A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
redaçao bullying

Pré-visualização | Página 1 de 1

COLÉGIO MUTUM
	
	SÉRIE:
	2ª
	DISCIPLINA: REDAÇÃO-
TEMA: BULLYING
	DATA: 15/04/2021
	GRAU:
	2°
	PROFESSOR: Manuel Alcântara
	1° BIMESTRE
	NOTA:
	
	ALUNO (A):SOFIA 
	
	VALOR DA REDAÇÃO
	1000
PONTOS
	Instruções: 
∙ Leia atentamente sua redação  antes de entregá-la ao professor. 
	
MUTUM – MG
 Em tempos modernos, é celebrado no Brasil, no dia 7 de abril, o Dia Nacional de Combate ao Bullying, após um massacre que ocorreu na escola municipal Tasso da Silveira matando 12 pessoas. O bullying é um comportamento agressivo que pode ser sucedido por agressões físicas e verbais, começando sempre nas escolas uma criança domina e a outra é dominada, normalmente virando chacota entre os colegas. Assim, realizando parceria com o Governo Federal, escolas e os pais dos alunos, conseguiremos reunir forças suficiente para tentar solucionar esse problema que afeta tantas crianças.
 Acresce que, hoje em dia vivemos em uma sociedade completamente narcisista, egocêntrica e capitalista, fazendo com que as pessoas sejam fúteis em seus relacionamentos, amizades e até mesmo com seus filhos. No entanto, o bullying começa quando a criança é oprimida dentro de casa e vira a opressora na escola, reproduzindo o comportamento dos pais. Esse problema também ocorre na internet, conhecido como cyberbullying, em virtude do grande ódio gratuito, da cultura do cancelamento e não haver punição para os opressores, esse problema só vem aumentando.
 Em virtude disso, pode ocorrer consequências gravíssimas ao longo do crescimento da criança que sofre o bullying, como por exemplo, bloqueio emocional, isolamento social, depressão e ate mesmo suicídio. Um exemplo dessas consequências são retratadas na serie “13 reasons why” produzida pela Netflix, onde a protagonista “Hanna Baker” sofre todas essas violências e acaba se suicidando. Para o opressor, pode acontecer dele se tornar um criminoso e marginalizado quando for mais velho.
 Destarte, para conseguir resolver esse problema com a ajuda do Governo a principal iniciativa seria o MEC instituir uma lei em que é obrigatório haver psicólogos nas escolas para que todos os alunos possam ter acesso a esse recurso tao importante e também para que saibam que não estão sozinhos. O agressor também deve ter uma punição severa de acordo com o crime que cometeu. É necessário realizar também palestras e workshops em escolas e universidades ministradas por psicólogos, terapeutas e ate mesmo pessoas que já sofreram esse tipo de violência, para mostrar para nossas crianças as consequências com quem sofre e que podem confiar nos adultos para pedir ajuda, se necessário. É de suma importância investirmos em educação para que as crianças crescam sabendo lidar com as pessoas de forma empática e solidária, pois como bem disse Nelson Mandela: “a educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.”