE E SUAS ALTERAÇÕES (O DELÍRIO)
Psicologia Cognitivista
e o Modelo do Viés de
Salto-para-Conclusões
Tendência a extrair conclusões
com poucas evidências fatuais
Psicologia Cognitivista
e o Modelo do Viés
Atributivo
Os delírios estariam vinculados a
processos distorcidos de
atribuição de causas, atos e
intenções