A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Cotovelo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Cotovelo
Braço e antebraçoeeeeeeeeeee
Braço: primeiro segmento do
membro superior livre e o segmento
mais longo do membro. Estende-se
do Ombro ao cotovelo unindo os dois.
Formado pelo úmero.
Antebraço: segundo segmento mais
longo do membro. Estende-se do
cotovelo ao punho. Formado pelo
rádio e ulna.
úmero eeeeeeeeeee
● Epicôndilo medial
● Sulco do nervo ulnar
● Epicôndilo lateral
● Capítulo (se articula com o
rádio – articulação
umerorradial)
● Tróclea (se articula com a ulna-
articulação umeroulnar)
● Fossa do olécrano
ulna eeeeeeeeeee
● Olécrano
● Incisura troclear
● Processo coronóide
● Incisura radial
● Processo estilóide da ulna
● Cabeça da ulna
● Tuberosidade da ulna
Rádio eeeeeeeeeee
● Cabeça do rádio
● Circunferência articular
● Colo do rádio
● Tuberosidade do rádio
● Corpo do rádio
● Face articular carpal
● Incisura ulnar
● Tubérculo dorsal
● Processo estilóide do rádio
Articulações eeeeeeee
Articulação do cotovelo: Trata-se de
uma sinovial do tipo gínglimo
(diartrose), formada pela articulações:
úmero ulnar, úmero radial e rádio
ulnar proximal
Articulação umerorradial (úmero +
rádio)
Articulação do tipo sinovial, do tipo
gínglimo e desenvolve os
movimentos de flexão e extensão no
eixo látero-lateral ou transversal
Não há choque ósseo
Essa articulação é formada pelos
seguintes acidentes ósseos: capítulo
de úmero e fóvea articular da cabeça
do rádio.
Articulação umeroulnar (úmero +
ulna)
Articulação do tipo gínglimo
(promove a flexão e extensão),
sinovial a qual é formada pela
aproximação dos seguintes ossos:
úmero e ulna
incisura troclear da ulna + tróclea do
úmero
OBS: durante a flexão do cotovelo,
ocorre um choque ósseo que limita o
movimento de flexão, esse choque
ósseo ocorre pelo contato das
seguintes estruturas: processo
coronóide e fossa coronóide
OBS2: o movimento de extensão do
cotovelo é limitado pelos seguintes
acidentes ósseos: olécrano da ulna e
fossa do olécrano do úmero
Articulação radioulnar proximal
É uma articulação do tipo sinovial, do
tipo trocóide, essa articulação
desenvolve os seguintes
movimentos: pronação e supinação,
no eixo longitudinal
Os seguintes acidentes ósseos fazem
parte dessa articulação:
circunferência articular da cabeça do
rádio e incisura radial da ulna
OBS: cabe mencionar que durante a
pronação e supinação a ulna fica fixa
e o rádio gira sobre ela.
ligamentos do cotovelo eeeeee
Ligamento colateralulnar:
Une o úmero e a ulna
tem formato triangular, é dividido em
3 porções, são elas: anterior, média e
posterior ou oblíqua
Ligamento colateral radial
Ligamento anular da cabeça do
rádio
Estabiliza a cabeça do rádio com a
ulna (articulação radioulnar proximal)
Fossa cubital eeeeee
"A fossa cubital é uma depressão de
forma triangular constituída por
músculos anteriores à articulação do
cotovelo. A maior artéria, a artéria
braquial, passa do braço para o
antebraço através dessa fossa, como
faz um dos maiores nervos do
membro superior, o nervo mediano.“
NAV: nervo, artéria e veia (trígono
vasco nervoso)
Espaço triangular (3 limites: 2
musculares e 1 imaginário)
limites:
1- limite superior: linha imaginária
que atravessa na transversal os dois
epicôndilos
2- limite lateral: Músculo
braquiorradial
3- limite medial: Músculo pronador
redondo
4-limite posterior
5- limite anterior: face muscular e
pele
Conteúdo:
1° - tendão do músculo bíceps
braquial
2° - artéria braquial ( A. radial e A.
