A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
INFLAMAÇÃO | PATOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

(
Princípios da infama
ção
)Farmacologia 
Inflamação: é uma reação do tecido vascularizado, frente a uma agressão que é caracterizada pelo extravasamento de líquido e células do sangue para o interstício.
É importante antagonizar a inflamação?
Se não houvesse o processo inflamatório, os microorganismos poderiam circular livremente, penetrando nossas mucosas e não existiria cicatrização. Porém, quando há uma resposta inflamatória exacerbada, o órgão acometido pode vir a perder a função e essa lesão acaba sendo maior que a lesão base.
Principais Efeitos:
· Vasodilatação
· Acúmulo de plasma no tecido
· Aumento do fluxo sanguíneo
· Aumento da permeabilidade vascular
· Migração de leucócitos
Sinais Cardinais:
· Rubor (vermelhidão)
· Calor
· Edema
· Dor
· Perda da função
Mediadores inflamatórios:
Histamina e Bradicinina: aumentam a permeabilidade capilar
Prostaglandinas: vasodilatadoras, sensibilizam nociceptores (hiperalgesia), estimulam centros hipotalâmicos e de termo regulação.
Leucotrienos: aumenta a permeabilidade vascular, migração de leucócitos para o sítio da lesão.
Mecanismo da Ação Inflamatória:
· Bloqueio da formação de PGs por inibição da COX
· Inibição da liberação de histamina
· Diminuição da migração de PMN e monócitos
Mecanismo de Ação Analgésica:
· Bloqueio da formação de PGs por inibição da COX
Mecanismo de Ação Antitérmica:
· Bloqueio da formação de PGs por inibição da COX
Resumindo:
1. Lipo-oxigenases: substâncias ligadas à inflamação e processos alérgicos (LEUCOTRIENOS)
2. COX 1: Substâncias fisiológicas protetoras (GÁSTRICAS E RENAIS)
3. COX 2: Substâncias ligadas à inflamação (PROSTAGLANDINAS, PROSTACICLINAS E TROMBOXANES)