A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
exercicios Pedido Conceito Requisitos Espécies de pedido e interpretação do Pedido

Pré-visualização | Página 1 de 2

1 Quanto aos pedidos na petição inicial, é correto afirmar: 
Você acertou! 
A. São elementos essenciais intrínsecos da petição. 
Por que esta resposta é a correta? 
O pedido é o elemento essencial da petição inicial, estando elencado no Artigo 319, IV. 
 
B. Sempre podem ser genéricos. 
Por que esta resposta não é correta? 
O pedido é o elemento essencial da petição inicial, estando elencado no Artigo 319, IV. 
 
C. Não se pode fazer cumulação de pedidos em uma única ação. 
Por que esta resposta não é correta? 
O pedido é o elemento essencial da petição inicial, estando elencado no Artigo 319, IV. 
 
D. Os honórarios advocatícios só podem ser deferidos se pedidos explicitamente. 
Por que esta resposta não é correta? 
O pedido é o elemento essencial da petição inicial, estando elencado no Artigo 319, IV. 
 
E. Os pedidos nunca podem ser alterados. 
Por que esta resposta não é correta? 
O pedido é o elemento essencial da petição inicial, estando elencado no Artigo 319, IV. 
2. O tipo de cumulação em que é feito mais de um pedido interdependente, ou seja, em que o resultado 
de um não tem impacto no outro, é chamado de: 
A. Cumulação sucessiva. 
Por que esta resposta não é correta? 
Na cumulação simples, são feitos vários pedidos contra um mesmo réu, sendo que cada um deles pode ser 
analisado separadamente, não havendo ordem de preferência entre eles, sendo possível que todos os pedidos 
sejam julgados procedentes ou improcedentes, sem que um afete o outro. 
 
Você acertou! 
B. Cumulação simples. 
Por que esta resposta é a correta? 
Na cumulação simples, são feitos vários pedidos contra um mesmo réu, sendo que cada um deles pode ser 
analisado separadamente, não havendo ordem de preferência entre eles, sendo possível que todos os pedidos 
sejam julgados procedentes ou improcedentes, sem que um afete o outro. 
 
C. Cumulação alternativa. 
Por que esta resposta não é correta? 
Na cumulação simples, são feitos vários pedidos contra um mesmo réu, sendo que cada um deles pode ser 
analisado separadamente, não havendo ordem de preferência entre eles, sendo possível que todos os pedidos 
sejam julgados procedentes ou improcedentes, sem que um afete o outro. 
 
D. Cumulação subsidiária. 
Por que esta resposta não é correta? 
Na cumulação simples, são feitos vários pedidos contra um mesmo réu, sendo que cada um deles pode ser 
analisado separadamente, não havendo ordem de preferência entre eles, sendo possível que todos os pedidos 
sejam julgados procedentes ou improcedentes, sem que um afete o outro. 
 
E. Cumulação imprópria. 
Por que esta resposta não é correta? 
Na cumulação simples, são feitos vários pedidos contra um mesmo réu, sendo que cada um deles pode ser 
analisado separadamente, não havendo ordem de preferência entre eles, sendo possível que todos os pedidos 
sejam julgados procedentes ou improcedentes, sem que um afete o outro. 
3. Para que os pedidos possam ser cumulados, eles devem: 
A. ter o mesmo tribunal competente para julgar. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 327. É lícita a cumulação, em um único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, ainda que entre 
eles não haja conexão. 
§ 1o São requisitos de admissibilidade da cumulação que: 
I - os pedidos sejam compatíveis entre si. 
II - seja competente para conhecer deles o mesmo juízo. 
III - seja adequado para todos os pedidos o tipo de procedimento. 
§ 2o Quando, para cada pedido, corresponder tipo diverso de procedimento, será admitida a cumulação se o 
autor empregar o procedimento comum, sem prejuízo do emprego das técnicas processuais diferenciadas 
previstas nos procedimentos especiais a que se sujeitam um ou mais pedidos cumulados, que não forem 
incompatíveis com as disposições sobre o procedimento comum. 
 