ulnar)
3° - veia braquial
4° - veia intermédia do cotovelo
(formada pela junção da veia cefálica
com a veia basílica)
5° - Nervo mediano
superfície do cotovelozzzzzzzzz
● Veia intermediária do cotovelo
● Veia basílica - N cutâneo
medial
● Veia cefálica - N. cutâneo
lateral
inervação do cotovelozzzzzzzz
● Nervo radial: ramo profundo,
ramo superficial
● Nervo ulnar: Túnel cubital
Síndrome do túnel cubitalzzzzzzz
Síndrome do túnel cubital: doença
causada pela compressão do nervo
cubital do cotovelo
Sintomas: dormência e sensação de
agulhas no dedo anelar e mínimo e
uma dor no cotovelo
O nervo cubital confere sensibilidade
ao dedo mínimo, dedo anelar e a
lateral da mão. Como o nervo cubital
passa perto da superfície da pele do
cotovelo, ele se danifica facilmente
quando a pessoa se apoia
repetidamente no cotovelo, ao
manter o cotovelo flexionado por
períodos prolongados ou, em alguns
casos, pelo crescimento anormal de
osso na região.
Arremessadores de beisebol são mais
propensos a desenvolver por conta
da torção exagerada do braço
radiologia do cotovelozzzzzz zz
cotovelo sempre AP
Cotovelo direito em AP
Estrutura:
epicôndilo
medial do
úmero
Músculo que
se origina
nessa
estrutura:
Músculos
flexores
Estrutura:
Fossa do
olécrano
A estrutura
indicada é
anterior ou
posterior?
Posterior
Estrutura:
Olécrano
Músculo que se fixa na estrutura
indicada: Tríceps braquial
Estrutura:
Capítulo do
úmero
Acidente
ósseo que se
articula com
essa
estrutura:
Fóvea
articular do rádio
Estrutura:
Articulação
úmero radial
Classificação
morfológica da
estrutura
indicada:
sinovial
gínglimo
(dobradiça)
Estrutura:circunferência articular da
cabeça do rádio
Ligamento presente na região
indicada: ligamento anular do rádio
Estrutura: Articulação rádio ulnar
proximal
Acidentes ósseos que que formam
a estrutura identificada:
circunferência articular da cabeça do
rádio e incisura radial da ulna
Estrutura: Processo coronóide da
ulna
Estrutura: Tuberosidade da ulna
Qual músculo se insere na região
indicada? músculo braquial
Estrutura: Tuberosidade do rádio
Qual músculo se insere na região
indicada? Músculo bíceps braquial
Estrutura: Epicôndilo lateral
Qual grupo muscular origina-se na
estrutura indicada?
Músculos extensores
simulam ligamentos
A: Ligamento colateral radial
B: Ligamento colateral ulnar
Estrutura: Crista supra epicondilar lateral
Qual músculo flexor do cotovelo
origina-se na região indicada?
Músculo braquiorradial
Articulações:
Articulação úmero radial: sinovial gínglimo
Articulação úmero ulnar: sinovial gínglimo
Articulação radioulnar proximal: sinovial
trocóide
Como será solicitado o exame?
Estruturas:
1- úmero
2- crista supra epicondilar medial
3- epicôndilo medial
4- processo coronóide
5- articulação radioulnar proximal
6- tuberosidade do rádio
7- ulna
8- rádio
9- colo do rádio
10- circunferência articular da cabeça do
rádio
11- Fóvea articular da cabeça do rádio
12- epicôndilo lateral
13- Crista supraepicondilar lateral
14- Fossa do olécrano
15- Tróclea/olécrano (sobrepostos)
16- Capítulo
17- Sulco do n. ulnar
Como seria solicitado esse exame?
Perfil
Estruturas:
1-Úmero
2-Capítulo e tróclea (sobrepostos)
3-Epicôndilo medial
4-Olécrano
5-Articulação úmero ulnar
6-Incisura troclear
7-Tuberosidade da ulna
8-Ulna
9-Membrana interóssea radioulnar
10-Rádio
11-Tuberosidade do rádio
12-Colo do rádio
13-Circunferência articular da cabeça do
rádio
14-Art. Úmero radial
15-Tróclea
Exame: Tomografia
Corte: transversal
Região: cotovelo
Exame: tomografia
Corte: sagital
Região: cotovelo
Exame: tomografia
Corte:coronal
Região: cotovelo
Exame: RM
Corte: transversal
Região:cotovelo
Exame: RM
Corte: coronal
Região: cotovelo
Exame: RM
Corte: sagital
Região: cotovelo