A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
(Curta / Salve / Siga) Termoquímica - Energia de ligação - Exercícios

Pré-visualização | Página 3 de 3

= –21 kcal/mol HI
Reação exotérmica (DH < 0)
802. DH = – 50 kJ 
803. 330 kJ
804. B
805. D
806. 07 (01 + 02 + 04)
807. C
808. B 
809. C
810. D
811. C
812. a. –35 kJ/mol
b. A transformando-se em B: reação exotérmica, DH < 0, 
não precisando de aquecimento para sua ocorrência; 
foi utilizado H2SO4 diluído, por se tratar de hidratação 
de alceno.
 B transformando-se em A: reação endotérmica, que 
necessita de aquecimento para sua ocorrência, foi 
utilizado H2SO4 concentrado, por se tratar de desidra-
tação de álcool.
813. A 814. A 815. 0,05 kJ
816. a. 4,9 · 1015 J
b. As ligações intermoleculares na água são mais fortes 
devido à existência de ligações de hidrogênio, logo 
sua temperatura de ebulição é maior que as demais.
c. Devido ao fato de as forças intermoleculares serem 
muito maiores, é necessário que a água absorva 
muita energia para vaporizar, o que se comprova pe-
los itens a e b dessa questão.
817. a. Teremos:
 Oxidação (combustão) do principal produto de R1 
(biodiesel):
O
H3C O CH2
CH2 — CH2
21 0 O
+
CH2 — CH2 CH2 — CH2
CH2 — CH2
CH3
CH CH
CCH2
15 0 C O 14 H H
O
+
 Para os reagentes:
 12 (C — C) 12 · 348 kJ
 28 (C — H) 28 · 413 kJ
 2 (C — O) 2 · 358 kJ
 1 (C — O) 1 · 799 kJ
 1 (C — C) 1 · 614 kJ
 21 (O — O) 21 · 495 kJ
 Total de energia absorvida na quebra das ligações 
dos reagentes = 28 264 kJ (+28 264 kJ)
 Para os produtos:
 30 (C — O) 30 · 799 kJ
 28 (O — H) 28 · 463 kJ
 Total de energia liberada na formação das ligações 
dos produtos = 36 934 kJ (–36 934 kJ) 
 DHreação do produto de R1 = + 28 264 kJ +(–36 934 kJ) = 
= –8 670 kJ/(mol de biodiesel)
 Cálculo da energia liberada em kJ/g:
 8 670 kJ/mol → 
8 670
208
kJ
g
 Energia liberada = 41,68 kJ/g (biodiesel)
 Oxidação (combustão) do principal produto de R2 
(hidrocarboneto):
H3C CH2
17 0 O
+
CH2 CH2
CH2
CH2
CH2
CH2
CH2 CH3
CH2
11 0 C O 12 H H
O
+
 Para os reagentes:
 10 (C — C) 10 · 348 kJ
 24 (C — H) 24 · 413 kJ
 17 (O = O) 17 · 495 kJ
 Total de energia absorvida na quebra das ligações 
dos reagentes = 21 807 kJ (+21 807 kJ)
 DHreação
 do produto de R2 = +21 807 kJ +(–28 690 kJ) =
 = –6 883 kJ/(mol de hidrocarboneto)
 Cálculo da energia liberada em kJ/g:
 6 883 kJ/mol → 
6 883
156
kJ
g
 Energia liberada 44,12 kJ / g (hidrocarboneto)
 44,12 kJ/g > 41,68 kJ/g
 Conclusão: do ponto de vista calorífico, o proces-
so R2 gera um combustível que libera maior quan-
tidade de energia (melhor combustível), ou seja, 
melhor que o processo R1.
b. 2 023 kJ
818. C
819. a. –218,8 kJ/mol b. 1,2 · 10–7mol/L
820. V – F – V – F – V
Módulo 42
821. C 822. –58 kJ
823. a. DH = –188 kJ/mol de H2O2
b. Exotérmica, pois DH < 0.
824. B
825. a. DH = 1,9 kJ
b. –3 935 KJ
826. 3 C(grafite) 3 4 12 3 8 1 2 3C H C H H H H Hgrafite g g o o o( ) ( ) ( )+ → = + +∆ ∆ ∆ ∆
–106 kJ
LI
VR
O 
DO
 P
RO
FE
SS
OR