B. obedecer o rito sumaríssimo. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 327. É lícita a cumulação, em um único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, ainda que entre 
eles não haja conexão. 
§ 1o São requisitos de admissibilidade da cumulação que: 
I - os pedidos sejam compatíveis entre si. 
II - seja competente para conhecer deles o mesmo juízo. 
III - seja adequado para todos os pedidos o tipo de procedimento. 
§ 2o Quando, para cada pedido, corresponder tipo diverso de procedimento, será admitida a cumulação se o 
autor empregar o procedimento comum, sem prejuízo do emprego das técnicas processuais diferenciadas 
previstas nos procedimentos especiais a que se sujeitam um ou mais pedidos cumulados, que não forem 
incompatíveis com as disposições sobre o procedimento comum. 
 
Você acertou! 
C. ser compatíveis entre si. 
Por que esta resposta é a correta? 
Art. 327. É lícita a cumulação, em um único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, ainda que entre 
eles não haja conexão. 
§ 1o São requisitos de admissibilidade da cumulação que: 
I - os pedidos sejam compatíveis entre si. 
II - seja competente para conhecer deles o mesmo juízo. 
III - seja adequado para todos os pedidos o tipo de procedimento. 
§ 2o Quando, para cada pedido, corresponder tipo diverso de procedimento, será admitida a cumulação se o 
autor empregar o procedimento comum, sem prejuízo do emprego das técnicas processuais diferenciadas 
previstas nos procedimentos especiais a que se sujeitam um ou mais pedidos cumulados, que não forem 
incompatíveis com as disposições sobre o procedimento comum. 
 
D. Pode ocorrer apenas em tribunais especiais. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 327. É lícita a cumulação, em um único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, ainda que entre 
eles não haja conexão. 
§ 1o São requisitos de admissibilidade da cumulação que: 
I - os pedidos sejam compatíveis entre si. 
II - seja competente para conhecer deles o mesmo juízo. 
III - seja adequado para todos os pedidos o tipo de procedimento. 
§ 2o Quando, para cada pedido, corresponder tipo diverso de procedimento, será admitida a cumulação se o 
autor empregar o procedimento comum, sem prejuízo do emprego das técnicas processuais diferenciadas 
previstas nos procedimentos especiais a que se sujeitam um ou mais pedidos cumulados, que não forem 
incompatíveis com as disposições sobre o procedimento comum. 
 
E. Não pode nunca ocorrer em pedidos alternativos. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 327. É lícita a cumulação, em um único processo, contra o mesmo réu, de vários pedidos, ainda que entre 
eles não haja conexão. 
§ 1o São requisitos de admissibilidade da cumulação que: 
I - os pedidos sejam compatíveis entre si. 
II - seja competente para conhecer deles o mesmo juízo. 
III - seja adequado para todos os pedidos o tipo de procedimento. 
§ 2o Quando, para cada pedido, corresponder tipo diverso de procedimento, será admitida a cumulação se o 
autor empregar o procedimento comum, sem prejuízo do emprego das técnicas processuais diferenciadas 
previstas nos procedimentos especiais a que se sujeitam um ou mais pedidos cumulados, que não forem 
incompatíveis com as disposições sobre o procedimento comum. 
4. Quanto à cumulação subsidiária, é correto afirmar que: 
A. não existe ordem de preferência entre os pedidos. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 326. É lícito formular mais de um pedido em ordem subsidiária, a fim de que o juiz conheça do posterior, 
quando não acolher o anterior. 
Parágrafo único. É lícito formular mais de um pedido, alternativamente, para que o juiz acolha um deles. 
 
B. caberá ao juiz, a seu critério, escolher qual pedido que deve ser deferido. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 326. É lícito formular mais de um pedido em ordem subsidiária, a fim de que o juiz conheça do posterior, 
quando não acolher o anterior. 
Parágrafo único. É lícito formular mais de um pedido, alternativamente, para que o juiz acolha um deles. 
 
C. é a formulação de dois ou mais pedidos, esperando que todos sejam atendidos. 
Por que esta resposta não é correta? 
Art. 326. É lícito formular

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.